A mulher africano

29/jul/2017 - Explore a pasta 'Mulher Africana' de Mariana Campos, seguida por 487 pessoas no Pinterest. Veja mais ideias sobre Africana, Mulheres africanas, Ponto cruz. A mulher africana. 30 de Julho, 2011. Observa-se amanhã o Dia da Mulher Africana, uma efeméride marcada por conquistas e revezes daquelas que geram a vida. Observa-se amanhã o Dia da Mulher Africana, uma efeméride marcada por conquistas e revezes daquelas que geram a vida. Sim, amigo mineirinho. A nova geração tem a oportunidade de mudar o rumo das coisas. Aliás, a União Africana declarou a década de 2010-2020 como a década da Mulher Africana para combater pobreza do género, promover a segurança alimentar, a saúde (nomeadamente ao nível da mortalidade materna e prevenção da Sida) e a educação. Category Archives: Mulher Africana Aos 23 anos jovem é nomeada Ministra na Namíbia Bacharel em Direito (com distinção) pela Universidade da Namíbia, a jovem ministra tem um diploma em Feminismo Africano e Estudos de Género, pela Universidade da África do Sul, e um diploma em Administração de Empresas, pela Amity Universidade da Índia. ⬇ Fazer download de Mulher africana nua fotografias de stock na melhor agência de fotografia de stock preços acessíveis milhões de fotografias de stock, imagens e desenhos premium de alta qualidade e royalty-free. A mulher africana sempre lutou pela preservação dos valores morais, hábitos e costumes. Continuar a Ler. 24-7-2020 MODA. Excelente Veste em exposição em Luanda A marca Excelente Veste é vocacionada em vendas de roupas e acessórios online. Continuar a Ler. 18-7-2020 EVENTOS. A mulher representa o futuro do continente africano, contam-nos os cantores africanos mas, além da imagem poética, sabemos que o desenvolvimento económico e social de África passa, necessariamente, naturalmente e essencialmente pelo vector feminino. Porque se a mulher em África ainda é portadora: de madeira, de água, de crianças ...

Manifesto de Theodore Kaczynski (Unabomber), grande filosofo que popularizou o anarco-primitivismo

2020.09.13 08:06 pissass5 Manifesto de Theodore Kaczynski (Unabomber), grande filosofo que popularizou o anarco-primitivismo

