Telefone de pesquisa número por nome

NOTA: As informações e os mapas exibidos no site 'www.AcheCerto.com.br' são simplesmente ilustrativos. Ao utilizar essas informações, o usuário de nosso site assume todo e qualquer risco não podendo o 'www.AcheCerto.com.br' ser responsabilizado por eventuais imperfeições nos referidos mapas ou condições de uso das ruas, avenidas e estradas, assim como quanto a precisão das ... Pesquise por nome e morada, ou por número de telefone fixo ou móvel. Neste motor de busca encontrará toda a informaçõe disponibilizada pelos Operadores de Telecomunicações de Portugal. Trata-se, portanto, de um único número de visualizações da página respetiva por visitantes reais. O fórum é moderado? A conversa sobre números de telefone é parcialmente moderada. Todos os dias são adicionados milhares de comentários no fórum e por isso, não é possível controlar cada um dos comentários. Tratamos, então ... Últimos números cadastrados ou comentados. (66) 3300-8823 . (11) 3217-9830 NOTA: As informações e os mapas exibidos no site 'www.AcheCerto.com.br' são simplesmente ilustrativos. Ao utilizar essas informações, o usuário de nosso site assume todo e qualquer risco não podendo o 'www.AcheCerto.com.br' ser responsabilizado por eventuais imperfeições nos referidos mapas ou condições de uso das ruas, avenidas e estradas, assim como quanto a precisão das ... Descobre o nome de quem te liga (CNAM) para um número de telefone. Descobre nomes reais e endereços de números de telefone. Se preferir, pode entrar em contacto com serviços de listas telefónicas através do telefone. Sites de pesquisa de números. Saber a quem pertence um número de telefone ou telemóvel permite voltar a contactar quem nos ligou ou, por outro lado, evitar atender o telefone da próxima vez que ligarem. Disponível 24h por dia, 365 dias por ano. Na lista telefónica em formato eletrónico são disponibilizados os dados do Diretório Telefónico. Pesquisa de Listas. Nesta página poderá pesquisar por nome, morada ou número de telefone, para obter os dados telefónicos de um determinado cliente de telecomunicações. O acesso realizado a partir de um dispositivo é contado só uma vez por dia. Além disso, tentamos evitar que o número fosse aumentado artificialmente, quer dizer pelos acessos de robôs (buscadores). Trata-se, portanto, de um único número de visualizações da página respetiva por visitantes reais. Sites. As apps não são infalíveis e, por vezes, é preciso recorrer a outros serviços para saber a quem pertence um número de telefone. Na internet já existem vários bons exemplos, sendo que a maioria dos sites, porém, é utilizado para descobrir números de spam, de empresas que querem vender produtos.. Ao contrário das apps, estes sites funcionam através das contribuições dos ...

Marketing Digital para Academias: Dicas para conquistar e fidelizar alunos

2020.09.29 17:05 Vedovati_Pisos Marketing Digital para Academias: Dicas para conquistar e fidelizar alunos

Com tantas opções de academias, fica realmente difícil se posicionar no mercado e atrair novos clientes. Neste post, trago algumas estratégias de Marketing Digital para conquistar e fidelizar clientes.
Os motivos pelo baixo número de matrículas ou pela desistência são muitos e seria impossível destacá-los um por um. No entanto, as estratégias que cito abaixo abordam as situações mais comuns que ocorrem nas academias.
Levando em consideração o fato que sua academia já possui uma boa estrutura, boa localização e de preferência um estacionamento – aprenda, no parking, no business (sem estacionamento, sem negócios) – vamos falar dos principais pontos a serem implementados para sua academia atrair e reter pessoas, pois nada adianta receber um grande número de matrículas e no outro mês perder metade dos alunos.
Digo boa estrutura, pois é o básico para dar suporte total aos alunos, a boa localização é um requisito importante, mas caso não seja um ponto forte, podemos contornar com uma boa estratégia de localização por meio da Internet, já o estacionamento é um plus que sua academia deve oferecer para facilitar a vida dos alunos.
Seja Encontrado (Conquistar)
Parece óbvio, mas muitos não fazem. Utilizar o Google como fonte de pesquisa é que o várias pessoas interessadas no seu negócio estão fazendo todo dia, toda hora, inclusive agora. São cerca de 16,5 milhões de pesquisas mensais relacionadas à ginástica, fitness, musculação, pilates etc. Se você não está inserido nesse meio, você está perdendo milhares de oportunidades. Então vamos ao que interessa.

Como ser encontrado?
Conteúdo
A Internet é fonte de informação e as pessoas buscam o tempo todo por respostas para suas dúvidas. Imagine quantas buscas existem sobre o tema “emagrecimento”. No site da sua academia, crie uma área para inserir conteúdo. Esta área funcionará como um blog, onde semanalmente ou diariamente, você irá fornecer informações relacionadas ao seu negócio. Aqui não há propaganda, não há venda, apenas informação.
Seu possível cliente quer informações e, quanto mais você der, maiores são as chances dele aderir ao seu negócio. O cliente precisa se sentir seguro da compra, por isso ele busca informações. Vamos a um exemplo. Uma pessoa está buscando um local para praticar exercícios físicos, então ela que saber qual o melhor esporte para ela, quantas horas ela deve praticar, entre outras questões. Neste momento ela não está buscando preços, nem equipamentos, ela quer informação. No momento que ela se sentir segura, ela vai até a academia e faz a matrícula. Não espere mais para ativar seu site e seja encontrado quando procurarem pelo seu negócio.
Tráfego
Compre tráfego. Indo direto ao assunto, esse é um ponto fundamental para ser encontrado pelo seu público. Procure por publicidade paga como Google Adwords e Facebook Ads, procure sites relacionados e compre espaço publicitário. Existem diversos sites que vendem tráfego, seja ele segmentado ou não. O tráfego segmentado é mais caro, mas acaba saindo um pouco mais caro.
Minha dica é, se sua academia já tem uma marca conhecida, vale a pena focar no tráfego segmentado (blogs e fóruns fitness), caso esteja dando os primeiros passos, tráfego indiferente (sites de download, de música, de filmes) pode ser uma boa opção. O Google Meu Negócio também é uma excelente ferramenta para ser encontrado e é gratuito. Lembra do ponto “localização” que falei no começo do artigo? O Google Meu Negócio vai te ajudar e muito.
Seja Diferente (Conquistar)
Primeira coisa, não se diferencie da concorrência pelo preço. Você deve ter muito mais a oferecer do que uma “pechincha”, o que pode até causar uma má impressão do seu negócio. Segundo, tenha um diferencial que seja realmente relevante para o seu público. De nada adianta super equipamentos, se não existem instrutores capacitados para guiar seus alunos. Tenha um diferencial claro e passe isso na hora de divulgar sua academia.
Tenha um Site Vendedor (Conquistar)
Agora que você já tem tráfego e possui um diferencial claro, vamos converter seus visitantes em clientes. Para aprofundar sobre o assunto Conversão é necessário um post completo que será produzido mais adiante, mas adianto pontos necessários para transformar seu site em um site vendedor.
Deixe clara a sua mensagem
Apesar do conteúdo que falamos anteriormente não citar preços e planos, seu site precisa deixar claro que por trás de toda a informação, existe uma empresa e que você vende algo, caso contrário o visitante sentirá enganado no momento que você tentar oferecer seu serviço.
Facilite o contato
Quem nunca entrou em um site e ficou perdido buscando telefone ou e-mail para contato? Por incrível que pareça, este é um erro comum do mundo digital. Para facilitar o contato do seu possível cliente, deixe fácil um telefone para contato ou um formulário de contato. Nada de formulário gigantes com nome, endereço, cpf, nada disso. Seja o mais simples possível no momento de colher os dados. Apenas o e-mail é essencial.
Guie seu visitante
Leve seu visitante até a parte principal do seu site, a área dos planos. A navegação deve ser fácil e seu site deve sempre levar o usuário à parte que mais lhe interessa. Quando o usuário entra no seu site ele quer saber de cara seu preço, para depois ver se compensa. Daí você tem 2 opções, mostrar o preço logo de início, fazendo o cliente optar se deve continuar ou não ou mostrar todas as vantagens do seu negócio através de um conteúdo detalhado e no final apresentar o preço ou até mesmo criar um vídeo, onde no final você vai apresentar seus planos. As duas formas são válidas e vão depender da forma que deseja trabalhar.
Crie um relacionamento (Fidelizar)
Outro ponto que parece óbvio, mas poucos fazem. Criar relacionamentos é difícil, muitas vezes por questões culturais do empreendedor. Vamos aos fatos, cliente entra na academia, você cria um bom relacionamento com ele, resultado: cliente satisfeito e fidelizado. Parece simples e realmente é, o problema é que poucos fazem. Por um lado isso é bom, pois agora você tem uma vantagem competitiva.
E como fazer para criar relacionamentos com seus clientes utilizando estratégias de marketing digital? A dica de ouro é: E-mail Marketing.
E-mail não está ultrapassado e sabendo fazer não será considerado Spam. Então, como fazer?
1 - Crie uma lista– No momento do cadastro peça o e-mail do aluno e faça uma planilha com todos matriculados
2 - Peça autorização para enviar e-mails– É aqui que você vai ter autorização ou não dos seus alunos para enviar conteúdo.
3 - Envie conteúdo interessante– Nada de enviar promoções e “panfletos digitais”. Isso é chato e pode ser visto como Spam. Escreva algo que realmente seja importante para o seu cliente. Dê dicas de alimentação, métodos de treino, melhores suplementos e mais uma infinidade de assuntos. Mas lembre, tenha bom senso e não envie e-mail diariamente. Um e-mail a cada 4 dias é o suficiente para manter seu aluno bem informado e satisfeito.
4 - Pergunte– Relacionamentos são diálogos e não monólogos, por isso peça a opinião e escute seus clientes. Envie e-mails com questionários curtos sobre melhorias na academia ou alguma pesquisa que esteja querendo fazer.
5 - Escute (Fidelizar)
Puxando o gancho no ponto anterior, escutar seus clientes é um fator importantíssimo para saber se você está fazendo certo ou errado. Já ouvi relatos de alunas que saíram da academia porque eram assediadas pelo professor. Pesado, mas acontece. A melhor maneira de descobrir isso é criando um formulário no seu site para reclamações e sugestões.
Você também pode implantar uma caixa de sugestões na sua academia, mas muitos veem como perda de tempo, pois acham que ninguém vai ler, por isso é seu dever deixar bem claro que faz parte dos valores da sua empresa levar a sério a opinião dos clientes.
Personalize (Fidelizar)
Esta dica é matadora e é aqui que iremos oferecer ao cliente exatamente o que ele necessita. Existem pessoas que frequentam a academia durante anos e nunca receberam um atendimento diferenciado e, por conta disso, recorrem a outra academia.
Mas na sua academia será diferente. Você DEVE tratar seus clientes de forma diferenciada, pois cada um tem um objetivo diferente. Existem várias formas de personalizar seu serviço, mas essa parte criativa vou deixar com você, vamos citar alguns pontos que você deve seguir.
• Cliente VIP– Todo mundo gosta de ser tratado de forma VIP, por isso crie um cadastro VIP para seus clientes especiais, aqueles que trazem mais retorno para o seu negócio. Os clientes VIP terão vantagens extras, como treinamento personalizado, dicas exclusivas, entre outros benefícios.
• Programa de Fidelidade– O programa deve ser muito mais do que um programa de descontos. Deve oferecer benefícios reais e que sejam de interesse do aluno.
Falamos aqui sobre alguns pontos cruciais para se ter sucesso no seu negócio e aumentar os lucros da sua academia. São coisas fáceis de serem implementadas e podem começar logo que você terminar de ler este artigo.

https://www.vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/marketing-digital-para-academias/
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]


2020.07.16 16:52 fobygrassman HAPPN PARA CASADOS

HAPPN PARA CASADOS App para infidelidade casada e encontros discretos. Curta um caso agora!
Happn App para Casado. Infidelidade simplificada De uma dona de casa traidora real
DESCUBRA O APLICATIVO TRAIÇÃO MELHOR QUE A FELICIDADE Hoje em dia, com o Happn e outros aplicativos de namoro sendo usados, as mulheres estão mais abertas a encontrar parceiros on-line e a ter relacionamentos casuais e uma noite só ”
Mas e se você for casado ou noivo?
Você ainda pode usar o Happn?
A RESPOSTA É NÃO. Não use o aplicativo Happn se você é casado, você será pego 100%
Se você deseja que o Happn já esteja lá antes de se casar, leia isso! Porque existe um aplicativo Happn anônimo projetado para pessoas casadas. Happn requer seu perfil no Facebook. A Happn usa seu perfil pessoal do Facebook para criar seu perfil na Happn !! A Happn USA SEU NOME E IDADE NO FACEBOOK! Além disso, o Happn é tão amplamente usado, mesmo que você decida se inscrever na sua conta do Facebook, seria apenas uma questão de tempo até que um dos amigos solteiros de sua esposa o veja no Happn e o expulse. Você não pode carregar fotos discretas no Happn e espera se envolver com nenhuma mulher, porque existem milhões de homens com fotos de rosto inteiro com as quais você está competindo. Então, isso significa que, se você é casado ou noivo, não pode usar o happn app? Felizmente, existe um "Happn casado" e é assim que funciona
ASHLEY MADISON É UM PEDIDO PARA TRAIDORES CASADOS QUE FUNCIONAM EXATAMENTE COMO A HAPPN APP. Ashley Madison foi criada exclusivamente para traidores. Uma grande porcentagem de usuários é casada e há "destruição mutuamente garantida". Ou seja, se alguém o vê no Ashley Madison (Happn por trapaça), ele não o denuncia, pois precisaria explicar por que ele estava no site. Ashley Madison funciona perfeitamente no seu telefone da mesma maneira que a Happn. Você pode ver os usuários próximos a você ajustando o raio da pesquisa. O Happn para casais tem recursos adicionais que o Happn não possui, criados para mantê-lo 100% seguro e discreto. Ashley madison permite que você se inscreva sem verificação de e-mail, o que significa que você pode dizer que outra pessoa usou seu e-mail e que você não tinha ideia. A Happn obriga a usar seu perfil do Facebook com seu nome real e idade no seu perfil. Ashley Madison possui um assistente de foto que permite colocar uma máscara no rosto ou desfocar a imagem para que você não possa ser identificado. Os usuários de Ashley madison são muito mais compreensivos quando você tem apenas fotos discretas disponíveis. Se você tentasse isso no seu Happn, obteria zero correspondências. Ashley Madison também oferece uma galeria privada onde você pode armazenar suas fotos e conceder e revogar o acesso aos usuários a qualquer momento. No Happn, todas as suas fotos podem ser visualizadas ... por qualquer pessoa ... a qualquer momento! Ashley Madison tem um site para dispositivos móveis muito rápido, para que você não precise baixar um aplicativo para o seu telefone. Isso é especialmente útil para pessoas cujos parceiros geralmente têm acesso ao telefone. O Happn é apenas um aplicativo que você precisa baixar para o seu telefone. Ashley Madison é 100% grátis para mulheres, o que garante uma base de usuários feminina ativa e envolvente. Happn cobra homens e mulheres.
Se você quer toda a diversão e emoção de Happn, mas é casado ou tem um relacionamento, você definitivamente deveria tentar Happn for Married: Ashley Madison.
O QUE É A GERAÇÃO "HAPPN"? Devido a aplicativos como o Happn e outros, as mulheres são mais promíscuas do que nunca.
Antes do Happn, apenas um dos meus amigos usava qualquer site de namoro. Ela só saiu em 3 encontros ao longo de 2 anos. Mas desde que Happn, todas as minhas amigas têm um perfil e o estão usando ativamente! Graças à Happn, as mulheres agora estão confortáveis ​​e com experiência em namoro online e abertas a conhecer homens online. O namoro on-line agora é a maneira número 1 pelas mulheres encontrar homens para encontros.
EXPIRADO EM SEXO CASUAL Eu tive muitos encontros no Happn e aplicativos semelhantes, e todos os meus amigos também. Depois de ter seu primeiro encontro casual e perceber que uma noite divertida, apaixonada e emocionante é apenas um aplicativo, você não será privado.
A "GERAÇÃO HAPPN" É AGORA A FAIXA ETÁRIA DOS RECÉM-CASADOS. As mulheres que usaram o Happn entre 20 e 30 anos de idade estão casadas há anos e “o período da lua de mel está acabado. Eles estão ficando insatisfeitos e querem um caso. Muitos de meus amigos que usaram o Happn estão agora, casados, noivos ou em relacionamentos de longo prazo; Adeus Happn diversão e Olá compromissos de longo prazo.
ELES SÃO NOSTÁLGICOS POR SUA JUVENTUDE SEXY Agora sou um dos meus únicos amigos que ainda são solteiros e posso honestamente admitir que meus amigos casados ​​(especialmente aqueles que estão casados ​​há muito tempo) sempre me dizem como tenho sorte e o quanto eles sentem falta da diversão de encontros on-line. Happn para casados
A LUA DE MEL ACABOU Depois de um tempo casado, o sexo e a paixão desaparecem. Todos os meus amigos dizem que sentem falta da validação e do entusiasmo que têm de combinar caras atraentes. O Happn não é mais uma opção Todos os meus amigos casados ​​dizem que adorariam usar os aplicativos de namoro novamente. No entanto, se o fizessem, seus maridos descobririam muito rapidamente. A Happn e outras aplicações usam o facebook para gerar seu perfil. Happn mostra amigos em comum, seu nome, idade. Sites como ashley madisn estão vendo um grande aumento de usuários e um grande aumento de mulheres. Os aplicativos de conexão Happn e similares se tornaram um campo de treinamento para mulheres. Eles são treinados na arte do sexo casual e do namoro on-line e procuram ter encontros infiéis agora!
submitted by fobygrassman to TinderParaCasados [link] [comments]