A sociedade industrial e suas consequências têm sido um desastre para a raça humana. Elas não apenas aumentaram em muito a expectativa de vida nos países "avançados", como também desestabilizaram a sociedade, tornaram a vida frustrante, sujeitaram os seres humanos a indignidades, provocaram sofrimento psicológico generalizado (no Terceiro Mundo, sofrimentos físicos também) e infligiram graves danos ao mundo natural. O contínuo desenvolvimento da tecnologia irá agravar essa situação.O sistema tecnológico industrial poderá sobreviver, ou poderá entrar em colapso. Se sobreviver, é possível -apenas possível- que com o tempo chegue a um nível reduzido de sofrimento físico e psicológico. Mas isso só poderá acontecer depois de passado um período longo e muito doloroso de adaptação, e apenas ao custo da redução permanente dos seres humanos e muitos outros organismos vivos à situação de produtos criados artificialmente e meras peças na máquina social.Se o sistema entrar em colapso, as consequências serão muito dolorosas. Mas quanto mais o sistema crescer mais desastrosos serão os resultados de sua ruptura. Portanto, se pretendemos provocar sua ruptura é melhor fazê-lo mais cedo do que mais tarde.Por essas razões defendemos uma revolução contra o sistema industrial. Essa revolução pode ou não fazer uso da violência. Ela poderá ser repentina ou ser um processo relativamente gradativo, estendendo-se por algumas décadas.A Psicologia do Esquerdismo ModernoUma das manifestações mais difundidas da doidice de nosso mundo é o esquerdismo, de modo que uma discussão da psicologia do esquerdismo pode funcionar como introdução à discussão da sociedade moderna.Chamamos às duas tendências psicológicas subjacentes ao esquerdismo moderno de "sentimentos de inferioridade" e "supersocialização".Quando dizemos "sentimentos de inferioridade" queremos dizer não apenas sentimentos de inferioridade no sentido restrito do termo, mas todo um espectro de traços relacionados: baixa auto-estima, sentimentos de impotência, tendências depressivas, derrotismo, culpa, raiva de si mesmo, etc...Os esquerdistas são hipersensíveis em relação às palavras usadas para designar integrantes de minorias e a qualquer coisa que seja dita relativa às minorias. Os termos "negro", "oriental", "deficiente físico" ou "gata" para designar um africano, um asiático, uma pessoa incapacitada ou uma mulher não tinham, originalmente, qualquer conotação pejorativa.Muitos esquerdistas identificam-se profundamente com os problemas de grupos que transmitem imagens de fracos (mulheres), derrotados (índios americanos), repulsivos (homossexuais) ou inferiores de alguma outra maneira. Os próprios esquerdistas sentem que esses grupos são inferiores. Jamais admitiriam a si mesmos que têm tais sentimentos, mas é porque realmente vêem esses grupos como inferiores que se identificam com seus problemas.Os esquerdistas tendem a odiar qualquer coisa que transmita a imagem de ser forte, bom e bem-sucedido. Eles odeiam os EUA, odeiam a civilização ocidental, odeiam os homens brancos, odeiam o que é racional.Note-se a tendência masoquista das táticas esquerdistas. Os esquerdistas fazem protestos deitando-se no chão na frente de veículos. Nesses protestos, eles provocam a polícia, intencionalmente, a cometer abusos contra eles. Essas táticas podem muitas vezes funcionar, mas muitos esquerdistas as utilizam não como meios para atingir um fim, mas porque preferem táticas masoquistas. O ódio a si mesmo é uma característica esquerdista.Se nossa sociedade não tivesse nenhum problema, os esquerdistas teriam que inventar problemas para conseguir armar confusão.SupersocializaçãoAlgumas pessoas são tão altamente socializadas que a tentativa de pensar, sentir e agir moralmente impõe um peso muito grande a elas. Para evitar seus sentimentos de culpa, elas precisam enganar-se continuamente sobre suas verdadeiras motivações e encontrar explicações morais para sentimentos e atos que na realidade têm uma origem não moral. Utilizamos o termo "supersocializado" para descrever tais pessoas.Sugerimos que a supersocialização é uma das piores crueldades que os seres humanos infligem uns aos outros.O processo do poderOs seres humanos têm a necessidade (provavelmente originária de razões biológicas) de algo ao qual chamaremos "processo do poder". Este processo está intimamente ligado à necessidade de poder (que é amplamente reconhecida), mas não é exatamente a mesma coisa.É verdade que alguns indivíduos parecem ter pouca necessidade de autonomia. Ou seu desejo de poder é fraco, ou elas o satisfazem através da identificação com alguma organização poderosa da qual fazem parte. E existem também aquelas pessoas que não pensam, tipos animais que parecem se satisfazer com uma sensação de poder puramente físico.Mas para a maioria das pessoas, é por meio do processo do poder que se adquire auto-estima, autoconfiança e um senso de poder -ter uma meta, fazer um esforço autônomo e atingir essa meta. Quando não se tem uma oportunidade adequada de viver o processo de poder, as consequências são (dependendo do indivíduo e da maneira pela qual o processo de poder é perturbado) tédio, desmoralização, baixa auto-estima, sentimentos de inferioridade, derrotismo, depressão, ansiedade, sentimentos de culpa, frustração, hostilidade, abuso de cônjuge ou crianças, hedonismo insaciável, comportamentos sexuais anormais, desordens do sono, desordens alimentares, etc.Raízes dos Problemas SociaisAtribuímos os problemas sociais e psicológicos da sociedade moderna ao fato de que a sociedade exige que as pessoas vivam sob condições radicalmente diferentes daquelas nas quais a raça humana evoluiu, e se comportem de maneiras que entram em conflito com os padrões de comportamento que a raça humana desenvolveu enquanto vivia sob condições anteriores.Entre as condições anormais presentes na sociedade industrial moderna figuram a densidade demográfica excessiva, a separação entre o homem e a natureza, a rapidez excessiva das transformações sociais e a ruptura das comunidades naturais em pequena escala, como a família extensa, a aldeia ou a tribo.Os conservadores são idiotas: eles se queixam da decadência dos valores tradicionais, mas apóiam entusiasticamente o progresso tecnológico e o crescimento econômico. Ao que parece, nunca lhes ocorre que não se pode operar transformações drásticas e velozes na tecnologia e economia de uma sociedade sem provocar transformações velozes em todos os outros aspectos da sociedade também, e que tais transformações velozes levam inevitavelmente à ruptura dos valores tradicionais.Outra razão pela qual a sociedade não pode ser reformada em favor da liberdade é que a tecnologia moderna é um sistema unificado no qual todas as partes são interdependentes. Não se pode livrar-se das partes "ruins" da tecnologia e manter apenas as partes "boas". Tomemos o caso da medicina moderna. Os avanços na ciência médica dependem dos avanços nos campos da química, física, biologia, informática e outros. Os tratamentos médicos avançados exigem equipamentos caros de alta tecnologia que só podem ser assegurados por uma sociedade tecnologicamente progressiva e economicamente rica. É evidente que não se pode ter muitos progressos na medicina sem o sistema tecnológico inteiro e tudo que o acompanha.Revolução é mais fácil do que reformaA única saída é dispensar o sistema tecnológico industrial inteiro. Isso implica uma revolução, não necessariamente um levante armado, mas com certeza uma transformação radical e fundamental da natureza da sociedade.O que sugerimos é que a raça humana poderia facilmente chegar a um ponto em que sua dependência das máquinas seria tão grande que não lhe restaria nenhuma opção prática senão aceitar todas as decisões das máquinas. À medida que a sociedade e os problemas que a confrontam se tornam mais e mais complexos e as máquinas ficam mais e mais inteligentes, as pessoas vão deixar as máquinas tomarem cada vez mais decisões em seu lugar, simplesmente porque as decisões tomadas pelas máquinas trarão melhores resultados do que as decisões tomadas pelos homens. Com o tempo, é possível que se chegue a um estágio em que as decisões necessárias para manter o sistema funcionando sejam tão complexas que os seres humanos serão incapazes de tomá-las inteligentemente. Quando se chegar a esse estágio, as máquinas estarão, efetivamente, no controle. As pessoas não poderão simplesmente desligar as máquinas porque elas estarão tão dependentes delas que desligá-las equivaleria a cometer suicídio.EstratégiaAs duas principais tarefas para o presente são promover o estresse social e a instabilidade na sociedade industrial, e desenvolver e difundir uma ideologia que se oponha à tecnologia e ao sistema industrial. Quando o sistema ficar suficientemente estressado e instável, uma revolução contra a tecnologia pode tornar-se possível.Quanto às consequências negativas da eliminação da sociedade industrial, bem, dois proveitos não cabem num saco só. Para ganhar uma coisa, é preciso sacrificar outra.A maioria das pessoas odeia conflitos psicológicos. Por essa razão elas evitam pensar seriamente sobre qualquer problema social grave, e gostam que esses problemas lhes sejam apresentados em termos simples, preto no branco. A revolução precisa ser internacional e mundial. Ela não pode ser realizada de nação em nação. Toda vez que se sugere que os EUA, por exemplo, deveriam frear seu progresso tecnológico ou crescimento econômico, as pessoas ficam histéricas e começam a gritar que se cairmos para segundo lugar em termos tecnológicos os japoneses vão assumir a dianteira.Seria inútil os revolucionários tentarem atacar o sistema sem utilizar um pouco da tecnologia moderna. Eles precisam, no mínimo, utilizar a mídia para divulgar sua mensagem. Mas deveriam recorrer à tecnologia moderna para apenas um fim: atacar o sistema tecnológico.Com relação à estratégia revolucionária, os únicos pontos sobre os quais insistimos totalmente são que a única meta que se sobrepõe a todas as outras deve ser a eliminação da tecnologia moderna, e que não se deve permitir que nenhuma outra meta compita com essa.
Edit: Isso é apenas um trecho.
submitted by pissass5 to sorocaba [link] [comments]