2020.05.13 22:42 AdamSC1 [Portuguese] Community Points FAQ

Nota importante:
A versão beta do programa Community Points está na rede Rinkeby. Se você não souber o que isso significa - não remova os tokens de pontos da comunidade do Reddit do Reddit Vault tentando integrar outras carteiras da Ethereum ou enviando-os para contratos inteligentes.
O que são pontos da comunidade
Os pontos da comunidade são uma nova iniciativa do Reddit. São pontos que representam a propriedade de um subreddit.
Cada comunidade receberá seus próprios pontos de comunidade que eles obterão como nome e design.
Onde os pontos da comunidade são armazenados?
Os pontos da comunidade são um tipo de "token" "Ethereum" que é armazenado em uma "blockchain" - assim como o Bitcoin!
Isso significa que, depois de ganhar os tokens, você os possui.
Você pode armazená-los em seu "Reddit Vault" ou em uma carteira tradicional do Ethereum.
Quantos pontos comunitários existem?
Há um total de 250 milhões de cada tipo de ponto da comunidade.
Portanto, o subreddit / r / Cryptocurrency terá no máximo 250M de tokens "$ MOON", mas outro subreddit terá no máximo 250M de seu próprio token.
Todos os 250M tokens / pontos são liberados imediatamente?
Não. Para começar, haverá apenas 50M de cada token. Eles serão concedidos aos usuários com base nas postagens que eles fizeram anteriormente no subreddit.
Os outros 250 milhões de tokens serão concedidos lentamente semanalmente.
O valor concedido a cada semana é o mesmo?
Não. A quantidade de tokens concedidos ficará menor a cada semana, e durará até que os 250M tokens sejam criados. A data estimada para isso é em algum momento de 2050.
Como ganho Pontos / Tokens da Comunidade?
Você ganhará os tokens com base em suas contribuições para o subreddit.
Quando você faz uma postagem ou um comentário que é votado, você ganha uma parte dos tokens que são distribuídos pelo sistema naquela semana.
Outros usuários também podem "dar gorjeta" a você. Isso significa que eles fornecerão alguns dos tokens que ganharam.
Para que posso usar pontos / tokens da comunidade?
Você pode usar os tokens para comprar "Associações Especiais" para cada subreddit individual.
Essas associações oferecem recursos especiais no subreddit. Esses incluem:
Quanto custa a associação especial?
A "Associação Especial" para um subreddit varia de custo entre diferentes tokens.
No subreddit / r / Cryptocurrency, a associação custa 1000 MOONS por mês.
O que acontece com os pontos / tokens da comunidade que eu uso para a associação especial?
Quando você usa seus tokens para a "Associação Especial", esses tokens serão "queimados" - que é uma gíria de criptomoeda destruída.
Isso significa que sempre haverá menos de 250 milhões de tokens, pois eles continuarão a ser usados ​​horas extras.
Posso usar pontos / tokens da comunidade para mais alguma coisa?
Sim.
Você também poderá usar os tokens que ganhou para votar em pesquisas ponderadas ou enviar uma dica para outros usuários.
Por fim, por ser um token ERC-20 Ethereum, você pode transferi-lo para outros sites e integrá-lo a outros produtos. Isso permite que você compre, venda, negocie e use o token onde quiser.
O que é o Reddit Vault?
O "Reddit Vault" é uma seção especial do aplicativo móvel do Reddit que permite conectar-se a uma carteira com Ethereum. Nesta seção, você poderá reivindicar seus tokens, ver seus saldos de tokens e resgatar os tokens.
Às vezes, seu Reddit Vault também pode ser chamado de "carteira", pois essa é a terminologia comum na indústria de blockchain.
Como criar um Reddit Vault?
Você pode criar seu Reddit Vault no aplicativo Reddit no iOS e Android.
Você clicará no seu perfil e selecionará "Vault" e ele o guiará pelas etapas.
Se precisar de instruções mais detalhadas, consulte as instruções detalhadas
Preciso usar o Reddit Vault como minha carteira?
Não. Você não precisa usar o Reddit Vault como sua carteira - mas isso permite que você faça o backup da sua carteira no Reddit.
Se você deseja usar uma carteira Ethereum diferente, como o MetaMask ou o Brave Browser, pode importar sua 'frase inicial' da criação dessa carteira.
Isso é recomendado apenas para usuários experientes de criptomoedas.
Você pode encontrar as instruções para importar sua carteira existente para o Reddit Vault aqui
Se eu criar uma carteira usando o Reddit Vault, posso usá-la em outro lugar?
Sim.
Se você estiver criando sua primeira carteira de criptomoeda usando o Reddit Vault, convém importar essa carteira para um software diferente, como MetaMask ou 'Brave Browser'.
Você pode seguir estas instruções:
Certifique-se de definir sua carteira MetaMask ou Brave Browser Wallet para usar a rede de teste Rinkeby.
O que é a "Frase semente"?
Uma frase inicial é um conjunto de 12 palavras aleatórias usadas pelo software da carteira para ajudar a gerar nossa "chave pública" e "chave privada" que compõem sua carteira.
A frase inicial é a única maneira de recuperar uma carteira de criptomoeda se você perder nossa chave privada.
Onde devo guardar minha frase inicial?
Sua frase inicial deve ser armazenada em um local seguro. Idealmente, você não deve manter a frase inicial em uma imagem (no telefone) ou em um arquivo baixado ou em um bloco de notas digital.
É melhor anotar sua frase inicial ou usar um gerenciador de senhas como o LastPass para armazená-la com segurança.
Se eu perder minha frase inicial, o Reddit pode recuperar meus pontos de comunidade?
Não.
Se você perder sua frase inicial e não possuir sua chave privada, ninguém poderá ajudá-lo a recuperar sua carteira ou seus tokens. Eles estão perdidos para sempre.
Posso perder pontos do meu saldo?
Não.
Depois de reivindicar, você reivindicou seus pontos que estão na sua carteira na blockchain Ethereum. Ninguém pode tirar esses pontos de você. Nem mesmo a equipe do Reddit.
Você não perderá pontos por votos negativos em seus comentários ou em suas postagens. Você aprenderá apenas uma porcentagem menor de tokens na distribuição da próxima semana.
O que é uma chave pública?
Sua chave pública (também chamada de "endereço da carteira") é o seu endereço na blockchain. É semelhante a um endereço postal, pois identifica você e permite que as pessoas lhe enviem transações blockchain, semelhante à maneira como alguém pode enviar e-mail para o seu endereço residencial.
Assim como um endereço residencial, as informações não são particulares, mas são confidenciais. Você provavelmente não quer que todos tenham o endereço.
Sua chave pública será uma grande quantidade de números e letras, mas no Ethereum sempre começará com "0x"
O que é uma chave privada?
Uma chave privada é como sua senha. São informações privadas que devem ser mantidas em segurança.
Você nunca pode alterar sua chave privada. Portanto, se ficar comprometido, mesmo que você precise fazer uma nova carteira.
Nunca compartilhe sua chave privada com ninguém. Sempre.
A equipe do Reddit precisará conhecer minha frase inicial ou minha chave privada?
Não nunca.
Posso comprar / vender Community Points / Tokens?
Não há trocas por esses tokens, pois eles estão atualmente na rede de teste de Rinkeby.
submitted by AdamSC1 to CommunityPointsHelp [link] [comments]


2020.04.23 21:00 katerinaptrv12 MPV 954/2020

A Medida Provisória 954/20 ordena às operadoras de telefonia fixa e celular que repassem o cadastro dos clientes para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que utilizará os dados “exclusivamente” para realizar pesquisas domiciliares por telefone.
As empresas de telecomunicação deverão entregar ao instituto, por meio eletrônico, a relação dos nomes, dos números de telefone e dos endereços dos clientes, pessoas físicas ou jurídicas. Os dados deverão ser manipulados pelo IBGE apenas enquanto durar a situação de emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Covid-19.
Os dados compartilhados terão caráter sigiloso e não serão utilizados como objeto de certidão ou meio de prova em processo administrativo, fiscal ou judicial. As informações cadastrais serão eliminadas da base de dados do IBGE, no máximo, 30 dias após o fim do estado de emergência.
Fonte: Agência Câmara de Notícias
Autor: Poder Executivo
Apresentação: 17/04/2020
Link: https://www.camara.leg.bproposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=2249953
Apoie ou discorde: https://forms.camara.leg.bex/enquetes/2249953
submitted by katerinaptrv12 to Covid19Leis [link] [comments]


2019.12.14 18:16 JairBolsogato Dados são o novo Petróleo: num futuro próximo, seu histórico online vai destruir sua liberdade (não só para Chineses)

Todos os dias você voluntariamente fornece centenas de items de dados para empresas gigantes de bilhões de dólares.

No pior cenário possível, como todos esses dados poderiam ser usados ​​contra você se alguma empresa ou talvez o governo tivesse motivação para fazê-lo? A resposta pode ser aterradora.
Vamos dar uma olhada onde já estão usando os dados das pessoas para testar os limites dos direitos humanos: China.
A China é dirigida por um partido comunista e eles começaram a mostrar ao mundo o quão distópico um país pode se tornar na era digital. Você já deve ter ouvido falar sobre o sistema de crédito social atualmente sendo testado em toda a China. Essa idéia existe desde 2001 e espera-se que esteja totalmente operacional em toda a China continental até 2020, afetando e controlando 1,4 bilhão de pessoas.
Caso você não tenha ouvido falar disso, aqui está uma rápida descrição: cada cidadão recebe uma pontuação de crédito social que é semelhante à pontuação de crédito financeiro que temos no Ocidente que aria de 350 a 950. O cidadão pode aumentar sua pontuação de crédito social realizando boas ações, como denunciando crimes, doando sangue e executando feitos heróicos (e o que eles consideram heróico?).
Mas a pontuação cairá se o cidadão passar a cometer crimes, atravessar o cruzamento com sinal vermelho, falar alto em público ou jogar pontas de cigarro ou fruta no chão. Mas isso fica ainda mais assustador ao vermos que o objetivo é que todo o sistema seja automatizado e a China está trabalhando com empresas privadas para desenvolver ativamente sistemas de Inteligência Artificial que monitoram cidadãos 24 horas por dia online e offline.
A China atualmente possui a maior rede de câmeras do mundo, com mais de 200 milhões de câmeras atualmente instaladas em todo o país e o governo diz que pretende aumentar para 600 milhões até 2020. Mas esse sistema de câmeras da China tem uma diferença perturbadora, pois é alimentado por inteligência artificial. O sistema na China pode reconhecer rostos em uma fração de segundo e combiná-lo com um enorme banco de dados de mais de um bilhão de pessoas.
Ele pode até reconhecer o que as pessoas estão fazendo em tempo real, se estão atravessando a rua ilegalmente, se eles estão discutindo com alguém que a câmera reconhece e, se detectar tal atividade, pode deduzir automaticamente alguns pontos da pontuação de crédito social dos indivíduos. As câmeras são capazes de reconhecer os números das placas e podem fazer exatamente o mesmo por mau comportamento ao dirigir.
O sistema de crédito também abrange processadores de pagamento chineses, como o Ali Pay, que ajudaram o governo a desenvolver algoritmos que podem ajustar automaticamente a pontuação de crédito social de um indivíduo com base no seu padrão de consumo, por exemplo, se alguém compra regularmente cerveja e pode indicar que é alcoólatra. Assim, os pontos também serão deduzidos pela compra de muitos videogames e cerveja se forem uma grande parte do gasto mensal (isso me deixaria completamente ferrado!)
Se uma mulher comprar fraldas, de acordo com o governo, isso indica personalidade responsável e, assim, sua pontuação de crédito social receberá um impulso automático. Se um indivíduo se casa com alguém com uma pontuação de crédito social mais baixa do que ele, a pontuação mais alta é puxada para baixo.
Como você pode imaginar, esse sistema aterrorizante atua no mundo on-line. O governo chinês monitora as postagens de mídia social e a atividade de navegação na web de todos os seus cidadãos. Se eles postarem algo negativo sobre a China ou o Partido Comunista, sua pontuação será reduzida da mesma forma que qualquer atividade on-line que a China julgue negativa, como enviar posts com raiva ou simplesmente visitar os vários sites, isso colocará marcas negras nos registros com baixa pontuação.
As pessoas com classificações de crédito social baixas são expostas e envergonhadas em grandes outdoors digitais públicos em shopping centers, nas estações de trem. Eles mostram os nomes dos rostos dos residentes locais com as pontuações mais baixas. Existe até um aplicativo móvel que mostra os nomes e os locais de qualquer pessoa com uma pontuação baixa. Na sua vizinhança em tempo real, os chamados cidadãos-modelo serão venerados em outdoors nas praças da cidade.
Se a pontuação de crédito social cai abaixo de um certo limite, o cidadão é automaticamente colocado em uma lista negra. Esses indivíduos são proibidos de comprar bilhetes de trem ou avião. Eles não podem solicitar um empréstimo ou alugar um apartamento. Talvez nem consigam mais serviço de telefone e mídias sociais pois as contas são fechadas.

Eles são efetivamente forçados para fora da sociedade e se tornam prisioneiros dentro de sua própria casa, geralmente sem cometer nenhum crime.

Outra parte assustadora do sistema de crédito social da China não é o sistema em si, mas como o povo da China parece aceitar isso abertamente. Sempre que jornalistas ocidentais entrevistaram cidadãos chineses tudo o que eles faziam era elogiar o quanto isso melhorou suas vidas e a comunidade. Chineses que escaparam do sistema contam uma história completamente diferente e ainda mais distópica. Falar negativamente sobre o sistema é motivo para represálias.
Todo esse sistema naturalmente parece mais totalitário para qualquer ocidental, porque somos criados com liberdades genuínas e uma mentalidade individualista, enquanto a China tem uma história do estado governando com punho de ferro e o povo é criado com uma mentalidade coletivista onde o estado é priorizado sobre qualquer indivíduo.
Não se sabe se um sistema de crédito social seria ou não implementado no Ocidente por causa dos direitos humanos básicos. Todos esperamos que não seja, mas...

...a quantidade de dados que você entrega voluntariamente para as empresas do Vale do Silício todos os dias significa que eles têm um retrato digital de quem você é prontinho para ativar um sistema de crédito social.

Amanhã, se eles ou o governo desejarem, o Google conhece seus movimentos, o que você procura e que tipo de vídeo você gosta de assistir. O Facebook sabe quem são seu amigos e familiares, os sites que você visita, seus gostos e o que você detesta, suas esperanças e temores. Google, Apple e Facebook conhecem seus hábitos exatos de consumo, dependendo de você ter vinculado seu cartão a qualquer um dos serviços deles e isso é apenas a superfície do problema.
Algoritmos complexos de IA podem ser usados por essas empresas para extrair dados sobre você que nem mesmo você sabe sobre si mesmo. Eles podem prever quando as mulheres estão grávidas com base nas compras recentes, às vezes antes que a mãe saiba. Podem prever onde você está indo de férias antes mesmo de pensar em fazer uma reserva.
A China difere ideologicamente do Ocidente por usar todos esses dados pessoais para dar ao Estado maior controle sobre o povo, mas os EUA e a maior parte da Europa usam esses mesmos dados para vender produtos para pessoas, o que eu acho que é um pouco melhor do que colocar pessoas na maior prisão a céu aberto do mundo.
Você deve ter notado como os chamados anúncios personalizados seguem você pela web. Se você assistir a um vídeo no YouTube sobre o smartphone mais recente, será bombardeado com anúncios desse telefone durante a próxima semana. Os anúncios podem ter anunciantes assustadoramente específicos - se quiserem podem optar por segmentar os anúncios para donas de gatos com excesso de peso que moram em uma determinada rua e de idades entre 50 e 54 anos e têm uma preferência secreta pelos MCs Jhowzinho & Kadinho.
Acredite ou não, essa é apenas a ponta do iceberg nas próximas décadas. A publicidade se tornará mais direcionada a você e mais integrada ao longo de sua vida cotidiana, chegando ao ponto em que não dá pra saber o que é e o que não é um anúncio no caminho do seu trabalho. Se você comeu cereal da marca X de manhã, o anúncio saberá disso e, amanhã, vai sugerir você experimentar o cereal da marca Y.
Além disso, seu SmartWatch continuará coletando pistas biométricas para saber como você se sentiu e onde quer que você tenha respondido positiva ou negativamente. Essas informações serão automaticamente transmitidas para que eles saibam se devem ou não mostrar um anúncio ou anúncios semelhantes novamente no futuro. Não importará o que você deseja, mas serão baseados em suas emoções e em como você se sente dia após dia, minuto a minuto.
A tecnologia inteligente e vestível provavelmente será capaz de dizer quando você está tendo um bom dia e quando você você está se sentindo um pouco desanimado e seu humor afetará a publicidade que você recebe em tempo real. Se você estiver otimista e extrovertido, poderá receber anúncios de espetáculos teatrais locais, mas se não estiver com disposição para sair naquela noite, provavelmente receberá anúncios de um novo filme que você pode alugar na sua Smart TV, talvez ao lado de outro anúncio de pizza.
Mas e se seus dados forem usados ​​para mais do que anúncios?