2020.08.02 06:14 Furao_do_mato Os assédios que já sofri na infância (resolvi postar aqui porque outras já postaram)

Mesmo sendo homem, alguns evento que ocorreram na minha infância provocaram muito desgaste emocional em mim, já que, mesmo mais velho, ainda me sinto meio submisso e não me sinto à vontade com coisas supostas de serem masculinas como usar sungas para banho, camisetas regatas em ambientes públicos (mas pode ser gosto pessoal também, sempre achei os africanos e asiáticos cobertos de pano mais estilosos que os surfistas ocidentais) ou mesmo conversar normalmente com homens (não sei direito o que sinto, já que tenho aperto forte no peito e um certo calor quando vou conversar com homens, mas sem vontades românticas ou sexuais envolvidas; o mais provável é que seja mecanismo de defesa).
Vou descrever dois eventos, um menor e outros dois maiores que hoje vejo o quão errado era:
O menor envolve um banheiro no meu antigo colégio. Em um colégio do qual eu fazia parte era muito rígido em questão de horários, já que entre uma aula e outra os alunos tinham um tempo predeterminado para usar o banheiro, só que não era um banheiro único, era uma salinha com um grupo de cabines para aliviar as necessidades. Em que parte entra a sexualidade? uma das cabines tinha um grupo de torneiras que davam para escalar e ver a outra pessoa mijando do outro lado, ou seja, podia ter uma criança vendo sua genitália e gostando da sensação de te vigiar. Isso durou muito? Não, uma vez eu simplesmente me recusei a usar o banheiro nesse horário e fui falar para a professora o motivo, ela ficou tão sem jeito que deixou eu ir e, mesmo não sendo sensitivo, dava para sentir a energia dos meninos sumindo, além de alguns comentários meio homofóbicos vindo das meninas (até da professora) do tipo "olha que estou duvidando da masculinidade de vocês".
O segundo maior ocorreu uns anos depois, mas ainda no fundamental, em que alguns colegas ficavam comentando o tempo todo de sexo, de cada cinco palavras, seis eram mencionando a sexualidade alheia. Era irritante e vergonhoso, eu não podia ver uma mulher de costas que já falavam "Está olhando a bunda dela, né?" (detalhe até hoje em dia eu não consigo sentir atração sexual, apesar de ter o desejo e até querer praticar o ato às vezes). Teve um dia em que a situação ficou tão desgastante que, quando falaram "deixou o lápis cair para ver a calcinha dela, né?" na frente de uma evangélica raiz (usava até saia no lugar da calça do colégio), ela ficou tão furiosa que deu uma dura nos dois e, mesmo que eu dissesse que não tinha nada de mais, ela viu que tinha algo meio errado. Terminei o ensino médio com essa menina e um dos assediadores, mas foi de um modo muito mais pacífico, já que pararam de comentar essas besteiras comigo. Por mais que eu não concorde com algumas percepções sobre a Bíblia como tratar Jesus como duafisista, ao invés de miafisista, eu respeito muito eles por causa disso (depende do tipo também, tem coisa que não dá para perdoar).
O último é mais pesado. Quando minha mãe decidiu montar a loja dela no interior onde nasceu, eu ia toda semana nesse loja e, perto dela haviam vizinhos da minha idade, só eles tinham um modo mais agressivo de expressar a sexualidade eram muito violentos no quesito e aproveitavam o fato de eu ser o "inocente da cidade grande" (que nem é tão grande assim, a população flutuante é de 200 mil) para descarregar essa tensão sobre mim. Eram sempre comentários do tipo "fica pelado para gente" ou "vai ter que mostrar a barra da cueca", mas não sentia que eram gays, bi ou pans, era simplesmente vontade de me humilhar e me afetar emocionalmente para me dominar e, quanto mais faziam esses comentários, mais eu ficava com medo de contar sobre o que os meninos conversavam no quintal da casa. Mesmo não sabendo que era assédio na época, já que achava que violência sexual era "de mulher" (deveria ser de ninguém, mas as estatísticas não são muito favoráveis para o gênero feminino), eu nunca tirei nem a camisa na frente deles, mas ainda era horrível a sensação de ter esse tipo de gente no seu pé por um ano inteiro, mesmo quando não faziam esses comentários.
Não quero conselhos, já que, mesmo me afetando em certo nível, eu vou buscar um psicólogo quando sair da casa de meus pais e ter ajuda mais especializada; mas queria tirar isso do meu peito. Não odeio ninguém, apesar de tudo, mas não é algo que eu quero comentar sobre
submitted by Furao_do_mato to desabafos [link] [comments]


2020.07.19 02:29 rVonyon Tamanho do pênis do Hulk

Ao contrário da crença popular, o pênis do super-herói Hulk é provavelmente muito pequeno em proporção ao seu tamanho. Os hormônios do crescimento priorizam os músculos que requerem mais recursos. Assim, como o Hulk dá um salto com as próprias mãos, os hormônios do crescimento são atribuídos a dar ao Hulk super força, em oposição a um porco enorme. Mas qual é o tamanho do pau do Hulk?
Hulk é um caralhudo que possui 13cm (arredondados) de ROLA MOLE, significando que ele é mega dotado e possivelmente tem um pau de 30cm+ duro ? A resposta é NÃO, sendo que possivelmente ele nem ao menos está na media.
Então grupo, acredito que essa seja uma duvida que muitas pessoas aqui constantemente possuem e hoje eu vim aqui explicar melhor e tentar provar que as coisas não são como vocês achavam, já que muitas pessoas acreditam que o Hulk possui um super-pênis que quando duro fica quase do tamanho do corpo. Eu já queria fazer esse post dês do dia em que vi a imagem, mas infelizmente fiquei com preguiça.
Primeiramente, você pode-se questionar se os cálculos dessa foto estão corretos, sendo que de fato eles estão, mas então por qual motivo eu alego que não necessariamente ele possua um pacotão de 13cm base mole ? A resposta é simples, precisamos levar em consideração um fator na qual muitas poucas pessoas cogitam e que muda completamente a visão que temos desse destruidor de ppks monstruoso. Poucos segundos antes dessa cena acontecer, Guts ainda estava com o possível colossal durasso, mas infelizmente ele acabou broxando antes por conta de fatores que não importam para o raciocínio; Sabendo que o órgão genital masculino NÃO retorna IMEDIATAMENTE ao seu tamanho original após já ter sido enrijecido, significando que possivelmente aqueles estrondosos 13cm acabam se tornando 13cm mixuruquinhas por não serem o tamanho base, mas sim algo próximo ao tamanho de quando estava ereto.
Mas então, qual seria o verdadeiro tamanho da linguiça de Guts ? Agora que sabemos que os 13cm é um valor muito próximo ao tamanho do trambolho ereto, podemos sugerir que possível e aproximadamente quando duro ele deveria chegar a 15 ou 16cm (Mas vamos ser otimistas e chutar 16). Agora sabendo que um pênis convencional cresce aproximadamente 125% o seu tamanho ao endurecer, daria para propor que quando mole, a espadinha de Guts chegasse em media a 6,5cm (Que por sinal é um tamanho respeitável).
Temos a medida de 16 duro e 6,5 mole, será que daria para dizer que Hulk realmente é pirocudo ? Bem... infelizmente não, Hulk possivelmente se passa em uma América fictícia, sendo que a media de lá pode chegar até mesmo aos 20cm, sendo maior até que a media do continente Africano, mas será que isso é motivo pra nossa batata retardada ficar triste ? CLARO QUE NÃO, embora o pauzão do Hulk não seja gigante, ele está próximo ao tamanho IDEAL que as mulheres preferem, que são 13 até 16cm, já que pênis grandes d+ costumam incomodar, machucar e consequentemente nerfam o prazer total que a mulher poderia sentir no ato do coito, ou seja, o monstro verde é um cara de sorte.
Lembrando que não estou afirmando com 100% de certeza, todas as medidas são aproximadas, mas já da para no minimo ter uma ideia. Fonte:
Tamanho e função dos testes em mamíferos em relação ao tamanho corporal
GJ Kenagy e Stephen C. Trombulak
Journal of Mammalogy
Vol. 67, n. 1 (fevereiro de 1986), p. 1-22.
submitted by rVonyon to copypastabr [link] [comments]


2020.06.29 17:46 AntonioMachado [2011] Domenico Losurdo - Uma análise crítica da relação entre liberalismo e democracia

Entrevista: https://www.ifch.unicamp.bcriticamarxista/arquivos_biblioteca/entrevista2015_11_09_16_38_4563.pdf
submitted by AntonioMachado to investigate_this [link] [comments]