A primeira maneira que seus dados poderiam ser - e já estão sendo - usados ​​contra você é no sistema judicial.

Os depoimentos de testemunhas oculares estão repletos de questões que comprovadamente não são confiáveis ​​por vários motivos, mas o que é extremamente confiável é que a polícia de dados digitais está cada vez mais usando dados coletados de telefones de pessoas e vários dispositivos inteligentes para coletar evidências.
Em um caso judicial recentemente uma mulher na Pensilvânia acusou um homem de estuprá-la durante o sono, mas quando a polícia examinou os registros de dados de sua pulseira Fitbit, revelou que ela estava acordada e passeava no momento em que relatou que o estupro aconteceu. Em vez de o homem ser acusado a mulher foi acusada de falsas denúncias e adulteração de provas. Se não fosse por seu Fitbit, ela poderia ter se safado.
No Ocidente, os bancos e várias empresas financeiras já usam um sistema de pontuação de crédito para decidir se empresta ou não dinheiro a um indivíduo, mas é bastante unidimensional. Ele verifica seu histórico de endereços, seu histórico de votação e o quão bom você tem sido em pagar empréstimos no passado.
Mas há uma nova agência de referência de crédito aos credores, uma empresa sediada em Cingapura que atualmente opera apenas em economias emergentes como o México, Filipinas e Colômbia. Se for um modelo mais lucrativo que o das indústrias tradicionais de pontuação de crédito, será difícil impedir que ele entre nos demais mercados.
Em vez de analisar seus empréstimos, ele analisa seu círculo social, olha de quem você é amigo, o que eles fazem, vê seus hobbies e comportamentos. A idéia é que, se você se cerca de pessoas de "mau viver" (de má reputação, envolvidos em crimes, etc), é menos provável que você seja financeiramente responsável e pague seu empréstimo e assim receberá uma pontuação de crédito baixa.
Mas se o seu círculo de amizades consistir de médicos e advogados que se reúnem no fim de semana, você receberá as melhores notas e a maior pontuação de crédito. Esse tipo de Big Data social continua a entrar no mundo da tecnologia financeira.
Ficará cada vez mais difícil diferenciar do que a China está fazendo agora e aqueles que sofrerão mais serão os jovens de hoje, a próxima geração.
Todos que passaram a maior parte de sua infância no milênio anterior (antes de 2000) só começaram a usar as mídias sociais depois de atingirem a idade adulta. Portanto, a maioria dos dados que eles inseriram na nuvem ameaçadora foi depois da adolescência e esse é o grande problema.
A grande maioria dos dados nunca desaparece. É possível ver os seus tweets e posts no Facebook e e-mails de há mais de 10 anos. Mesmo que você exclua suas contas, elas geralmente permanecem em um servidor em algum lugar do mundo sempre à espreita de sua vida.

A idade em que você começou a publicar on-line importa na questão dos seus dados serem usados ​​contra você por um simples motivo: todos somos bastante idiotas quando adolescentes.

Quando você tem 15 anos e acha que sabe tudo, cada publicação de mídia social sua, aos seus olhos é uma obra-prima para as massas. Então você chega aos 20 anos, olha para trás em todas essas postagens e se encolhe dolorosamente ao ver seu antigo eu.
Agora as mídias sociais e a Internet se tornaram uma parte tão intrínseca da sociedade que é quase impossível que uma criança cresça sem estar um pouco imersa nelas. Hoje, os jovens vivem toda a infância on-line, todas as conversas e atos desde a infância, idade adulta e além estão conectados à esfera dos dados por toda a eternidade, ao contrário da prévia geração.

Os jovens de hoje vão crescer com uma enciclopédia de material embaraçoso e condenador, que eles ou qualquer outra pessoa pode olhar para trás com uma simples pesquisa na Internet.

Isso já está sendo usado agora. Algumas empresas de seguros de saúde estão vasculhando a mídia social das pessoas para verificar se alguma vez postaram sobre ou aludiram a problemas de saúde mental. Mesmo que tenham feito um tweet negativo 10 anos atrás sobre seu estado mental, poderão ter recusada cobertura d​​o seguro de saúde ou serão cobradas uma taxa extra pesada.
Já há pesquisas revelando que pelo menos 70% dos empregadores usam as mídias sociais para selecionar candidatos a emprego. Você poderia recusar um emprego simplesmente porque você fez um post que poderia ter sido considerado racista quando você tinha 14 anos, mesmo que aquela pessoa fosse uma mera sombra da pessoa que você é hoje adulto.
A parte mais assustadora é que esse processo de triagem se tornou completamente automatizado usando a IA. Algumas startups desenvolveram esses algoritmos e já têm serviços on-line que os empregadores podem usar para fazer uma verificação abrangente dos antecedentes sociais de qualquer pessoa simplesmente digitando seu nome. O relatório ainda inclui uma pontuação de confiança gerada por computador.
Isso não apenas lembra da pontuação de crédito social da China, mas é só uma amostra do que é possível usando seus dados e ficará mais intenso e mais controlado à medida que os algoritmos melhorarem e os tesouros de dados se aprofundarem nos próximos anos.
Dados são o novo petróleo. Mais legislação pode ser necessária para transferir a propriedade dos dados das corporações para os indivíduos que os fornecem, mas até isso acontecer (se é que vai acontecer), cabe a você e a si próprio proteger seus próprios dados e decidir se é realmente importante postar fotos das suas refeições mais recentes.

Daqui a cinco anos você poderá estar lutando para limpar seu registro online.

submitted by JairBolsogato to brasil [link] [comments]


2019.12.14 18:13 JairBolsogato Dados são o novo Petróleo: num futuro próximo, seu histórico online vai destruir sua liberdade (não só para Chineses)

Todos os dias você voluntariamente fornece centenas de items de dados para empresas gigantes de bilhões de dólares.

No pior cenário possível, como todos esses dados poderiam ser usados ​​contra você se alguma empresa ou talvez o governo tivesse motivação para fazê-lo? A resposta pode ser aterradora.
Vamos dar uma olhada onde já estão usando os dados das pessoas para testar os limites dos direitos humanos: China.
A China é dirigida por um partido comunista e eles começaram a mostrar ao mundo o quão distópico um país pode se tornar na era digital. Você já deve ter ouvido falar sobre o sistema de crédito social atualmente sendo testado em toda a China. Essa idéia existe desde 2001 e espera-se que esteja totalmente operacional em toda a China continental até 2020, afetando e controlando 1,4 bilhão de pessoas.
Caso você não tenha ouvido falar disso, aqui está uma rápida descrição: cada cidadão recebe uma pontuação de crédito social que é semelhante à pontuação de crédito financeiro que temos no Ocidente que aria de 350 a 950. O cidadão pode aumentar sua pontuação de crédito social realizando boas ações, como denunciando crimes, doando sangue e executando feitos heróicos (e o que eles consideram heróico?).
Mas a pontuação cairá se o cidadão passar a cometer crimes, atravessar o cruzamento com sinal vermelho, falar alto em público ou jogar pontas de cigarro ou fruta no chão. Mas isso fica ainda mais assustador ao vermos que o objetivo é que todo o sistema seja automatizado e a China está trabalhando com empresas privadas para desenvolver ativamente sistemas de Inteligência Artificial que monitoram cidadãos 24 horas por dia online e offline.
A China atualmente possui a maior rede de câmeras do mundo, com mais de 200 milhões de câmeras atualmente instaladas em todo o país e o governo diz que pretende aumentar para 600 milhões até 2020. Mas esse sistema de câmeras da China tem uma diferença perturbadora, pois é alimentado por inteligência artificial. O sistema na China pode reconhecer rostos em uma fração de segundo e combiná-lo com um enorme banco de dados de mais de um bilhão de pessoas.
Ele pode até reconhecer o que as pessoas estão fazendo em tempo real, se estão atravessando a rua ilegalmente, se eles estão discutindo com alguém que a câmera reconhece e, se detectar tal atividade, pode deduzir automaticamente alguns pontos da pontuação de crédito social dos indivíduos. As câmeras são capazes de reconhecer os números das placas e podem fazer exatamente o mesmo por mau comportamento ao dirigir.
O sistema de crédito também abrange processadores de pagamento chineses, como o Ali Pay, que ajudaram o governo a desenvolver algoritmos que podem ajustar automaticamente a pontuação de crédito social de um indivíduo com base no seu padrão de consumo, por exemplo, se alguém compra regularmente cerveja e pode indicar que é alcoólatra. Assim, os pontos também serão deduzidos pela compra de muitos videogames e cerveja se forem uma grande parte do gasto mensal (isso me deixaria completamente ferrado!)
Se uma mulher comprar fraldas, de acordo com o governo, isso indica personalidade responsável e, assim, sua pontuação de crédito social receberá um impulso automático. Se um indivíduo se casa com alguém com uma pontuação de crédito social mais baixa do que ele, a pontuação mais alta é puxada para baixo.
Como você pode imaginar, esse sistema aterrorizante atua no mundo on-line. O governo chinês monitora as postagens de mídia social e a atividade de navegação na web de todos os seus cidadãos. Se eles postarem algo negativo sobre a China ou o Partido Comunista, sua pontuação será reduzida da mesma forma que qualquer atividade on-line que a China julgue negativa, como enviar posts com raiva ou simplesmente visitar os vários sites, isso colocará marcas negras nos registros com baixa pontuação.
As pessoas com classificações de crédito social baixas são expostas e envergonhadas em grandes outdoors digitais públicos em shopping centers, nas estações de trem. Eles mostram os nomes dos rostos dos residentes locais com as pontuações mais baixas. Existe até um aplicativo móvel que mostra os nomes e os locais de qualquer pessoa com uma pontuação baixa. Na sua vizinhança em tempo real, os chamados cidadãos-modelo serão venerados em outdoors nas praças da cidade.
Se a pontuação de crédito social cai abaixo de um certo limite, o cidadão é automaticamente colocado em uma lista negra. Esses indivíduos são proibidos de comprar bilhetes de trem ou avião. Eles não podem solicitar um empréstimo ou alugar um apartamento. Talvez nem consigam mais serviço de telefone e mídias sociais pois as contas são fechadas.

Eles são efetivamente forçados para fora da sociedade e se tornam prisioneiros dentro de sua própria casa, geralmente sem cometer nenhum crime.

Outra parte assustadora do sistema de crédito social da China não é o sistema em si, mas como o povo da China parece aceitar isso abertamente. Sempre que jornalistas ocidentais entrevistaram cidadãos chineses tudo o que eles faziam era elogiar o quanto isso melhorou suas vidas e a comunidade. Chineses que escaparam do sistema contam uma história completamente diferente e ainda mais distópica. Falar negativamente sobre o sistema é motivo para represálias.
Todo esse sistema naturalmente parece mais totalitário para qualquer ocidental, porque somos criados com liberdades genuínas e uma mentalidade individualista, enquanto a China tem uma história do estado governando com punho de ferro e o povo é criado com uma mentalidade coletivista onde o estado é priorizado sobre qualquer indivíduo.
Não se sabe se um sistema de crédito social seria ou não implementado no Ocidente por causa dos direitos humanos básicos. Todos esperamos que não seja, mas...

...a quantidade de dados que você entrega voluntariamente para as empresas do Vale do Silício todos os dias significa que eles têm um retrato digital de quem você é prontinho para ativar um sistema de crédito social.

Amanhã, se eles ou o governo desejarem, o Google conhece seus movimentos, o que você procura e que tipo de vídeo você gosta de assistir. O Facebook sabe quem são seu amigos e familiares, os sites que você visita, seus gostos e o que você detesta, suas esperanças e temores. Google, Apple e Facebook conhecem seus hábitos exatos de consumo, dependendo de você ter vinculado seu cartão a qualquer um dos serviços deles e isso é apenas a superfície do problema.
Algoritmos complexos de IA podem ser usados por essas empresas para extrair dados sobre você que nem mesmo você sabe sobre si mesmo. Eles podem prever quando as mulheres estão grávidas com base nas compras recentes, às vezes antes que a mãe saiba. Podem prever onde você está indo de férias antes mesmo de pensar em fazer uma reserva.
A China difere ideologicamente do Ocidente por usar todos esses dados pessoais para dar ao Estado maior controle sobre o povo, mas os EUA e a maior parte da Europa usam esses mesmos dados para vender produtos para pessoas, o que eu acho que é um pouco melhor do que colocar pessoas na maior prisão a céu aberto do mundo.
Você deve ter notado como os chamados anúncios personalizados seguem você pela web. Se você assistir a um vídeo no YouTube sobre o smartphone mais recente, será bombardeado com anúncios desse telefone durante a próxima semana. Os anúncios podem ter anunciantes assustadoramente específicos - se quiserem podem optar por segmentar os anúncios para donas de gatos com excesso de peso que moram em uma determinada rua e de idades entre 50 e 54 anos e têm uma preferência secreta pelos MCs Jhowzinho & Kadinho.
Acredite ou não, essa é apenas a ponta do iceberg nas próximas décadas. A publicidade se tornará mais direcionada a você e mais integrada ao longo de sua vida cotidiana, chegando ao ponto em que não dá pra saber o que é e o que não é um anúncio no caminho do seu trabalho. Se você comeu cereal da marca X de manhã, o anúncio saberá disso e, amanhã, vai sugerir você experimentar o cereal da marca Y.
Além disso, seu SmartWatch continuará coletando pistas biométricas para saber como você se sentiu e onde quer que você tenha respondido positiva ou negativamente. Essas informações serão automaticamente transmitidas para que eles saibam se devem ou não mostrar um anúncio ou anúncios semelhantes novamente no futuro. Não importará o que você deseja, mas serão baseados em suas emoções e em como você se sente dia após dia, minuto a minuto.
A tecnologia inteligente e vestível provavelmente será capaz de dizer quando você está tendo um bom dia e quando você você está se sentindo um pouco desanimado e seu humor afetará a publicidade que você recebe em tempo real. Se você estiver otimista e extrovertido, poderá receber anúncios de espetáculos teatrais locais, mas se não estiver com disposição para sair naquela noite, provavelmente receberá anúncios de um novo filme que você pode alugar na sua Smart TV, talvez ao lado de outro anúncio de pizza.
Mas e se seus dados forem usados ​​para mais do que anúncios?

A primeira maneira que seus dados poderiam ser - e já estão sendo - usados ​​contra você é no sistema judicial.

Os depoimentos de testemunhas oculares estão repletos de questões que comprovadamente não são confiáveis ​​por vários motivos, mas o que é extremamente confiável é que a polícia de dados digitais está cada vez mais usando dados coletados de telefones de pessoas e vários dispositivos inteligentes para coletar evidências.
Em um caso judicial recentemente uma mulher na Pensilvânia acusou um homem de estuprá-la durante o sono, mas quando a polícia examinou os registros de dados de sua pulseira Fitbit, revelou que ela estava acordada e passeava no momento em que relatou que o estupro aconteceu. Em vez de o homem ser acusado a mulher foi acusada de falsas denúncias e adulteração de provas. Se não fosse por seu Fitbit, ela poderia ter se safado.
No Ocidente, os bancos e várias empresas financeiras já usam um sistema de pontuação de crédito para decidir se empresta ou não dinheiro a um indivíduo, mas é bastante unidimensional. Ele verifica seu histórico de endereços, seu histórico de votação e o quão bom você tem sido em pagar empréstimos no passado.
Mas há uma nova agência de referência de crédito aos credores, uma empresa sediada em Cingapura que atualmente opera apenas em economias emergentes como o México, Filipinas e Colômbia. Se for um modelo mais lucrativo que o das indústrias tradicionais de pontuação de crédito, será difícil impedir que ele entre nos demais mercados.
Em vez de analisar seus empréstimos, ele analisa seu círculo social, olha de quem você é amigo, o que eles fazem, vê seus hobbies e comportamentos. A idéia é que, se você se cerca de pessoas de "mau viver" (de má reputação, envolvidos em crimes, etc), é menos provável que você seja financeiramente responsável e pague seu empréstimo e assim receberá uma pontuação de crédito baixa.
Mas se o seu círculo de amizades consistir de médicos e advogados que se reúnem no fim de semana, você receberá as melhores notas e a maior pontuação de crédito. Esse tipo de Big Data social continua a entrar no mundo da tecnologia financeira.
Ficará cada vez mais difícil diferenciar do que a China está fazendo agora e aqueles que sofrerão mais serão os jovens de hoje, a próxima geração.
Todos que passaram a maior parte de sua infância no milênio anterior (antes de 2000) só começaram a usar as mídias sociais depois de atingirem a idade adulta. Portanto, a maioria dos dados que eles inseriram na nuvem ameaçadora foi depois da adolescência e esse é o grande problema.
A grande maioria dos dados nunca desaparece. É possível ver os seus tweets e posts no Facebook e e-mails de há mais de 10 anos. Mesmo que você exclua suas contas, elas geralmente permanecem em um servidor em algum lugar do mundo sempre à espreita de sua vida.

A idade em que você começou a publicar on-line importa na questão dos seus dados serem usados ​​contra você por um simples motivo: todos somos bastante idiotas quando adolescentes.

Quando você tem 15 anos e acha que sabe tudo, cada publicação de mídia social sua, aos seus olhos é uma obra-prima para as massas. Então você chega aos 20 anos, olha para trás em todas essas postagens e se encolhe dolorosamente ao ver seu antigo eu.
Agora as mídias sociais e a Internet se tornaram uma parte tão intrínseca da sociedade que é quase impossível que uma criança cresça sem estar um pouco imersa nelas. Hoje, os jovens vivem toda a infância on-line, todas as conversas e atos desde a infância, idade adulta e além estão conectados à esfera dos dados por toda a eternidade, ao contrário da prévia geração.

Os jovens de hoje vão crescer com uma enciclopédia de material embaraçoso e condenador, que eles ou qualquer outra pessoa pode olhar para trás com uma simples pesquisa na Internet.

Isso já está sendo usado agora. Algumas empresas de seguros de saúde estão vasculhando a mídia social das pessoas para verificar se alguma vez postaram sobre ou aludiram a problemas de saúde mental. Mesmo que tenham feito um tweet negativo 10 anos atrás sobre seu estado mental, poderão ter recusada cobertura d​​o seguro de saúde ou serão cobradas uma taxa extra pesada.
Já há pesquisas revelando que pelo menos 70% dos empregadores usam as mídias sociais para selecionar candidatos a emprego. Você poderia recusar um emprego simplesmente porque você fez um post que poderia ter sido considerado racista quando você tinha 14 anos, mesmo que aquela pessoa fosse uma mera sombra da pessoa que você é hoje adulto.
A parte mais assustadora é que esse processo de triagem se tornou completamente automatizado usando a IA. Algumas startups desenvolveram esses algoritmos e já têm serviços on-line que os empregadores podem usar para fazer uma verificação abrangente dos antecedentes sociais de qualquer pessoa simplesmente digitando seu nome. O relatório ainda inclui uma pontuação de confiança gerada por computador.
Isso não apenas lembra da pontuação de crédito social da China, mas é só uma amostra do que é possível usando seus dados e ficará mais intenso e mais controlado à medida que os algoritmos melhorarem e os tesouros de dados se aprofundarem nos próximos anos.
Dados são o novo petróleo. Mais legislação pode ser necessária para transferir a propriedade dos dados das corporações para os indivíduos que os fornecem, mas até isso acontecer (se é que vai acontecer), cabe a você e a si próprio proteger seus próprios dados e decidir se é realmente importante postar fotos das suas refeições mais recentes.

Daqui a cinco anos você poderá estar lutando para limpar seu registro online.

submitted by JairBolsogato to brasilivre [link] [comments]


2019.11.13 15:03 gustavors86 Recomendações de SEO para sites de franquias

Se você é proprietário de uma franquia ou mesmo proprietário de uma empresa local de vários locais, a otimização do mecanismo de pesquisa tem seu próprio conjunto de problemas e desafios para a sua empresa.
A verdade é que existem mais marcas do que nunca competindo pela visibilidade dos mecanismos de pesquisa. Ter o apoio corporativo de um modelo de franquia nem sempre ajuda no SEO local.

SEO Técnico do site

Neste artigo há diversas recomendações e serviços de auditoria em sites, especialmente para franquias: https://gustavors.me/seo-para-franquias/
A franquia precisa estar ciente dos problemas de SEO de seu site, alguns dos mais comuns são referentes a indexação, conteúdo duplicado, falta de relevância.

Site adaptado para celulares

Mais de 50% dos usuários da internet o fazem através de celulares. Grande parte das buscas ocais é pelos aplicativos de celular. Se você tem uma franquia, o SEO Local é parte fundamental do seu trabalho.

Páginas locais para cada unidade da franquia

Para páginas de localização, é essencial que você forneça ao Google informações detalhadas e precisas sobre todos os seus locais físicos. Isso é ainda mais crítico agora com as páginas do Google Meu Negócio e o aumento impressionante de dispositivos móveis em computadores para pesquisa.
O Google leva em consideração todos os tipos de informações específicas do local ao analisar uma consulta feita a partir de um dispositivo móvel. Quanto melhor sua empresa puder explorar essa tendência, mais leads on-line você obterá.

Listagens de empresas para franquias

Quando se trata de listagens de empresas, falamos sobre o básico:
Esses são os quatro grandes que o Google quer ver de forma consistente e adivinha por quê? Seus clientes exigem acesso rápido a eles.
Muitas vezes, quando digitam uma palavra específica da empresa, como seu nome seguido por um local, é um forte sinal para as informações de endereço da sua empresa.
No entanto, muitas empresas não rastreiam e monitoram suas listagens NAP (Name Address Phone Number). Isso é especialmente importante para o SEO da franquia e um fator-chave para ajudar as empresas a progredir online.

Aproveitando o modelo de franquia para SEO

Quando se trata de executar táticas de SEO, você quer ter certeza de que não está duplicando esforços ou desperdiçando recursos. Por que um gasto de franquia tem um dia em uma campanha de mídia social, enquanto outro fez a mesma coisa no dia anterior?
Pense em maneiras de consolidar esforços para desbloquear o poder do efeito de rede inerente a todos os negócios de franquia.

Auditoria de SEO

Se você está enfrentando penalidades nos mecanismos de pesquisa ou SEO fora da página em geral, pode querer começar verificando o perfil de backlink do seu site. Não se esqueça do conteúdo localizado que segmenta usuários móveis. Em relação aos negócios de franquia, a pesquisa para celular é onde está a ação. Na verdade, verifique se seu site é compatível com dispositivos móveis no momento:
submitted by gustavors86 to EspecialistaSEO [link] [comments]


2019.08.22 04:09 lais_miranda02 Certidão Negativa de Naturalização (CNN) 4Doc

A Certidão Negativa de Naturalização (CNN) é fundamental para quem está levantando os documentos para solicitar a cidadania italiana. Este documento comprova que o antepassado que está transmitindo o direito a cidadania não se naturalizou brasileiro quando imigrou. Se você está na fase de levantamento de certidões, não deixe de ler o texto de hoje. Aprenda a emitir a Certidão Negativa de Naturalização em menos de cinco minutos.
📷

Entenda a Certidão Negativa de Naturalização

A Certidão de Naturalização pode ser positiva ou negativa. Negativa, caso o parente não tenha se naturalizado e positiva, caso o parente tenha se naturalizado. Caso isso tenha acontecido, por ter “aberto mão” da nacionalidade italiana, passa a ser somente brasileiro. Dependendo da data em que o filho deste parente tenha nascido, você pode perder o direito a solicitar a cidadania italiana.
» Nascimento de filho antes da naturalização: no momento do nascimento, o pai/mãe tinha o status de cidadão italiano, portanto, a cidadania foi transmitida.
» Nascimento ocorrido depois da naturalização: no momento do nascimento, o pai/mãe já era brasileiro (a) Sendo assim, a criança é filha de um brasileiro e não possui direito a descendência.

É possível recorrer em casos de Certidão Positiva de Naturalização?

Caso o nascimento tenha ocorrido após a naturalização, não.

Como descobrir se o antepassado se naturalizou?

Primeiro de tudo, converse com seus parentes e pergunte sobre o histórico familiar. Depois, você irá precisa fazer uma busca do registro do Governo, através do Ministério da Justiça.

Como emitir a Certidão Negativa de Naturalização

A Certidão Negativa de Naturalização pode ser solicitada pelo site do Ministério da Justiça. Você irá precisar preencher alguns dados como nacionalidade, motivo da solicitação e grau de parentesco. Na busca, é importante que você use todas as variações de grafia do nome encontrado nas certidões (italianas e brasileiras).
📷
Depois de emitir a CNN, você precisa autentica-la. Uma nova página irá vai aparecer. Você vai precisar colocar o número de protocolo da CNN, a data e a hora da emissão. Todas estas informações são encontras no próprio documento da CNN.

Quanto custa a CNN?

A Certidão Negativa de Naturalização é emitida gratuitamente pelo site do Ministério da Justiça.

Quanto tempo demora para a CNN ser emitida?

A CNN é emitida no momento da solicitação.

Recomendações para a Certidão Negativa de Naturalização

Assim como os outros documentos e certidões pedidos pelo Consulado Italiano para dar entrada ao processo de cidadania, a Certidão Negativa de Naturalização também deve ser traduzida por um tradutor juramentado e com apostila de Haia (uma espécie de reconhecimento de firma).
A 4 Doc tem na equipe os principais tradutores juramentados do país. Para facilitar o processo para o cliente, tudo ocorre via internet, com o menor custo e com o menor prazo do mercado. A empresa também realiza o serviço de apostilamento. Além disso, podemos te ajudar em todo o processo de cidadania italiana.

O que é a Non Rinuncia?

O Attestato Consolare di non rinuncia (certificado consular de não-renúncia) é um dos documentos obrigatórios para o processo de cidadania realizado em comune italiana. É emitido pelos consulados italianos comprovando que um cidadão ítalo-brasileiro renunciou formalmente a cidadania italiana naquele consulado.
A non rinuncia deve ser solicitada em todos os consulados das localidades por onde a família residiu. Ou seja, se sua família morou em São Paulo e no Rio, você precisa formular o pedido nos dois lugares.
Ao contrário da CNN, que você irá precisar imprimir e apresentar junto com os outros documentos, o Non Rinuncia vai do Consulado para o Comune direto.

É comum encontrar casos de renúncia?

Não. raríssimas as vezes italianos renunciaram a cidadania italiana.

Qual é a diferença da CNN e da Non Rinuncia?

Basicamente, o CNN é um documento que mostra que o italiano não se naturalizou brasileiro, enquanto o documento de non rinuncia mostra que o italiano não renunciou a sua origem.
📷

Conheça a 4 Doc

A 4 Doc é uma empresa especializada em tradução simples e juramentada para diferentes idiomas e em assessoria de processo de cidadania – desde separação de documentos, apostilamento de Haia, apoio na entrada no consulado de destino, além de investigação e busca de certidões presenciais com historiadores profissionais.

Entre em contato agora

Telefone/Whatsapp: (13) 99734-0924.
Endereço: Avenida Ana Costa, 311 – Conjunto 93 e 94, no Gonzaga, em Santos
Peça orçamento pelo site.
submitted by lais_miranda02 to u/lais_miranda02 [link] [comments]


2019.08.22 04:02 lais_miranda02 Tradução Juramentada

Se você tem o desejo de morar fora do Brasil e está em processo para conseguir cidadania, já deve saber que todos os documentos que devem ser enviados junto com o requerimento precisam estar no idioma do país que você quer se tornar cidadão, em tradução juramentada. Mas afinal, o que é tradução juramentada? Por que ela é tão importante? Esse é o tema do post de hoje.

Tradução Juramentada: o que é?

É uma das modalidades de tradução mais importantes que existem. Os decretos federais quanto a tradução juramentada indica que nenhum documento estrangeiro redigido em outro idioma, que não o do próprio país, tem validade. Sendo assim, é usada para conceder autenticidade a documentos de estrangeiros. Ela atesta que as informações traduzidas são verdadeiras, sem possibilidade de alteração.
A tradução juramentada é feita por tradutor público e interprete comercial, que possui esse título após passar em concurso público e possui cadastro na Junta Comercial do Estado no qual atua.
Para saber se o tradutor é juramentado, basta solicitar o número de matricula dele e fazer uma pesquisa na junta comercial. Também é possível pesquisar pelo nome.

Diferença entre tradução juramentada e tradução simples

A tradução simples é realizada por um tradutor qualificado, podendo ser uma tradução de website, legendamento de jogos e filmes, tradução de “abstract” para monografias e teses de doutorada e mestrado, tradução de textos jurídicos, manuais técnicos e demais documentos empresariais como procedimentos, relatórios, entre outros. A tradução juramentada, por outro lado, além de traduzir documentos importantes, o torna de efeito legal.
A diferença entre elas é que a tradução juramentada é feita por tradutor público e interprete comercial, que possui esse título após passar em concurso público e possui cadastro na Junta Comercial do Estado no qual atua.

Como é feita a tradução juramentada

Geralmente, a tradução é feita a partir do documento original, mas dependendo são aceitos em formato eletrônico, enviados por fax ou fotocópia simples/autenticada. Quando realiza a tradução, o profissional transcreve fielmente o documento. Ou seja, caso haja símbolos, selos ou elementos especiais presentes, será incluído na versão final também.

Onde encontrar tradutor juramentado

Há obrigatoriedade legal que a tradução juramentada seja realizada por profissionais concursados e cadastrados na Junta Comercial do Estado. Portanto, por mais que você seja fluente no idioma, você deverá recorrer a um tradutor juramentado.
O tradutor juramentado é habilitado em um ou mais idiomas, além do português, e tem como especialidade traduzir documentos de forma fiel e igual aos originais.
É preciso tomar muito cuidado na hora de contratar um tradutor juramentado. O último concurso foi realizado em 2000 e como o número de fraudes é alto, nós recomendamos que sempre cheque na repartição pública se o tradutor está habilitado a realizar o serviço.

Quanto custa a tradução juramentada?

A Tradução Juramentada é mais cara do que a simples. Por isso, antes de procurar um profissional para fazer a tradução, tenha certeza de que você está fazendo a solicitação somente daquilo que precisa.
O valor depende da quantidade de páginas e tipo de documento, conforme a tabela de preços da Junta Comercial do seu estado. Para saber quanto você vai pagar, é só pedir ao tradutor um prévia de valor e comparar no site da Junta Comercial. Vale ressaltar que se você pedir uma entrega antecipada, fica mais caro.
A 4Doc atua com tradução juramentada com o melhor preço de mercado. Você pode fazer o orçamento rapidamente pelo site. Todo o processo de orçamento e produção ocorre eletronicamente. O documento original é enviado via correio.

Tradução juramentada italiana

Se o seu desejo é morar na Itália, você vai precisar encontrar uma empresa especializada para te ajudar com a tradução dos documentos solicitados pelo Consulado Italiano. São eles:

📷

Seus documentos

♦ Árvore genealógica
♦ Ficha de Cadastro para requerimento
♦ RG, CPG, Título de Eleitor (Cópia e Original)
♦ Comprovante de Residência (no máximo, de 6 meses)
♦ Certidão de registro civil em inteiro teor apostilados, em segunda via original, recentes e em bom estado.

Documentos dos ancestrais

♦ Certidão de casamento
♦ Certidão de óbito
♦ Certidão de Naturalização (se houver)
♦ Certidão Negativa de Naturalização
♦ Estratto dell’Atto di Nascita emitido pelo Comune competente OU Certidão de Batismo, emitido pela Paróquia local.
Existem 3 caminhos para conseguir a cidadania italiana. São eles: Via Consulado da Itália no Brasil, Via Judicial e Via Comune. Entenda melhor como funciona o processo de cidadania italiana.

Conheça a 4doc

A 4Doc é uma empresa especializada em tradução de documentos simples e juramentada, nos idiomas italiano, espanhol, francês, inglês, alemão e português. Se o seu interesse em tradução de documentos for para processos de cidadania, conte com a gente. Temos apoio de profissionais multidisciplinares espalhados pelo mundo, que são capazes de tornar tudo mais fácil.
Entre em contato:
Telefone/Whatsapp: (13) 99734-0924.
Endereço: Av. Ana Costa, 311 – Conj. 93 e 94 Gonzaga – Santos – SP – 11060-00
Peça orçamento pelo site.
submitted by lais_miranda02 to u/lais_miranda02 [link] [comments]


2019.08.12 22:10 alanterr SEO local: O que é?