2020.06.10 22:29 DepoisdoTiro Do Quarto para a sala - nunca foi amor

Isso também é racismo.
As relações hipersexualizadas são um traço característico dos afetos interraciais mas são construídas de uma forma diferente. Relacionamentos que não são destinados a sair do quarto para a sala de jantar.
Há 500 anos houve um choque de culturas. A Europa castrada, a beira da fogueira da Inquisição, via o sexo como um pecado imundo. Àquela época uma das instruções católicas chegava até a prever as posições sexuais cristãs. Fora delas os filhos sairiam deformados pelo pecado.
E a Europa se encontrou com o africano livre, feliz do corpo, abençoando a fertilidade e a sexualidade que lhe faziam brotar os filhos; e filhos eram riqueza. Na verdade, em África o poder não está direcionado às suas posses, mas sim à influência que você exerce sobre as pessoas. Quanto maior essa ascendencia, mais respeito e poder.
Aqui, na colônia, livres dos olhos da moral judaico cristã e em um regime de escravismo violento, foi fácil para os homens brancos manterem um cativeiro sexual, onde podiam exercer, com liberdade, todas as perversões. Todas as violências também. Ingenuidade pensar que essa apropriação do outro passava só por trabalho forçado ou sexo. A escravidão nestas terras permitia tratar o outro como coisa, e mulheres eram estripadas por puro deleite.
Hoje temos o “afeto recrativo”, ou como dizem: “não gosto de pretos, mas adoro pretas”
Ontem eu conversei com três mulheres que estão em relacionamentos racistas: uma com o pai, duas com os maridos.
Não é culpa sua não. Muitos homens , pricipalmente os brancos, nos vêem de forma diferente para um lugar diferente; é preciso que se diga.
Protege teu coração.
Isso tudo pra dizer que: PRETA, VOCÊ É LINDA! Você mata um leão na savana todo dia, você dança como ninguém e seu cabelo é muito sexy, viu? Não aceitem nada menos que amor. Sua ancestral agradece, Rainha
submitted by DepoisdoTiro to brasil [link] [comments]


2020.05.23 17:50 yasqueenslayomg Quero deixar minha religião mas me sinto que sou um traidor

Ao contrário de muitas pessoa que cresci numa familia, cultura e religião bem fechado. Meus pais são judeus ortodoxos da oriente medio (não Israel). Alem da regras da religião, eles me cresceram com teorias e ideias tão racistas que as vezes não posso acreditar. Eles sempre dizem que negros e africanos são macacos, burros, violentos e que miscegenação e a mistura da raças não deve acontecer. Na verdade, quando era criança todas as vezes nos filmes/series que meus pais e eu vemos um casal “misto” (homem negro e mulher branca ou contrario) meus pais quiseram vomitar e mudaram o filme.
Também, há a coisa da religião. Como judeus meus pais sempre insistam e obrigam que minha mulher precisa de ser judeu, pq a Bíblia diz que herança judaica vem da mãe. Se não, eles disseram que meus filhos não serão “puros” e que vou perder meus filhos pro mundo não-judaico. Eu comecei namorar tarde na minha vida, eu sempre tive duvidas se estou fazendo a coisa certa em namorando com pessoas que não são da minha religião. Comecei de ser agnóstico/ateísta quando entrei na universidade 6 anos atras. Li sobre as contradições da bíblia, as regras que não são morais e eu parei de observer as regras e crer num deus. Mas ainda, esta regra sobre mulher, religião/etnia está me incomodando. Eu sei que logicamente não há nada errado quando duas pessoas se amam e querem se casar.
Também eu sei estas regras sobre casamento foram criados por rabinos (homens mortais) no deserto depois do exílio do judeus pelos Romanos. Mas ainda não sei pq me sinto culpado e como eu fosse um traidor. Eu não sei se estes sentimentos de culpa vêm de eu mesmo ou da forma e propaganda que meus pais me deram. Também eu sei, se uma pessoa tirar “judeu” e colocaria “branco/aryan/alemão puro” que todos nós pensaríamos que esta pessoa é bem racista. Então qual é diferença entre esta regra religiosa e as regras de Alemanha Nazista e Apartheid. Num lado eu penso, pq devo seguir esta regra da Bíblia/comunidade quando não acredito em 99,9% “regras”. No outro lado, se eu casar, estou traindo minha comunidade e cultura? Não sei. Pq a vida é tão difícil. Pq meus pais não podiam me crescer com amor sem condições, sem ódio, sem racismo, e sem julgamento.
Eu não sou do Brasil, então eu sei como esta maneira de ser crescido parece bem estranho. Mas quando eu comecei estudar português e cultura brasileira e vi uma cultura completamente contraria do que eu cresci. Quando eu morei e trabalhei lá, parece ninguém se preocupa com estas coisas de herança, cultura, herança e a “pureza” de raça. Eu sei que nem tudo do brasil é como assim e que nem tudo que brilha é ouro, mas me apaixonei com uma cultura e país que me aceitou e me amou sem condições.
submitted by yasqueenslayomg to desabafos [link] [comments]


2020.05.05 04:14 CafeComPedro Gt do Guidão

Gt do Guidão
>Tudo começou quando finalmente consegui marcar um encontro com a deposito dos meus sonhos
>Caroline, uma loirinha linda, magra, mas com peitões, olhos azuis
>eu já tava no xaveco a muito tempo, e nunca tinha conseguido nada, depois de quatro meses de papo furado por MSN eis que ela aceita.
>pois bem, chegou o grande dia
>era uma sexta feria liguei pra ela pra perguntar aonde ela queria ir, pois não tínhamos combinado um lugar ainda
>ela disse que não tinha nada em mente e que na hora víamos isso
>ok desliguei e tracei um plano perfeito em minha mente
>a levaria para um barzinho super chique aqui da cidade pagaria tudo o que ela quisesse beber e depois iria embora por uma avenida cheia de motéis e parar na frente de um sem dizer nada
>com certeza daria certo
>comeria aquela lorinha de peitos grandes com toda a certeza
>meteria naquela bucetinha rosada sem parar e assim perderia minha virgindade
>depois começar a namorar e constituir família com a mulher dos meus sonho.
>tudo dando certo em minha vida amigos
>meu pai me emprestou o carro e ainda me deu 300 reais
> “O que, finalmente vai sair de casa em uma sexta a noite? E ainda com uma garota, toma aqui as chaves filhão e mais trezentão pra farra”
>feelsansiedade.jpg
>parecia que demorava 36 horas pra chegar as 22:00
>pra passar o tempo joguei uns games no PC
>assisti sessão da tarde
>comi umas bolachas recheadas e etc
>e claro, dei uma fapada como nunca antes tamanha a minha felicidade
>também porque não queria gozar com 14 segundos de transa
>logo como minha deusa
>antes de sair ainda li alguns contos de sacanagem pra pegar algumas dicas
>21:30
>banho tomado
>perfumado
>gel no cabelo
>vejo se minhas camisinhas que ganhei na escola ano passado estavam no meu bolso
>fui pra batalha
>meu pai estava radiante,
>abriu e fechou o portão de casa pra mim
>chego na casa dela
>toco o interfone
>ela diz que vai descer em alguns minutos
>nem acreditei quando ouvi isso vindo daquela boquinha doce que tanto imaginei colocar minha língua dentro
>ficp ali olhando pra casa dos meus futuros sogros
>ia vir muito ali ainda pensei comigo mesmo
>portão automático se abre e sai um corolla novo de dentro
>ele parou na do meu lado e uma loira estava dirigindo
>era a mãe de Caroline e era linda
>uma verdadeira milf potranca
>eu fico ali agradecendo a deus pelos bons genes que ele deu a minha futura esposa
>a milf olhou pra mim com um sorriso e disse: “Você deve ser o amigo da Carol né? Obrigado por fazer isso, ela e as amigas delas já estão descendo.”
>eu disse que não tinha problema nenhuma e que seria uma honra fazer isso para a filha dela
>ela sai dirigindo para a rua e o portão se fecha
>mas ela tinha dito ela e as amigas dela?
>fuckingmenage.url
>ouço a porta da casa se abrindo e dela sai Caroline
>com seus cabelos loiros esvoaçando
>um sorriso doce nos lábios
>vi aquela cena em câmera lenta anões
> nem acreditava que aquela deusa de seios fartos e barriguinha tanquinho estava vindo em minha direção
>e acreditei menos ainda quando ouvi mais vozes saindo pela porta e logo depois mais três garotas que nunca tinha visto na vida saindo também
>caroline chega e beija meu rosto e pergunta com a voz mai sensual do mundo
>“Demorei muito?” ,
>demorou nada
>ela vai entrando no carro
>as amigas entraram no banco de trás
>fico pensando em que porra esta acontecendo
>Caroline abre o vidro e me fala
> “vamos lindo, não quero me atrasar, hoje a pista vai ficar pequena.” , >filha da puta
>queria ir embora,mas aquela voz tem controle sobre mim
>entro no carro sem falar nada
>ligo e saio andando, sem saber direito qual era o meu destino
>feelswtfnemtemformatosaporra
>no carro com minha deusa caroline e mais tres vadias
>duas amigas gostosas
>e uma gordinha cheia de maquiagem que tomou banho de perfume de pobre e misturou com suor
>fui sacaneado pela minha deusa
>penso em parar o carro e mandar as 4 descerem,mas estou sozinho com quatro garotas dentro de um carro
>beta betoso
>nao da pra fazer nada,travo
>só consigo dirigir e seguir com as coordenadas que caroline diz
>só ouvia ela e seguia em frente ouvindo aquela voz maravilhosa e aqueles peitos gigantes balançando em cada lombada ou burado
>continuo dirigindo
>elas falam feito matracas
>ficam falando dos garotos e de quanto iam beber
>carolina manda eu virar a esqina que tem que fazer algo antes
>viro sem soltar um pio
>continuo seguindo caminho
>quando vi entrei num beco fudido
>nunca entrei naquele bairro antes
>ela manda eu encostar
>percebo que la na frente tem um grupo de meliantes olhando pro carro
>uma das vadias do banco de trás grita 'ei guidão,vem aqui
>negão de 2 metros de altura
>mistura de banha com músculos começou a andar em direção ao carro
>trava em tantas dobras que nem o batman invadiria o meu sistema
>ele chega perto do carro