Para uma empresa local, o objetivo é estabelecer-se como o melhor em sua área e aumentar os lucros. Na tentativa de se destacar e melhorar seu alcance de público-alvo, nada é mais importante do que ter uma boa estratégia de SEO local.
SEO significa Search Engine Optimization e engloba todas as estratégias utilizadas para aumentar o número de de visitantes ao seu site.
SEO local refere-se as técnicas de otimização para mecanismos de busca com foco no posicionamento de um site para pesquisas realizadas em determinado bairro, cidade, estado, região ou país. Envolve o uso de palavras-chave combinadas com o nome dessas localidades para obter visibilidade dentro da área de destino.

Porquê SEO Local?

Muitas empresas consideram SEO como algo “alternativo” e que pode não ser tão importante. Devido a isso, muitas empresas adotam os meios convencionais de publicidade e não veem a necessidade de mudar sua abordagem.
O SEO local não só lhe dá uma fatia do bolo, mas pode trazer o bolo inteiro de uma região para você.
Há uma série de fatores que o tornam cada vez mais importante para as empresas locais. Este artigo os explora em detalhes.

Seus clientes estão online

Os dias das páginas amarelas, ou listas telefônicas acabaram.
As pessoas não precisam folhear páginas e páginas para encontrar o endereço de uma empresa. Elas pesquisam no Google diretamente por produtos e serviços com a intenção de obter um número de telefone ou endereço.
Todas as empresas estão na internet, mais precisamente no Google. Isso significa que se o seu negócio não é encontrado lá, ele “não existe”.
Por conta do número crescente de clientes recorrendo à Internet em busca de respostas, as empresas locais que não estão bem posicionadas para essas respostas estão deixando muito dinheiro na mesa.

Economicamente viável

O objetivo de qualquer campanha de marketing é proporcionar um retorno sobre o investimento, levando a mais vendas e novos negócios.
A maioria das empresas locais trabalha com um orçamento limitado e é muito cuidadosa ao usar seus recursos.
O SEO local ajuda a diminuir os medos, pois há pouca publicidade desperdiçada, já que a divulgação é realizada apenas no lugar certo quando os clientes em potencial pesquisam online, dando-lhe assim uma vantagem sobre os meios tradicionais de publicidade, como mala direta, jornais locais e folhetos.
Esses métodos tradicionais não têm uma abordagem direcionada a um público muito específico e são menos eficazes.

É mais barato

Você pode começar a fazer SEO local de forma gratuita. O Google My Business e o Bing Places for Business são ótimas maneiras de começar com custo zero.
Além destes dois, há um monte de diretórios de negócios on-line onde você pode promover o seu negócio e dar a sorte de ser encontrado.
Porém, se você quiser algo mais poderoso será necessário contratar um profissional de SEO ou uma agência especializada. Porém, os custos são muito menores se compararmos aos anúncios em, jornais, revistas, tvs e rádios locais.

Declínio do jornal

A publicidade tradicional através do jornal está morrendo rapidamente.
O número de leitores está diminuindo e as pessoas estão cancelando suas assinaturas todos os dias.
No lugar dos jornais, os clientes recorrem a Internet para receber notícias e informações sobre empresas e produtos de que gostam.
Empresas locais inteligentes reconheceram essa mudança e estão aproveitando a otimização do SEO local, abandonando a “velha guarda”.

Tenha um site amigável para dispositivos móveis

Uma grande quantidade de pesquisas online vem de dispositivos móveis. Não faz sentido atrair visitantes ao seu site apenas para perdê-los porque ele não é compatível com dispositivos móveis.
Quando os usuários acham difícil navegar em um site, eles vão seguir em frente e isso significa que você perderá negócios para a concorrência.
Se você deseja fazer um trabalho sério de Seo local, tem que reconhecer que a maioria dos seus potenciais clientes estão à procura de informações através dispositivos móveis.
Entre em ação para conseguir que um desenvolvedor de websites que otimize seu site para celulares e tablets.

A velocidade é importante

Nada é mais frustrante do que precisar de uma solução rápida e se deparar com um site de carregamento lento.
Em SEO local, ter um site rápido é fundamental se você não quer perder clientes.
Descubra o que está tornando o site lento e corrija-o. Na maioria das vezes os arquivos de imagem pesadas são os culpados quando se trata de tempo de carregamento. Otimizar essas imagens dará ao site uma velocidade bem melhor.

Tornar o conteúdo localmente relevante

O Google prioriza os conteúdos segmentados localmente, tornando essencial criar um conteúdo que agrade as pessoas naquela área geográfica.
O conteúdo deve ser interessante, compartilhável e relevante para o público local.
Postagens de blogs sobre pontos de referência locais, eventos e lugares na região são uma ótima maneira de se conectar com as pessoas.
Outra abordagem interessante é fornecer uma opinião de um especialista relevante naquela área.
Por exemplo: se você é um contador, pode criar postagens sobre como economizar dinheiro em impostos cobrados naquela região. Ou como as regulamentações financeiras na área funcionam para a pequenas empresas.
Quando se trata de criar conteúdo que seja localmente relevante, você precisa agregar valor a este público específico.

Parceria com a mídia local

Construir um relacionamento com blogueiros e sites que se concentram na área em que você opera ajudará a impulsionar seus negócios.
As plataformas de mídia local têm um amplo alcance dentro da comunidade e você obterá benefícios a longo prazo criando essa rede de relacionamentos regionais.
Patrocinar eventos locais ou realizar acontecimento que atrairão a cobertura da mídia local para sua empresa também é uma boa ideia.

Conquinstar backlinks em sites da sua região

Criar uma rede de links vindos de sites de negócios localizados na sua região ajudará muito no posicionamento do seu site localmente para os resultados de busca.
O compartilhamento desses links nas redes sociais desses negócios locais também contribui para isso.

Para conseguir esse tipo de link, a qualidade do conteúdo é essencial.

Social media

O engajamento de mídia social é muito importante para o SEO local.
Criar contas em várias plataformas de mídia social como Facebook, Twitter e Instagram ajuda seu conteúdo a ser compartilhado, contribuindo para que surjam backlinks de autoridade apontados para o seu site.
Use sua presença na mídia social para se conectar aos clientes em potencial e responder a perguntas e comentários.
Essas estratégias não só ajudarão você a dar os primeiros passos, mas também o guiarão na emocionante jornada que é o SEO local.
Tudo o que é colocar a mão na massa e iniciar esse processo.
submitted by alanterr to u/alanterr [link] [comments]


2019.05.20 04:44 euamocachorros79 [DQ] Eu não sou filho único

Foram necessários dezenove anos para encontrá-lo. Eu precisava de respostas para as perguntas acumuladas no período. Usei as ferramentas ao meu alcance, o orgulho entricheirando as soluções óbvias. Não, eu não poderia procurá-lo através de parentes ou conhecidos. Não, para obter o efeito desejado eu precisava da surpresa, da falta de tempo para raciocínio. Eu queria a espontaneidade.
Na sala de aula, só eu tinha apenas um sobrenome. Camilo da Silva. Era com raiva que respondia aos questionamentos dos colegas acerca disso. Também lembro da vergonha, o rosto em chamas e os olhos baixos, ao mostrar a carteira de identidade para obter o passe escolar e saber que todos reparavam no espaço deixado em branco onde deveria constar o nome do pai. Apesar de tudo, minha mãe soube me dar educação, abrindo-me os olhos em relação ao valor do estudo e do trabalho honesto. Dediquei bastante atenção aos dois e, aos poucos, fui colhendo os frutos que a vida me oferecia, algumas vezes doces e suculentos, noutras amargos e ressequidos.
A aprovação na faculdade de Ciências Econômicas me proporcionou, já no segundo semestre, a oportunidade de trabalhar como estagiário no banco regional, onde pude acessar os dados de todos os clientes, e pelo pouco que sabia do seu histórico profissional, além do nome completo, era quase obrigatório que sua movimentação financeira fosse através da instituição financeira septuagenária.
Relutei durante semanas, calculando os possíveis resultados de um contato, reordenando fatores impossíveis de serem controlados, somente cedendo à curiosidade diante da encruzilhada, quando olhar para frente era motivo de ansiedade e incerteza, e perceber que meus olhos, ao percorrerem o passado, só encontravam metade da história. Resoluto, cumpri com diligência todas as tarefas exigidas numa tarde de sexta-feira. Aguardei a saída dos colegas mais próximos e acessei o programa que me possibilitava a busca por clientes tanto pelo número do CPF quanto pelo nome. O frio na barriga desfez-se em segundos, o prompt piscando na tela de fósforo verde logo após a pesquisa retornar apenas um cliente com o teu nome de anjo. Samuel Guerra de Olea.
No velório de minha mãe, entre relatos e confidências difusas, familiares mais próximos e amigos da cidade do interior onde eu nasci, falaram que ao me ver já grandinho, entre o segundo e o terceiro ano de vida, você disse que eu jamais poderia ser fruto do enlace entre vocês. Eu exibia cabelos claros que brilhavam ao sol, no meu brinquedo preferido de infância, um balanço que me deixava antever um futuro cheio de aventuras e provocava dor nas mãos pequenas agarradas com força às correntes que me mantinham em equilíbrio sobre o assento de madeira polida e pintada de vermelho.
Não mencionei isso na carta que lhe escrevi. Antes de rancores ou decepções eu queria saber de onde eu partira. Procurei esclarecer quem eu era, apesar de saber que suas irmãs sabiam da minha existência, e pedi para te conhecer, pessoalmente. Exatos quinze dias depois da postagem, cheguei em casa e um envelope ordinário me aguardava, dentro dele, suas linhas em caligrafia rebuscada informavam teu número de telefone e sugeriam uma data próxima para nosso encontro, entre outras amenidades dirigidas a um possível filho até então esquecido. Acompanhava tua missiva uma foto. De corpo inteiro, altivo no uniforme de gala da polícia militar e óculos escuros. Lembro que fiquei assustado com a semelhança dos nossos rostos.
Com uma mochila nas costas, sua carta e foto ao alcance as mãos, parti para a jornada que me transformaria, de filho único para irmão de outros três rapazes e três mulheres. Você me recebeu na rodoviária suja. Eu não enviara foto alguma, mas você me reconheceu no momento em que desci do ônibus. Aproximando-se, a mão estendida e muito falante, mencionando que seu filho mais velho e eu poderíamos passar por gêmeos. Não nos abraçamos.
Rodamos em silêncio dentro do táxi, até a pousada em que eu ficaria. Fiquei espantado ao saber que ali era sua morada também. Durante dois dias, uma sexta-feira e um sábado, conversamos sobre tudo. Nossos passados, nossas origens, política, preferências por times de futebol, o que fizéramos até ali e o que imaginávamos para nosso futuro. Ouvi sua versão dos fatos e tentei não julgar suas palavras. Conheci apenas dois dos meus irmãos, um menino três anos mais novo e uma moça, apenas dois anos mais velha que eu. Não escondi minha alegria em ouvir suas histórias e descobrir pequenos retalhos de suas vidas. O suposto gêmeo não morava mais por ali e só o vi através de retratos.
Lembro das suas lágrimas ao me chamar de presente no final da vida, suas mãos senis segurando as minhas novamente na rodoviária que cheirava à urina. Lembro do seu pedido para que não deixasse de mandar notícias. Lembro do cansaço que me dominou assim que o ônibus partiu. Não. Eu não seria vampirizado, eu não queria fazer parte da sua vida, eu apenas precisava esclarecer a minha. Deixei qualquer afeto que pudesse ter existido por ti para trás, bagagem não reclamada dentro do ônibus que me trouxera até capital. Descobri sua morte, por acaso, através das redes sociais. Teu nome agora acompanhado da expressão "in memoriam".
Apesar de não ser mais filho único desde aquele encontro, só aprendi o que é família após casar com a companheira mais dedicada e compreensiva do mundo e ser pai de dois meninos que são a minha maior realização. O mais velho está quase terminando o ensino médio e pensa em fazer Ciências Econômicas, o menor está me pedindo para andarmos de bicicleta juntos. Preciso ir.
submitted by euamocachorros79 to EscritoresBrasil [link] [comments]


2018.12.09 00:00 CaPeBaLo Habilitem a exigência do PIN (senha) do SIM (chip/cartão de celular)

NLNL: ative a proteção do seu SIM (chip/cartão) por PIN para uma camada extra de segurança. Procedimentos para Android e para iOS.
Recentemente o u/tube_the_forth criou um tópico sobre alguns procedimentos a se tomar se roubarem seu smartphone, e o u/DrOrb313 lembrou que uma boa medida de segurança é ativar a exigência de digitar o PIN (basicamente uma senha numérica) do SIM (chip/cartão da operadora) para poder usá-lo.
Isso é importante porque hoje muitos dos serviços que usamos estão atrelados ao nosso número de celular, bem como esse número é muitas vezes utilizado como 2FA/A2F. Também, não são raros os casos em que alguém, se passando por você no WhatsApp (que usa o seu número de celular como autenticação), pede dinheiro para seus contatos alegando estar numa emergência.
Segue o passo a passo para Android (no iOS, apesar do link lá em cima, tentei o processo num iPhone 6 com iOS 12.1.1 mas não encontrei opção para fazer isso):
Como o processo é feito no próprio celular, fiquei na dúvida se aquilo valeria para o chip (em qualquer celular que eu colocasse o chip seria exigido o PIN) ou para o celular (qualquer chip colocado naquele aparelho teria que usar o PIN próprio, mas o chip funcionaria sem o PIN em outros aparelhos), então fiz o teste. Após ativar e mudar o código PIN, coloquei meu chip em outros 3 aparelhos (Samsung Galaxy S7, Motorola Moto X2, iPhone 6) e em todos foi exigido que digitasse o PIN do SIM; ainda, coloquei outro SIM no meu celular, chip esse que não estava configurado para exigir o PIN, e consegui ligar o celular normalmente, sem ter que digitar qualquer código do SIM (a senha do celular ainda foi exigida, óbvio). Ou seja, você de fato configura o seu SIM/chip para ficar bloquado até que seja fornecido o PIN (eu imaginei que fosse isso, mas precisava garantir).
Imagino que isso sirva apenas para aquele chip específico, não necessariamente para o seu número, de modo que se atrelarem seu número a outro chip o acesso será normal. Digo isso porque, como eu disse anteriormente, não são raros casos onde funcionários da própria operadora, de forma criminosa, atrelam seu número a outro SIM (é basicamente o mesmo processo de quando você perde seu chip e vai lá pedir outro mas deseja ficar com o mesmo número), colocam esse SIM num celular qualquer e se passam por você para pedir dinheiro para seus contatos, alegando estar numa emergência. De uma forma ainda mais direcionada, é possível que tal procedimento seja feito para acessar suas contas que utilizem seu número de celular como segundo fator de autenticação, como no caso da invasão dos perfis no Facebook das administradoras do grupo "Mulheres contra Bolsonaro". Entretanto, não é por isso que você vai deixar de lado algum incremento na segurança, afinal você consegue pelo menos dificultar a vida de um bandido que vai aproveitar que está com seu chip nas mãos para conseguir um pouco mais de dinheiro.
Ainda, isso não substitui a necessidade de ligar para a operadora para bloquear o chip em caso de roubo/furto/perda. Se seu chip/smartphone cair em mãos erradas não exite em ligar para a operadora para fazer o bloqueio.
Outras dicas são:
Obs.: peguei o passo a passo do Android num Samsung Galaxy S7 Edge com Android 8.0.0 e Samsung Experience 9.0. Como as fabricantes fazem algumas alterações no SO, pode ser que o caminho e os nomes sejam levemente diferentes para LG, Motorola, Xiaomi, etc., mas no geral acho que a lógica é a mesma. Na dúvida vale pesquisar por SIM na caixa de pesquisas dentro das configurações ou procurar algum tutorial específico para a marca do seu celular.
Contribuam com mais dicas e por favor me corrijam se falei alguma besteira.
submitted by CaPeBaLo to brasil [link] [comments]


2018.10.04 17:45 mgsantos Estatística Básica para Pesquisas Eleitorais (ou O que Caralho é uma Margem de Erro?)

Eu tenho visto muita confusão, entre amigos, jornalistas e na internet, sobre como funcionam as pesquisas eleitorais. As pessoas em geral sabem muito pouco de estatística, então é natural que surjam muitas dúvidas sobre como interpretar os resultados das pesquisas, o que podemos inferir deles e o que é impossível de saber olhando pros resultados do Datafolha e do Ibope.

Antes de começar, um disclaimer para os amigos de exatas: eu sei que as simplificações aqui não são 100%, matematicamente, precisas. Mas acho que é melhor explicar por cima e as pessoas entenderem o básico, que ficar colocando fórmula e cálculo e ninguém entender nada. Se alguém quiser se aprofundar é só se matricular em qualquer curso de Introdução à Estatística. Eu recomendo esse canal do Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCX6b17PVsYBQ0ip5gyeme-Q

Questionário e Pesquisas Eleitorais
Basicamente a pesquisa é um questionário, no qual você coloca suas informações pessoais (sexo, renda, cidade, cep, cpf) e responde algumas perguntas. Seria simples se o ser humano fosse um computador, mas como não somos existem livros e mais livros escritos sobre como elaborar um bom questionário. Por que? Porque tudo num questionário pode enviesar as respostas dadas e acabar enviesando toda a sua pesquisa.
Questionários enviesados são a melhor maneira de se fraudar uma pesquisa. Um exemplo clássico é das pesquisas que o Maluf encomendava nos anos 1980. A pergunta era em quem você vai votar para governador, aí tinha o nome dele, com uma foto, em primeiro. E os outros nomes, sem foto, sempre embaixo dele. Dava Maluf na cabeça.
Existem maneiras mais sutis de se fazer isso, porque você pode enviesar só o questionário que um determinado grupo recebe. Por exemplo, se a Classe D vota em massa no candidato X, eu posso colocar o candidato Y em primeiro nos questionários que eu dou para quem é da classe D pra enviesar meus votos.
Um bom questionário é aquele que previne duas coisas. Previne os viéses, porque a gente prefere o primeiro nome, o nome maior, o nome mais reconhecido e o que tenha foto). Previne também respostas automáticas, porque a tendência é só ticar tudo rapidinho e sem pensar. Por isso que bons questionários invertem a ordem das perguntas e a ordem das escalas utilizadas (de 1 a 5 na primeira pergunta, de 5 a 1 na segunda)

Amostragem
A coisa mais importante para uma pesquisa eleitoral é ter uma amostragem adequada. Como é impossível se entrevistar 150 milhões de brasileiros, toda semana, para saber em quem eles querem votar, os institutos de pesquisa precisam de uma amostra que seja representativa da população. É por esse motivo que as pesquisas variam muito entre si e quase nunca acertam na mosca o resultado.
Como se faz isso? Primeiro você precisa saber quais as características da sua população. Em resumo: o que é a população brasileira? Quantos % são homens, quantos % são mulheres? Quantas pessoas estão na Classe A e quantas na Classe D? Qual a distribuição geográfica dessa população?
Para saber isso os institutos de pesquisa utilizam o Censo do IBGE mais atualizado. Aí eles tem um retrato demográfico da população brasileira, separando todas as variáveis de interesse. Assim a sua amostra pode ser uma representação, em escala muito menor, da população brasileira.

Tamanho da Amostra e Margem de Erro
Outra pergunta importante é saber qual o tamanho adequado da sua amostra. Uma pesquisa amostral, mesmo seguindo as características da população, pode ser feita com uma amostra pequena demais para ser um retrato fiel da realidade.
Existe uma fórmula matemática para determinar o seu tamanho da amostra. Ela não é importante aqui, o que importa é saber que o número de pessoas da sua amostra (junto com o seu intervalo de confiança, que eu vou explicar em seguida) determina a sua margem de erro. Em termos leigos: quanto mais pessoas eu entrevisto, menor minha margem de erro. Isso é verdade até certo ponto, porque a sua margem de erro sempre vai existir enquanto a sua pesquisa for feita por amostragem.
As pesquisas brasileiras utilizam uma margem de erro de 2% para cima ou para baixo. Para chegar nesse número, que é baixo para pesquisas amostrais, elas precisam entrevistar um número grande de pessoas. Mas qual número? Para uma margem de erro de 2% e um intervalo de confiança (calma, eu já explico) de 5% esse número é aproximadamente 2400 pessoas. Se alguém quiser fazer a conta a fórmula e as explicações estão aqui: https://www.surveymonkey.com/mp/sample-size-calculato
A ideia central é que quanto mais pessoas você entrevistar, mais fiel vai ser o seu resultado e, portanto, menor a sua margem de erro. Geralmente você determina primeiro a margem de erro que você quer e a fórmula (que é bem simples) te dá quantas pessoas você tem que entrevistar.
Agora, isso não quer dizer que sua pesquisa é boa só porque a margem de erro é de 2%. Sua amostra pode ser feita de qualquer jeito, com 80% de mulheres por exemplo, e aí sua pesquisa é um retrato matematicamente fiel, porém completamente enviesado, da realidade.
Uma característica importante, e muito ignorada, da margem de erro é que a distribuição dos erros é randômica. O que isso quer dizer? Que candidatos com 30% de intenção de votos e candidatos com 1% de intenção de votos tem a mesma margem de erro (2%, geralmente). Isso significa que quanto menor a intenção de votos de um candidato, menos a pesquisa consegue captar a intenção de voto na realidade. Por isso que os nanicos tem votação imprevisível (*cries in Marina Silva*).
Intervalo de Confiança
Essa é a parte mais difícil da coisa toda, mas vou tentar ser claro. O intervalo de confiança representa a probabilidade da pesquisa que você fez estar correta. Estatisticamente nada do que a gente faz é 100% confiável. Isso porque toda a estatística é baseada no fato de que eventos possuam uma variabilidade e que o imprevisível pode acontecer a qualquer momento. Se não houver variabilidade, não há probabilidade e, logo, não há estatística. Por isso que exame de DNA não é 100% confiável, é 99,9% ou 99,5%. Não existem certezas quando o assunto é estatística.
O intervalo de confiança é um número que te conta qual a probabilidade estatística da sua pesquisa não ter absolutamente nada a ver com o que você está medindo. A probabilidade, no caso de pesquisas eleitorais, da pesquisa do Datafolha estar completamente errada.
E qual essa probabilidade nas pesquisas brasileiras? 5% ou uma em cada vinte pesquisas.
Esse número é uma convenção estatística, estabelecida no começo do século XX por um cara chamado Pearson, que precisava determinar um número de corte para que uma estatística seja boa ou não. Geralmente se assume que um intervalo de confiança de 5% é bom o suficiente. Por que não 4% ou 6%? Porque é mais fácil calcular com 5% e na época do Pearson não existia Excel. É o famoso p<0,05 que está presente em quase todos os testes estatísticos que a gente vai ler na vida.
Interpretando as Pesquisas
Ok, tudo isso quer dizer o que quando a gente vai ler uma pesquisa? Basicamente quer dizer que a margem de erro é importante pra caralho, mas que ela sozinha não te diz se uma pesquisa é boa ou não. Para saber isso a gente precisa ver o questionário e dar uma olhada na amostragem utilizada. Institutos sérios como o Datafolha e o Ibope utilizam as melhores práticas internacionais, com contas bem complexas, para determinar certinho como fazer uma pesquisa que seja um bom retrato da realidade. Mas existe sempre o risco da pesquisa estar errada (os 5% do intervalo de confiança).
A margem de erro é muito importante. Uma oscilação de 2% pra cima não pode ser interpretada como um crescimento nas intenções de voto. Esse efeito se intensifica quando a intenção de votos é pequena e 2% representa muita coisa. Por isso que não temos nem ideia de quantos votos o Amoedo vai receber. Se alguém falar: você viu que o Amoedo cresceu 2% a resposta adequada não é: nossa, ele está forte demais! É: vamos ver se há uma oscilação acima das margens de erro antes de comemorar e pintar a casa de laranja Itaú.
Isso tudo também quer dizer que é muito fácil você enviesar (por querer, sem querer ou sem querer querendo) o resultado da sua pesquisa. A gente tem que ficar atento para a seriedade do instituto de pesquisa, se a gente confia na amostragem e no questionário que eles utilizaram, se a pesquisa é feita por papel, por telefone ou pessoalmente. Tudo isso vai influenciar os resultados.



submitted by mgsantos to brasil [link] [comments]


2017.12.28 17:57 brucewaynedosuburbio Oi, Reddit. Hoje me pagaram R$ 2 mil para stalkear e descobrir tudo sobre uma pessoa. Segue meu relato de como fiz isso :)

EDIT MAIS IMPORTANTE: não me desafiem :)
EDIT IMPORTANTE: galera, comecei a receber várias mensagens de pessoas interessadas e pedindo ajudaa para encontrar amigos e amores do passado. Eu não sou profissional nisso e fiz isso como hobby, não depositem suas fichas em mim não, rs.
E outra: vou viajar agora no Ano Novo e ficar um tempo fora. Então não devo responder mais nada por aqui por um tempo. Quando voltar, vejo mensagem por mensagem e se posso ajudar ou não.
Voltando ao post original
Eu trabalho com marketing digital e sempre fui bom em caçar pessoas. Fazia isso no trabalho direito a ponto de se tornar um hobby. Brotou um cliente novo? Eu usava meus recursos para descobrir tudo o que podia sobre ele: endereço, estado civil, mídias sociais, processos, relacionamentos e por aí vai.
Isso me fez descobrir coisas interessantes. Como uma pessoa que entrevistamos para o trabalho era um bolsominion expulso da Polícia Militar acusado de assassinato (surpreendentemente absolvido, apesar de tudo apontar contra ele e seus colegas e ter até matéria de jornal sobre isso). Que o novo namorado de uma colega de trabalho frequentava um fórum de acompanhantes e tinha um perfil fake para manter contato com as primas. Que uma funcionária daqui abriu uma empresa no nome do marido e estava usando informações privilegiadas nossas para concorrer conosco em pequenas licitações.
Minha fama acabou crescendo um pouquinho até chegar em um amigo de um colega de trabalho. A missão que ele me passou? Encontrar um amor dele do segundo grau. Achei meio obsessivo, mas o cara me disse que só queria saber como ela estava, como eles haviam perdido completamente o contato por terem se formado ainda nos anos 90, sem os benefícios da internet e tal. Ele tentou contratar uma firma de detetives, mas os caras não descobriram nada com as informações que ele passou. E ele ainda morreu uma grana boa com eles.
Ele veio falar comigo e pensei, por que não? Como nunca tinha feito isso na vida, ofereci receber APENAS se descobrisse alguma coisa, apesar de geralmente rolar um adiantamento nesses casos. Segue como fiz.
Disclaimer importante: nada aqui é garantia de que vocês terão algum resultado seguindo essas dicas. Algumas pessoas têm uma pegada digital ínfima por conta da idade ou da natureza de seus afazeres profissionais/acadêmicos.
Informações que recebi: primeiro nome, um dos sobrenomes, bairro onde a pessoa morava e supostamente ainda morava, uma foto dessa pessoa no fim dos anos 2000 em uma reunião de ex-alunos dessa escola. Ele também sabia que a pessoa em questão fazia aniversário em maio. Ele desconfiava que ela havia passado para algum curso de Letras de faculdade pública do Rio de Janeiro ainda no fim dos anos 90.
Primeira fonte: o Facebook: perguntei ao cara se ele conhecia alguém de confiança que morasse no mesmo bairro que ela. Ele tinha. Essa pessoa me cedeu sua senha e login no Facebook temporariamente para ajudar na busca. A combinação de nome + sobrenome que ele tinha não dava resultado algum. Provavelmente ela usava outro sobrenome.
Aqui eu tinha duas alternativas: a mais correta, que era pegar esses dois nomes que ele tinha e consultar o registro de aprovados no curso de letras nos anos que ele indicou (1998/1999) ou visitar a antiga escola dela. Seria o método mais fácil para descobrir o nome completo dela, mas também me tomaria tempo e gasto de ficar indo fisicamente nas universidades e na escola para consultar esses registros. Eu não queria tirar a bunda da cadeira, então foi na força bruta.
Eu chutei algumas dezenas de sobrenomes. Comecei calculando o numero de perfis que acessei numa única manhã e parei de contar quanto já estava na casa dos 200. Acho que estava na casa dos 300 quando encontrei pela foto.
Páginas curtidas, fotos curtidas pela pessoa: vamos chamar a pessoa de Karen. Karen tinha um Facebook bem monótono. Parcialmente fechado, com menos de 200 amigos e pouquíssima atividade. Isso é um empecilho fodido, mas vamos lá: com a user ID dela, você consegue checar as fotos que ela curtiu a partir do link https://www.facebook.com/search/INSERIR_NÚMERO_DA_ID_AQUI/photos-liked . Também acompanhei as curtidas dela.
Assim, descobri que ela era espírita e seguia as páginas de alguns centros espíritas. Nos comentários de fotos dela - as poucas abertas - vi pessoas mencionando encontrá-la no tal centro espírita, mas sem mencionar o nome dele. Chequei as fanpages de todos os centros e revirei as fotos dos eventos até descobrir que não só ela era membro assídua de um deles, mas também era médium de um deles. Consegui até para ele os horários em que ela atendia no centro.
Pelas páginas curtidas, também descobri um bocado sobre ela: que ela tinha um filho, que ela era espírita e de esquerda, que ela fora abandonada pelo marido. que seguia várias páginas de concurseiros, que gostava de ler literatura hot, que aparentemente sofria de depressão.
Nosso amigo Google: sabendo o primeiro nome dela, o sobrenome que esse cliente lembrava e o que ela usava no Facebook, juntei os três para fazer algumas combinações de pesquisa no Google. Sempre usando aspas e tentando fazer diferentes buscas.
"Karen" "Santos" "Amoedo"
"Karen dos Santos" "Amoedo"
"Karen Amoedo" "Dos santos"
Como eu sabia o ano aproximado em que ela nasceu e o suposto mês, jogava a data junto também com um dia aleatório: "13/05/198X".
Não demorou muito para rolar o bingo. Karen dos Santos Souza Amoedo, nascida em 24/05/198X. A informação veio na lista de aprovados de um concurso público de alguns anos atrás.
A partir daí, foi uma chuva de resultados. Descobri as exonerações e contratações dela em diferentes cargos federais e estaduais por conta dos Diários Oficiais, que ela foi assistente administrativa em uma faculdade daqui por alguns anos, passou em outro concurso e migrou para outra instituição.
A partir dos editais de cada concurso e o LoveMondays, identifiquei também o salário estimado que ela ganhava em cada um deles sem grandes dificuldades.
O Google retorna muita coisa boa. Registros em cartório, processos, empresas no seu nome, uma caralhada de coisa. Numa dessas buscas, encontrei o perfil dela no Youtube, que era aberto e tinha várias informações de coisas que ela gostava: hobbies, canais sobre depressão e espiritismo, plano de estudos para concursos públicos e por aí vai.
CPF é seu amigo
Hoje, é muito fácil no Brasil você consultar informações de pessoas por CPF em sites como o CC Fácil. Seu próximo passo então é descobrir o CPF da pessoa em questão.
Aqui é muito 8 ou 80. Muita gente tem o CPF largado pela internet por milhões de razões: alguma citação em ação judicial, diário oficial, burrice, uns bancos cadastrais que se encontram por aí. O meu, por exemplo, não está disponível em lugar algum.
No caso dessa pessoa em questão, jogar o "Karen dos Santos Souza Amoedo" (lembrando que o nome é fictício :) ) rendeu algumas dezenas de resultados e, num deles, havia o CPF da pessoa em questão. Fui lá eu no CC Fácil fazer a consulta.
Tem duas coisas SUPER importantes sobre o CCFácil:
O resultado? O endereço de casado dela, o atual endereço, o celular, o telefone fixo, alguns detalhes sobre a vida financeira dela.
A interpretação das informações: só nessa brincadeira aí já estava terminado o serviço, mas decidi ir mais a fundo e ver o que mais conseguia descobrir. Muita coisa é subjetiva e fruto de algumas migalhas de informação que a gente precisa interpretar, é quase como contar uma história mesmo.
Eu consegui acertar o perfil básico dela quase que por inteiro. A conclusão que cheguei foi que Karen casou-se com 20 e poucos anos, teve um filho e se separou em algum momento. Não consegui descobrir o nome do cônjuge, mas acho que poderia ter ido mais longe se recorresse aos cartórios da região. A depressão veio depois da separação, aparentemente com o filho ainda pequeno (hoje adolescente).
Pela descrição que ele me deu, ela parecia pouquíssimo religiosa nos tempos de escola. Concluí que a religião foi a forma que ela encontrou de enfrentar a depressão. Ela jamais exerceu a profissão pela qual se formou, se limitando a fazer vários concursos públicos para assistente administrativo, sempre mirando bem baixo. O salário mais alto da carreira dela foi R$ 2700~R$3100, já com as gratificações inclusas, pelo que consegui achar.
Ela conseguiu manter o peso após a gravidez, pelas fotos que encontrei. Mas a separação e a possível depressão fizeram ela engordar bastante. Ela também seguia várias páginas de comida orgânica e dietas saudáveis, mas não parecia estar fazendo muito efeito.
O que mais consegui?: liguei para a entidade pública onde ela trabalhava me identificando como funcionário dos Correios. Queria confirmar o endereço dela e a unidade daquela repartição onde ela trabalhava, já que era uma instituição bem grande. Falei que tinha uma encomenda no nome dela como endereço errado e que seria devolvido ao remetente, mas que aquele era o único telefone de contato. Nego se desdobrou e conseguiu me passar exatamente onde ela trabalhava e o ramal dela. Essa instituição tem várias unidades diferentes espalhadas pela cidade.
Queria confirmar o endereço que havia descoberto pelo CPF, mas também quis testar a ingenuidade dela. Dei outro endereço próximo no bairro em que ela mora, dei o nome do remetente como uma loja de apostilas de concursos públicos (com base nos interesses dela que escavei). Ela acreditou na hora e me passou o endereço certo, confirmando o segundo endereço que recebi na consulta da CC Fácil. Talvez o primeiro fosse dos tempos de casada.
Além disso tudo, com uma foto taggeada de uma amiga, descobri a escola onde o filho dela estuda. E que ele é meio geek/otaku (imagina se o cara tá no sub, hehe).
Acertei tudo? Da minha interpretação, só errei o espiritismo como válvula de escape para a depressão após o fim do casamento. Na verdade, o espiritismo foi a resposta que ela encontrou para a morte do pai há alguns anos.
Por que estou postando isso aqui?
Várias razões:
Sim, é meio creepy. Bem creepy, na verdade. Mas eu fiquei satisfeito com o resultado e espero que os dois se deem bem. E que ele não seja um psicopata ou mate ela, senão vou ficar com uma dor na consciência fodida. Mas pelo menos ganhei R$ 2 mil por basicamente um dia de trabalho :)
Vai funcionar comigo?
Aí vai um depende gigantesco, como eu disse lá em cima. Eu tenho uma vida bem ativa nas redes sociais e me recrimino por isso. É bem fácil saber bastante sobre mim e descobrir coisa sobre a minha vida. Mas a minha esposa, por exemplo, tem uma pegada digital mínima. Trabalha na iniciativa privada, em uma empresa pequena, não tem empresas no seu nome, não faz concursos públicos, não tem uma profissão que coloque o nome dela na internet repetidamente, não é chegada às redes sociais.
Se meu alvo em questão fosse a minha esposa, provavelmente eu não conseguiria porra nenhuma. Minha dica? Se vocês têm algo comprometedor e querem esconder, ou até simplesmente querem proteger sua privacidade, comecem a buscar essas informações sobre vocês disponíveis por aí e apaguem elas. Se você quer encontrar alguém, é só ser perseverante. A internet é um mar de informação.
submitted by brucewaynedosuburbio to brasil [link] [comments]