>cumprimenta a amiga da caroline
>se conheciam
>feelsnaovoutercarroroubado.txt
>ela pergunta se ele tem daquela ai
>ele diz que tem que sempre tem e pergunta quanto vai querer
>a vadia diz o de sempre
>estavam negociando drogas do meu lado e trazendo pro carro do meu pai
>coração disparou
>finalizaram a negociação
>ligo o carro
>ja saindo Guidão grita pra eu parar
>paro o carro
>ele pergunta se estamos indo pra festa ale
>caroline disse que sim
>as biscates queriam ir numa rave
>começo a pensar em um monte de desculpas pra elas descerem
>Guidão pergunta se pode ir com a gente
>elas falam que sim sem nem perguntar pra mim
>só consigo tirar forçar pra falar que o carro ta lotado
>caroline agarra meu braço
>aqueles peitos gigantes roçando em mim
>ela fala que nao tem problema que ela e as amigas vao uma no colo da outra
>nao consigo responder nada só concordei com a cabeça
>guidao fala que nao da pra ir atras
>ele chega do meu lado e manda eu pular pro lado e caroline ir atras que ele vai guiando
>paro e penso que nao sabia onde estava e que se entrasse em rua errada ia ser metralhado por traficantes
>eu chego pro lado e ela vai pra tras
>ele começa a dirigir
>no carro do meu pai
>com quatro garotas
>um traficante
>indo pra uma rave
>e transportando drogas
>ele vira e pergunta se eu sei o por que do apelido dele ser guidão
>falo que não
>ele diz que o pau dele é preto e do tamanho de um guidão de bicicleta
>as vadias começam a cherar no carro ainda
>guidao vira e fala que ontem apareceu um negao morto sem os olhos e com um cabo de vassoura enfiado no cu
>ele vai pegar o celular pra mostrar a foto que tirou
>tijolo baiano atinge a porta do carro do meu lado
>arregalo os olhos e só consigo ver uma negona gorda com um molequinho no colo gritando 'GUIDÃO FILHO DA PUTA,VOLTA AQUI JA TA INDO ATRAS DE PIRANHA DENOVO'
>ela se prepara pra jogar outro
>ele consegue desviar graças as suas pericias de piloto de fuga
>ele acelera e saimos do bairro
>guidão e as vadias rindo feito hienas
>ele pula varios sinais vermelhos e fala "cara essa rave que vamos vai ser animal"
>ele pergunta qual das la de tras vou faturar
>travo e nao sei o que falar
>caroline fala ele vai ficar com fernando minha priminha,ela ta afim dele dese que entramos no carro
>penso,fernanda?
>porra era a gordinha
>minha deusa estava me empurrando a gordinha
>ela nao falava muito com as outras
>percebo que só chamaram ela pra eu ter o que fazer na rave e nao vir embora
>guidao fala que chegamos e pede vintão pro estacionamento
>ele estaciona o carro e do nada todo mundo evapora só sobrou eu no carro
>olho pra um lado e pro outro e vejo gente chapadona sem camisa,piriguetes,pessoal dançando de oculos que nem macaco
>me sinto no inferno
>tento sair de fininho e pegar o carro e fugir pro pc
>percebo que guidao pegou as chaves
>rage.jpg
>penso que nao pode piorar e vejo a gordinha me olhando
>fernanda ficou me encarando por uns minutos
>ela começa vir na minha direçao
>nao sou bonito,mas acho que da pra pegar algo melhor
>ela chega e fala oi
>eu digo oi
>ela fala doq a caroline disse no carro e diz que realmente gostou de mim
>ela queria ficar comigo,meu deus
>beta betoso,virgem,mas não era bv
>resolvo encarar pra nao passar tudo em branco
>vou pra um canto com ela e começamos a nos beijar loucamente
>ela era boa,beijava como se ofsse a ultima vez que beijaria alguem
>entro no clima,vou me empolgando
>ela tinha tetas gigantes
>começo a apertar aquelas tetas gigantes
>pego naquela bunda gigantesca
>começo a chupar os peitos dela
>ela começa a gemer cada vez mais alto
>pau ja tava pra fora
>gordinha fazendo uns movimentos retilinios uniformemente acelerados
>ela deu um grito de extase e gozou
>gozou tao loucamente que caiu no chao babando
>começou a ter espasmos musculares e começou a se mijar
>ela tava tendo uma convulsão
>fudeumateiavadia.pwp
>eu começo a gritar e algumas pessoas vem pra ajudar
>pessoas aleartórias começam a perguntar oq eu fiz pra ela
>me jogo no meio da multidão saio correndo
>me escondo no meio de duas barracas
>tomo um ar
>maos tremendo,mas pensando caralho sou foda fiz a gordinha ter uma gozada epiletica,sou foda
>estufo o peito
>cheio de coragem
>começo a procurar a caroline
>quero ficar com ela de qualquer jeito
>me pegam pelo colarinho e me jogam no chao
>sinto um cheiro de maconha
>sou rodiado por cinco japas vestidos como rapers
>um deles chega até mim com corrente de prata gigante
>ele fala que ficou sabendo que eu cheguei no mesmo carro que guidão
>eu nao respondi nada
>ele fala que mando guidao nao vender na area dele e diz que tenho 10 segundo pra falar onde ele esta ou vai me encher de porrada
>os japinhas rappers me levaram pra uma tenda no canto da rave
>me sinto na serie 24 horas
>fico uns minutos ali