2017.10.20 17:45 masquegrandeporra Pérolas do Dia-a-Dia

Pérolas do meu Dia-a-Dia ou o porquê de o País ser como é.
(digo o nome da nossa empresa) Em que posso ser útil ?
Cliente -Bom Dia, tenho uma caldeira avariada e queria assistência.
não trabalhamos com caldeiras, somos uma empresa de computadores
Cliente - Ah então passe-me ai ao pessoal das Caldeiras.
Lamentamos mas isto é uma empresa de informática, não trabalhamos com caldeiras
Cliente - Então e sabe-me dizer o número de telefone do representante das caldeiras ? Daquelas da marca qualquercoisaquenãopercebi.
Ouça, somos uma empresas que não tem nada a ver com isso, tente procurar pela marca e portugal no google
Cliente - Oh o senhor está é de má fé e não me quer dar o número para não perder negócio!.
Cliente - Bom Dia, epah já vos encomendei x,y peças e elas nunca mais cá chegam!
Vamos ver o que se passa então, diga-me o número da encomenda
Cliente - xxxxxxx isto é uma falta de responsabilidade vossa e de profissionalismo.
Sr. a sua encomenda encontra-se ainda por pagar, apenas enviamos após pagamento (como descrito a letras garrafais no site)
Cliente - O quê ? Mas eu só quero pagar depois de ter o material e ver que está tudo a funcionar.
Lamentamos mas não enviamos à cobrança nem temos período de avaliação apenas por pagamento antecipado.
Cliente - Mas quando fiz a encomenda isso não dizia em lado nenhum !
Cliente – São da empresa XXXXXX ? (nossa concorrente)
Não somos essa empresa, trabalhamos com eles mas não somos de facto a empresa.
Cliente – então dê ai o número deles fachabor
Não tenho ao meu dispor o número, faça pesquisa no google
Cliente – Fodasse amigo custa-lhe muito pesquisar o número e dar-mo ? Estou em horário laboral sabe ?!
Cliente – Boas ! Olhem eu recebi a vossa encomenda há 1 mês mas só agora é que tive tempo para instalar mas isto não funciona com o meu aparelho!
(depois de identificar o porquê) Pois comprou material de uma marca diferente que não é compatível com o seu aparelho, nas especificações está disponível uma tabela com os aparelhos compatíveis
Cliente – Então e agora ?! Quero devolver isto, vocês deviam meter isso no título para uma pessoa saber !
Lamentamos mas já passou o prazo de devolução
Cliente – O quê ?!!! Então isto não funciona e agora não devolvem !! vou já ai falar consigo de homem para homem e vai ver que mo devolve
(não fazemos venda ao público apenas na net) Aparece o cliente num dos nossos armazéns
Cliente - Mano ! tudo bem vim aqui comprar isto !
Desculpa mas não vendemos ao público tens de fazer a compra online
Cliente – Então ? gastei gasosa para vir aqui e não vendem ?! Onde é que isso está escrito ?
No site, nossa publicidade, em todo o lado basicamente
Cliente – Epah mano vende lá, já vim aqui ao menos faz um descontozinho sou ganda cliente vosso estou sempre a comprar merdas
Então utiliza os pontos que essas compras te dão para obteres descontos.
Cliente – Fodasse vou meter 1 estrela no vosso site merda de empresa nunca mais compro aqui.
Depois saio do trabalho e apanho com uma fila enorme ! Depois de 1.30 na fila chego ao problema , 1 das vias está cortada porque um sujeito com um BMW espatifou-se contra o rail e a parte da frente sumiu-se, isto porque é sempre a bombar a 200 quer esteja chuva ou sol e é apenas o 10º acidente que apanho nesta auto-estrada esta semana. Mas as pessoas em vez de continuarem a andar até porque existem mais 2 faixas de estrada gostam de ver a carnificina.
No dia a seguir, estamos a contratar pessoal através do IEFP mas não está a aparecer o anúncio, ligamos para uma assistente Função-pública do best. ‘’ ah não sei... deve ser com o meu colega que ele é que percebe disso, dê-me o seu contacto que vou almoçar e depois peço-lhe para ele lhe ligar ‘’ E depois eu penso... calma, isto é uma situação transversal a toda a europa, vais sair desta bela merda de país para quê ? Mas vontade não falta... enfim precisava de desabafar.
Edit: Montes de Formatação Só mais uma que aconteceu agora
(nome da empresa) Em que posso ajudar?
cliente: Donde fala ?
(repito o nome da empresa)
cliente: Ah pois andei a pesquisar na net e vi o vosso número, olhem é o seguinte onde é qu'osenhores ficam?
Não fazemos venda ao público etc..etc..etc...
Cliente: Como ? Epah não ouço nada qu'osenhor diz
Não fazemos venda ao público etc..etc..etc...
Cliente: Oh então mas eu preciso de peças, e agora? Tem de me desenrascar, bem mande-me la isso a cobrança então, os meus dados são estes
Tem de fazer a compra pelo site
Cliente: Os sóres têm representação em mafra ? Preciso de carburadores\merda qualquer de automovel que as minhas estão gastas
Desliguei o telefone, já não aguento....matem-me.
submitted by masquegrandeporra to portugal [link] [comments]


2017.07.03 16:21 gabpac Estou criando uma Fanfic do noticiário do Brasil. Com vocês, as Crônicas do Dono do Brasil

-- Arcimboldo é o dono do Brasil. - Apresentou-me um dos seus assistentes. - É ele quem diz como as coisas devem acontecer. Temer não vai para a G20? Foi decisão dele. Lula vai preso? Vai ficar neste lava-e-não-molha? É decisão dele também.
Não fica claro, à primeira vista, de quem exatamente se trata. Arcimboldo não reflete nada disso que seu assistente me falou. É um sujeito alto, magro, de pele escura e feições mediterrâneas. Talvez descendente de espanhóis, ou sicilianos. Tem, diz ele, sessenta e três anos, é calvo, muito peludo, e sorridente. Tem dentes grandes, de um tom marfim. Fala com calma, em um português correto, mas não obsessivamente empolado.
No nosso primeiro encontro, pedi para que me explicasse o que significava exatamente ser “dono do Brasil”.
-- Dono. É meu. - Ele deu ombros, como se fosse um fato auto-evidente.
-- Sim, mas o que exatamente isso significa?
-- Eu mando. As coisas vão conforme eu decido.
-- Não estou entendendo. A que nível?
-- Todos.
-- O senhor decide, por exemplo, quem é o presidente da república?
-- Às vezes. Quando se faz necessário, sou eu quem decido. Às vezes eu não me importo, desde que o presidente faça o que eu quero.
-- O senhor decidiu pelo Temer?
-- Claro. E a Dilma também.
-- Mas não houve eleições? Eles não foram eleitos?
-- Desculpe, eu não entendi. O que uma coisa tem que ver com a outra?
-- O povo escolheu o presidente, não o senhor.
-- Olha, esse negócio de democracia é muito bonito para, sei lá, Noruega, Alemanha. Aqui é diferente. Eu decido. Eu decido quem vão ser os candidatos, como é que as pesquisas vão ser divulgadas, quando, o que vai sair na TV, tudo. A decisão final é minha.
Estávamos conversando na varanda da sua casa, em uma ilha na baía de Angra dos Reis. Bebíamos cerveja e petiscávamos um delicioso peixinho frito que vinha renovado assim que acabávamos um prato. Arcimboldo, bem à vontade, pegou um peixinho e enfiou todo na boca. Limpou os lábios com um guardanapo (a casa, apesar de espetacularmente bem localizada, e enlouquecedoramente linda, era simples e sem luxos desvairados. Os guardanapos, por exemplo, eram de papel).
-- Mas, senhor Arcimboldo, não é um número enorme de decisões a serem tomadas? Como o senhor faz?
-- Filho, eu não trabalho sozinho. - Ele se recostou na cadeira de praia. Arrumou melhor sua camiseta cinza e explicou: - Eu tomo as grandes decisões, quais são as metas, os objetivos finais. Há uma equipe que equaciona os métodos e faz uma planificação. Nós não somos uma entidade governamental. Isso daqui é um negócio eficiente e organizado.
-- Então o senhor gera uma planilha de metas e sua equipe monta um plano?
-- Mais ou menos isso.
-- E como pode ter garantias de que vai funcionar? Como sabe que não vai entalar por causa de alguém? Por exemplo, o STF agora…
Arcimboldo me interrompeu, segurando meu braço com afeto, sorrindo.
-- Ah! O STF. - Ergueu o dedo para principiar um ponto. - Sim. A maioria dos ministros fui eu que pus lá. Alguns deles acham que se tornaram deuses, acima da lei e especialmente acima de mim. Eu os deixo logo ficarem sabendo que as decisões que eles tomam têm que ser alinhadas com as minhas decisões. Eu é que sou o dono do Brasil.
-- Teori…?
-- Não fui eu! Oras, eu não preciso dessas coisas para fazer eles cumprirem com o que eu mando. Mas sei quem foi, se te interessa saber.
-- Sim, mas, eventualmente, não seria de se esperar algum tipo de resistência, conflito, ou até uma forma de luta de interesses? Como o senhor sabe que eles não vão se voltar contra o senhor?
-- É uma boa pergunta, mas não faz muito sentido.
-- Por que?
-- Porque eles não sabem quem eu sou. Ninguém sabe meu verdadeiro nome, ou onde eu vivo, onde está a minha equipe. Não há quase ninguém que sabe de onde surgem as ordens. Ou sequer que há alguém a ditar as ordens.
--O senhor não fala com eles?
-- Com eles quem?
-- Os políticos, senadores, ministros do supremo?
-- Claro que não. Dos onze ministros, quatro marginalmente suspeitam da minha existência. Outros três acham que há uma conspiração entre oligarcas e políticos que mandam no Brasil e eles acham que fazem parte. O resto realmente acredita nessa tal democracia. Políticos? Acham que são eles que mandam. E é bom que sigam assim.
-- Então como é que o senhor faz para, como eu diria? mandar as ordens?
-- É para isso que eu tenho uma equipe. De forma geral faço com que o sujeito; seja um político; um juiz; um ministro do supremo, fique achando que a ideia foi dele próprio. Sabe? Invento algo na mídia, na internet, deixo o sujeito ficar sabendo de algum movimento contra ou a favor de algum plano, deixo cair no colo dele “informações excusivas”… Se isso não funcionar, eu aplico a pressão de seus pares. Faço um influenciar o outro, deixo escapar um dinheiro, coisas humanas, como charme, medo, luxúria, raiva, desejo de vingança… Às vezes uso chantagem, ameaças… Mas é raro. Normalmente nem precisa. Sabe, o Brasil é fácil de coordenar. É um bando de amadores! Porque você acha que estão pegando todo mundo agora? Porque é um bando de gente estúpida. Deixam rastro, fazem conchavo com gente incompetente… usam telefone aberto! Os caras se contentam com jatinho, champagne… Gente jeca. Gente brega.
-- Quer dizer, a Lava Jato…
-- Ah! A Lava Jato… Não foi ideia minha. Mas quando começou a crescer, imediatamente eu vi ali uma excelente ferramenta.
-- Mas está sendo podada.
-- Porque não posso deixar sair do controle. O meu controle.
(... a ser continuado ...)
submitted by gabpac to brasil [link] [comments]


2015.05.26 19:29 brasilbitcoin Após mais de 6 anos, criação da moeda virtual bitcoin ainda envolve enigma NATHANIEL POPPER DO "NEW YORK TIMES"

É um dos grandes mistérios da era digital.
A caçada por Satoshi Nakamoto, o esquivo criador do bitcoin, cativou até mesmo aqueles que acreditam que a moeda virtual é uma espécie de esquema de pirâmide on-line. Um emaranhado de fatos resultou no surgimento de uma lenda: alguém usando o nome Satoshi Nakamoto lançou o software do bitcoin no começo de 2009 e se comunicava com os usuários da moeda nascente por meio de e-mails –mas nunca por telefone ou em pessoa.
Depois, em 2011, no exato momento em que a tecnologia começou a atrair atenção mais ampla, os e-mails cessaram. De repente, Satoshi sumiu, mas as histórias sobre ele não pararam de crescer.
Ao longo dos últimos 12 meses, venho trabalhando em um livro sobre a história do bitcoin, e é difícil não me deixar atrair pela charada quase mística da identidade de Satoshi Nakamoto. Quando eu estava começando minhas pesquisas, a revista "Newsweek" ganhou atenção com uma reportagem de capa, em março de 2014, na qual alegava que Satoshi era um engenheiro desempregado, de mais de 60 anos, que vivia em um subúrbio de Los Angeles.
Um dia depois de publicada a reportagem, porém, a maior parte das pessoas que conhece bem o bitcoin já havia concluído que a revista tinha apontado o homem errado.
Muitas pessoas na comunidade do bitcoin me disseram que, em deferência ao claro desejo de privacidade do criador da moeda virtual, não queriam ver o mago desmascarado. Mas mesmo entre aqueles que fizeram essa afirmação, poucos conseguiam resistir a um debate sobre as pistas deixadas pelo fundador.
O POSSÍVEL HOMEM
Ao participar dessas conversas com os programadores e empreendedores mais profundamente envolvidos com o bitcoin, encontrei uma crença silenciosa, mas profundamente enraizada de que boa parte dos indícios mais convincentes aponta para um norte-americano recluso de ascendência húngara chamado Nick Szabo.
Szabo é um mistério quase tão grande quanto Satoshi. Mas no curso de meu trabalho de reportagem comecei a levantar novos indícios que me envolveram ainda mais nessa busca, e cheguei até a participar de um raro encontro pessoal com Szabo, em um evento privado reunindo os principais programadores e empreendedores do bitcoin.
No evento, Szabo negou que fosse Satoshi, como o vem negando consistentemente em suas comunicações eletrônicas. Mas ele reconheceu que seu histórico deixava pouca dúvida de que era parte do pequeno grupo de pessoas que, ao longo de décadas, trabalhando às vezes cooperativamente e às vezes em competição, lançaram as fundações para o bitcoin. E criaram muitos dos componentes posteriormente integrados à moeda virtual.
A mais notável contribuição de Szabo foi um predecessor do bitcoin chamado "bit gold", que atingia muitos dos mesmos objetivos da moeda virtual e usava ferramentas semelhantes de matemática avançada e criptografia.
Pode ser impossível provar a identidade de Satoshi até que a pessoa (ou pessoas) que se ocultam por trás da cortina do bitcoin decida se apresentar e prove controlar as velhas contas de comunicação eletrônica de Satoshi.
A essa altura, a identidade do criador já não é importante para o futuro do bitcoin. Desde que Satoshi deixou de contribuir para o projeto, em 2011, a maior parte do código de fonte aberta da moeda virtual foi reescrito por um grupo de programadores cujas identidades são conhecidas.
A CRIAÇÃO
Mas a história de Szabo oferece percepções sobre alguns elementos frequentemente incompreendidos na criação do bitcoin. O software não veio do nada, como se presume ocasionalmente, mas, em vez disso, se baseou em ideias de múltiplas pessoas desenvolvidas ao longo de décadas.
A história do bitcoin envolve mais que simples curiosidade. O software veio a ser encarado em círculos acadêmicos e financeiros como um significativo avanço na ciência da computação, que pode mudar a maneira pela qual o dinheiro funciona e é movimentado. Recentemente, bancos como o Goldman Sachs deram os primeiros passos em direção a adotar a tecnologia.
Szabo manteve seu discreto envolvimento com o projeto. No início de 2014, ele começou a trabalhar para a Vaurum, uma start-up (empresa iniciante de tecnologia) relacionada ao bitcoin e sediada em Palo Alto, Califórnia.
A companhia vinha operando discretamente e seu objetivo era criar um mercado melhor para o bitcoin. Depois de sua chegada, Szabo ajudou a reorientar a empresa a fim de explorar a capacidade do bitcoin para operar com os chamados contratos inteligentes, que permitem transações financeiras autoexecutadas.
Depois que Szabo levou a empresa a tomar essa nova direção, seu nome mudou para Mirror, e ela recentemente levantou US$ 12,5 milhões em capital junto a grupos de capital de risco. A companhia não quis comentar para este artigo.
O papel de Szabo na Vaurum precisava ser mantido em segredo devido ao desejo de privacidade dele. Szabo acabou deixando a empresa no final de 2014, nervoso com a exposição pública, disseram pessoas informadas sobre as operações da companhia. Enquanto esteve lá, porém, o elenco de competências e de conhecimentos de que ele dispunha levou muitos colegas a concluir que Szabo muito provavelmente esteve envolvido na criação do bitcoin, mesmo que não tenha feito o trabalho sozinho.
O ENCONTRO
Fui apresentado a Szabo, um sujeito grandão e barbado, em um evento de bitcoin no lago Tahoe, na casa de férias de Dan Morehead, ex-executivo do Goldman Sachs e atual proprietário da Pantera Capital, uma empresa de investimento cujo foco é o bitcoin. Na época, Szabo trabalhava para a Vaurum. Morehead e os outros executivos de fundos de hedge presentes todos usavam mocassins e jeans de corte fino. Szabo exibia a calvície incipiente por entre os cabelos ruivos já se tornando grisalhos, calçava tênis velhos e usava uma camisa listrada para fora da calça.
Ele não estava participando das rodas de conversa, e consegui encurralá-lo na cozinha na hora dos coquetéis. Ele se mostrou notavelmente reservado e contornou perguntas sobre onde vivia e trabalhava, mas ficou irritado quando citei o que se diz sobre ele na Internet –por exemplo, que ele é professor de direito na Universidade George Washington– e sobre a possibilidade de que seja o criador do bitcoin.
"Bem, direi o seguinte, na esperança de estabelecer o histórico", ele comentou, em tom ácido. "Não sou Satoshi e não sou professor universitário. Na verdade, nunca fui professor universitário."
A conversa se tornou menos acalorada quando lhe perguntei sobre as origens dos muitos complicados componentes de código e criptografia usados para o software do bitcoin, e sobre o pequeno número de pessoas que teriam os conhecimentos necessários a unir essas peças.
Quando questionado se acreditava que Satoshi conhecia seu trabalho, Szabo disse entender por que havia tanta especulação quanto ao seu papel no processo. "Tudo que digo é que existem muitos paralelos, e isso parece engraçado, para mim e para outras pessoas."
O jantar começou, interrompendo a conversa, e não tive nova oportunidade de falar com Szabo.
Quando troquei e-mails com ele, Szabo repetiu sua negativa. "Como já declarei muitas vezes, essas especulações todas são lisonjeiras, mas erradas –não sou Satoshi."
PUNKS
Muitos dos conceitos centrais para o bitcoin foram desenvolvidos em uma comunidade on-line conhecida como Cypherpunks, uma organização frouxamente conectada de ativistas da privacidade digital. Como parte de sua missão, eles decidiram criar um dinheiro virtual que pudesse ser tão anônimo quanto o dinheiro físico. Szabo era membro da comunidade e em 1993 escreveu uma mensagem aos demais cypherpunks descrevendo as diversas motivações dos participantes de uma reunião do grupo que acabava de acontecer.
Algumas das pessoas, ele escreveu, "são libertários que querem excluir o governo de suas vidas, outras são progressistas que lutam contra a NSA [Agência Nacional de Segurança norte-americana], outras ainda se divertem ao incomodar os poderosos com hacks bacanas".
Szabo tinha uma mentalidade libertária. O que o atraía nessas ideias, ele me disse, era em parte relacionado ao seu pai, que combateu os comunistas na Hungria nos anos 50 antes de se assentar nos Estados Unidos, onde Szabo nasceu há 51 anos. Criado no Estado de Washington, Szabo estudou ciência da computação na Universidade de Washington.
Diversas experiências com dinheiro digital foram conduzidas nas listas do Cypherpunks nos anos 1990. O pesquisador britânico Adam Back criou o hashcash, mais tarde um dos componentes centrais do bitcoin. Outro projeto, chamado money, foi criado por Wei Dai, um engenheiro de computação muito zeloso de sua privacidade.
Quando nenhuma dessas experiências decolou, muitos dos participantes do grupo perderam o interesse pelo assunto. Mas não Szabo. Ele trabalhou seis meses como consultor para uma companhia chamada DigiCash, de acordo com um post em seu blog. Em 1998, enviou uma descrição genérica de seu projeto de dinheiro virtual, o bit gold, a um pequeno grupo de pessoas ainda interessadas na ideia, como Daí e Hal Finney, programador em Santa Barbara, Califórnia, que tentou criar uma versão de uso prático para a moeda.
O conceito do bit gold era bem parecido com o do bitcoin. Incluía um token digital escasso, como o ouro, que podia ser enviado eletronicamente sem a necessidade de passar por uma autoridade central, por exemplo um banco.
Esse histórico aponta para o papel importante que Szabo e diversos outros pesquisadores desempenharam na criação dos blocos básicos de construção do bitcoin. Quando o estudo no qual Satoshi Nakamoto descrevia o bitcoin foi publicado, em 2008, ele citava o hashcash, de Back. As primeiras pessoas com quem Satoshi fez contato privado por e-mail foram Back e Dai, dizem os dois. E Finney, que morreu recentemente, ajudou Satoshi a melhorar o software do bitcoin no final de 2008, antes que ele fosse publicamente lançado, de acordo com e-mails que me foram encaminhados por Finney e sua família.
Foram as atividades de Szabo em 2008, logo que o bitcoin emergiu, no entanto, que geraram boa parte das suspeitas sobre seu papel no projeto. No segundo trimestre daquele ano, antes que qualquer pessoa tivesse ouvido falar de Satoshi Nakamoto e do bitcoin, Szabo retomou a ideia do bit gold em seu blog e em conversas on-line sobre uma versão viva da moeda virtual; ele perguntou aos leitores: "Alguém quer me ajudar com o código?"
Depois do surgimento do bitcoin, Szabo alterou a data de seu post. Com a mudança, o post parecia ter sido publicado depois que o bitcoin foi lançado,como mostram versões de arquivo do blog.
Os escritos de Szabo sobre o bit gold, na época, contêm muitos paralelos notáveis com a descrição do bitcoin por Satoshi, o que inclui formulações semelhantes e até maneirismos comuns de escrita. Em 2014, pesquisadores da Universidade de Aston, Inglaterra, compararam as escritas de diversas pessoas suspeitas de serem Satoshi e constataram que nenhuma era tão compatível quanto a de Szabo. A semelhança era "perturbadora", de acordo com Jack Grieve, o professor que comandou o projeto.
Quando li os escritos de Szabo on-line, se tornou óbvio que, nos 12 meses anteriores ao surgimento de Satoshi e lançamento do bitcoin, Szabo estava de novo pensando a sério sobre o dinheiro digital.
Ele escreveu com frequência, ao longo de diversos meses, sobre os conceitos envolvidos no dinheiro digital, incluindo os tais contratos inteligentes, um conceito tão especializado que Szabo muitas vezes recebe crédito pela invenção do termo.
LIBERDADE
O blog de Szabo explicava por que ele estava examinando essas questões de maneira tão apaixonada: a crise financeira mundial que estava em curso lhe sugeria que o sistema monetário estava quebrado e requeria substituição.
"Para aqueles que amam nossas liberdades, passadas e futuras, a hora de atacar é agora", escreveu Szabo em seu blog no final de 2007, ao endossar a campanha do libertário Rand Paul pela indicação presidencial republicana, em parte por conta das visões de Paul sobre o sistema financeiro.
Para muitos observadores do bitcoin, tão notável quanto os escritos de Szabo no período é seu silêncio depois do surgimento do bitcoin em outubro de 2008. Afinal, a moeda virtual era uma experiência quanto a tudo aquilo sobre o que ele vinha escrevendo há anos. Ao contrário de Daí, Finney e Back, Szabo não liberou mensagens recebidas de Satoshi no período ou admitiu ter se comunicado com ele.
Szabo fez uma primeira menção passageira ao bitcoin em seu blog na metade de 2009, e em 2011, quando a moeda ainda estava lutando para ganhar empuxo, escreveu sobre ela de novo, mais extensamente, mencionando as semelhanças entre bitcoin e bit gold. Ele reconheceu que pouca gente teria o conhecimento e o instinto requeridos para criar qualquer das duas moedas.
"Eu, Wei Dai e Hal Finney éramos as únicas pessoas que conheço que gostavam da ideia [no caso de Daí, de sua ideia correlata] o bastante para levá-la adiante de forma significativa, até que surgisse Nakamoto (presumindo que Nakamoto não seja Finney ou Dai)", escreveu Szabo.
Quem quer que ele seja, o verdadeiro Satoshi Nakamoto tem bons e múltiplos motivos para querer ficar anônimo. Talvez o mais óbvio seja o potencial perigo. O pesquisador argentino Sergio Demian Lerner concluiu que Satoshi Nakamoto muito provavelmente recebeu quase um milhão de bitcoins no primeiro ano de operação do novo sistema. Já que um bitcoin vale cerca de US$ 240, esse saldo teria valor superior a mais de US$ 200 milhões. E isso bastaria para transformar Satoshi em alvo.
submitted by brasilbitcoin to BrasilBitcoin [link] [comments]


2015.02.09 19:21 gugulo 3º e último post que faço sobre a "MÁQUINA DE SELFIES" de 28700 euros...

Sinto que fui mal entendido (e também não fui o claro suficiente) no último post que fiz sobre este assunto.
Deparei-me à uns dias com este contrato feito entre a entidade Turismo de Portugal com a autorização do seu presidente, o senhor João Cortim de Figueiredo ,e a VIMAR com a autorização do misterioso senhor Pedro Lino de Castro.
Este contracto de aquisição de bens por ajuste directo por motivos de "ausência de recursos próprios" comprou uma máquina semelhante a estas mais o stand colorido de vinil e madeira por 28767 euros!
Ora eu queria fazer um post minimalista que contivesse todo o absurdo da situação mostrando uma das tais máquinas, uma possível distribuição desses 28 mil euros e os números oficiais das entidades para quem quiser telefonar.
Claro que ficou ranhoso e não deu para perceber a mensagem que é: INDEPENDENTEMENTE DO MATERIAL UTILIZADO, 28 MIL EUROS É MUITO, MUITO DINHEIRO! Chega e sobra para se suspeitar de corrupção!
Pronto, desculpem lá a gritaria... mas estas coisas irritam. Está o Coelho de um lado a diminuir os horários dos professores, a cortas pensões, a aumentar impostos, a reduzir custos na função pública em geral para estes tipos irem a Espanha para queimar 28 mil euros para tirar fotografias a 1200 pessoas?! Não podiam ter contratado um fotógrafo?! Claro que sim! No entanto o senhor Figueiredo e o senhor Castro não iriam para a cama com mais uns milhares no bolso!
Para finalizar meto aqui mais informação sobre o senhor Pedro Lino de Castro recolhidas pelo makemisteaks e 6host_in_the_machin3:
Estes dois senhores são irmãos, de uma família daquelas à antiga. Com direito a árvore geneológica e tudo. O terceiro irmão, João Frederico tem sociedade de advogados com a família Horta e Costa, e foi administrador da Sporting SAD para além de pertencer à Teixeira Duarte e ao BCP.
O Pedro Lino de Castro aparentemente também faz parte da Associação de Tratamento das Toxicodependências que inclui apelidos interessantes como Dias da Cunha e Roquette, para além de ter lá o Morais Sarmento. Encontrei isto com umas quantas pesquisas no Google. Não vou continuar a procurar que é para não ficar enjoado... Enfim...
Para além da Vimar, muito querida pelo Município de Ílhavo, na zona industrial de Azambuja onde a Vimar está sediada, também partilham telefone ou Fax:
  • Performa: que curiosamente também já ganhou um concurso para uma feira em Espanha
  • Multilem: Com bastantes contratos assinados, a maior parte sem cópia do contrato disponível, mas quando o há, dois nomes saltam à vista, Pedro Lino de Castro ou João Frederico Lino de Castro este último administrador nas 3 empresas que partilham a mesma morada na Azambuja, e também da Megafin (que curiosamente partilha a mesma morada em Lisboa que a empresa de trabalho temporário Synergie) que edita o jornal Oje.
Curioso é também o facto de a Synergie estar listada no Base com 3 designações diferentes que pelos contratos assinados que verifiquei os representantes ou parte deles utilizam a mesma morada que a Megafin.
submitted by gugulo to portugal [link] [comments]


Como pegar o numero de contato pelo facebook DESCUBRA !! O DONO DE UM NUMERO DE TELEFONE - 2020 - YouTube Como descobrir um número de telefone pelo Facebook ... Como descobrir o número do telefone de alguém? - YouTube Parte 3 - Consulta por Nome... (FILTRO) Fazer busca por número no facebook COMO ACHAR ALGUÉM POR NOME, TELEFONE, PLACA DE CARRO, FOTO ... como descobrir um número de telefone - YouTube É possível descobrir o CPF pelo NÚMERO DE TELEFONE? Tire ...

Pesquisa do número de telefone Deseja encontrar um ...

  1. Como pegar o numero de contato pelo facebook
  2. DESCUBRA !! O DONO DE UM NUMERO DE TELEFONE - 2020 - YouTube
  3. Como descobrir um número de telefone pelo Facebook ...
  4. Como descobrir o número do telefone de alguém? - YouTube
  5. Parte 3 - Consulta por Nome... (FILTRO)
  6. Fazer busca por número no facebook
  7. COMO ACHAR ALGUÉM POR NOME, TELEFONE, PLACA DE CARRO, FOTO ...
  8. como descobrir um número de telefone - YouTube
  9. É possível descobrir o CPF pelo NÚMERO DE TELEFONE? Tire ...

🔴como descobrir numero de celular pelo nome - como descobrir o número do telefone de alguém? ... Teck Tutorial 223,644 views. 3:55. COMO TROCAR NUMERO DE TELEFONE NO FACEBOOK PELO ANDROID ... Neste vídeo iremos comentar com vocês se é possível descobrir o CPF de algum usuário pelo número de telefone ou qualquer outra coisa do gênero, tire suas dúv... INFO DV João batista hoje eu trago um tutorial de como você, Consultar grátis qual é a operadora de qualquer número, seja celular, fixo ou rádio! Mesmo que o... Esse vídeo é apenas um simples desafio proporcionado pela matemática. É uma brincadeira interessante para você fazer com os seus amigos e até mesmo para alun... Nessa vídeo aula, irei ensinar métodos que são utilizados para buscar informações de pessoas no banco de dados do Google! Inscreva-se e ative o sino de notif... Criando consulta utilizando filtros. HP Deskjet 2130, 2135, 3630, 3635, 4720 CISS - HP 63, 302, 123, 803; HP 664, 680, 652; HP 46; - Duration: 48:38. Refill House-填充小站-噴墨印表機 ... É possível descobrir o número de telefone de um amigo através do Messenger do Facebook, sabia? Aqui neste vídeo eu explico como. E você pode ver mais vídeos ... COMO RASTREAR SEU MARIDO SEM ELE SABER POR NINA DELLA ROSA - Duration: ... 🔴como descobrir numero de celular pelo nome - como descobrir o número do telefone de alguém? - Duration: 3:55. ... localizaÇÃo por nome completo ⚠️consultamos dados por: nome/ cpf/ numero/ cnpj/ email e etc.⚠️ veÍculos por cpf veÍculos por cnpj quer localizar alguém e só ...