>entra um japinha baixinho,de bandana e oculos escuros,sem camisa e cheio de corrente no pescoço perguntando sobre o guidao e mandando eu dar o bagulho que eu tava vendendo com o guidao
>começo a chorar falando que nao tinha nada,choro muito,que nao sabia de nada,só vim de carona com guidao que não traficava nem usava nada
>o japinha começa a rir de mim
>me pega pelo colarinho e me leva pra fora
>ele me deixa com um gordao e manda eu dar um role por ai pra achar o guidao
>penso em correr mas o gordao tava segurando meu colarinho forte demais
>vejo caroline sendo puxada por um japa era caroline
>ele chegou ate mim e pergunta se ela tava comigo no carro
>olho nos olhos da filha da puta que me colocou nessa confusão toda
>digo que não estava cmg no carro
>sou um beta betoso,nao conseguia fuder com a vadia
>japa solta ela e continuamos a procurar o guidão
>o japa gordo fica com vontade de mijar
>vamos pros banheiros quimicos
>um banheiro do lado do outro
>japa abre a porta do banheiro e da um pulo pra tras
>era guidao com uma neguinha la dentro chupando sua benga
>aquela rola era gigante
>do tamanho de um guidao de bicicleta
>tinha a espeçura de uma lata de refrigerante
>o tamanho da monstruosidade daquela rola assustou nos 3
>ficamos parado ali auns segundos
>tempo o bastante pro guidao se desgrudar da nehuinha e sair correndo igual a mil africanos atras de agua mas com as calças arriadas e uma mangueira grossa e preta balanãndo no meio das pernas
>o japa me solta e sai correndo atras dele
>o gordao fica olhando pra mim pra ver minha reaçao
>corro feito usain bolt
>consigo fugir,mas guidao ainda estava com minha chave
>precisava achar ele nao sabia como sair dali
>minha chance de sobrevivencia é o guidao
>começo a correr feito um condenado atras do guidao
>avisto caroline apontando pra mim e atras dela um japinha olhando
>japinha corre atras de mim
>a vadia me xixnovo
>levo uma rasteira e caio de boca no chao
>japinha pula em cima de mim me dando soco na cara
>levava altas bicudas quando um milagre aconteceu
>ouço um grito vindo da multidão
>"NINGUEM MECHE COM MEU HOMEM"
>era fernanda a gordinha saiu da multidão com a furia de mil mendigos
>ela derruba o japinha com um mata leão
>a gordinha era faixa preta em jiu jitsu
>ou uma gorda tremendamente apaixonada ja que finalizou o japa em poucos segundos
>peguei ela pelo braço e saimos correndo
>pergunto se ela viu o guidão
>ela diz que nao
>corremos em direçao ao muro
>faço pezinho e mando ela pualr
>adrenalina amil pra eu ter aguentado aquele saco de banha
>logo depois ela me puxa e quando vou pualr vejo caroline correndo em minha direção
>ela grita por ajuda
>japa gordao atras dela
>paro um pouco e olho pra caroline desesperada
>olho pra minha gordinha salvadora
>e pulo o muro deixo a vadia se fuder
>finalmente faço algo de que me orgulho
>começo a correr com a minha gordinha
>sim agora ela era minha
>foda-se se era gorda
>corro pro estacionamento
>tenho que levar o carro do meu pai pra casa de qualquer jeito
>lembro que ele tinha acabado de pagar o carro
>acho o carro no estacionamento
>pegou uma pedra pra jogar no vidro
>no meio do ato ouço um grito
>ABRE ESSA MERDA FILHA DA PUTA
>era guidão meu salvador
>vi ele correndo desferindo golpes de capoeira no japas que se aproximavam ate sobrar ele
>outros longe vindo em nossa direção
>ele chega perto e pede a cha
>GRITO FEITO UM MALUCO FALANDO QUE A CHAVE TA COM ELE
>ele diz que deve ter perdido no meio do boquete
>o japa gordo chega perto
>quando menos espero a gordinha se joga em cima dele pra ganharmos mais tempo
>guidao quebra o vidro do carro com um soco
>faz ligação direta
>sem nem pensar pulo dentro do carro e mando ele pisar fundo naquela merda
>ele olha pra mim e pergunta ,mas e gordinha
>FODA-SE TIRA A GENTE DAQUI
>guidao acelerou como se estivesse a 10 metros de um final de corrida
>nem vejo a troca de marcha com a tamanha habilidade conquistada em muitas fugas por esse mundo de crime afora
>de longe vejo a gordinha lutando com o gordão era muita banha pra todos os lados
>só consigo ver dali 5 japas pulando em cima da gordinha
>peço a deus pra que ela não sofra tanto
>guidao grita
>HAHAHA MOLEQUE ESSA FOI POR POUCO AUQELE JAPAS SAO UM PE NO MEU SACO
>estavamos livres e indo direto pro bairro do guidão
>adrenalina passando aos poucos
>guidao alucinado
>nunca pensei que aquele efeito das luzes passando no need for speed fosse verdade
>mas agora todas as luzes passando na minah cabeça ao som de Zeca pagodinho que o guidão tinha colocado na radio
>digo que to morto que meu pai vai me matar olha o estado do carro
>ele diz pra eu nao esquentar se eu contar toda a historia
>mas pra nao falar o nome dele se nao ele me mata e depois mata minha mae
>ele pergutna se eu tenho um cachorro que se nao tiver ele compra um e me da só pra poder matar ele tambem
>guidao para o carro na esquina e pergunta se eu queria meter naquela vadiazinha loira
>pergunta quanto eu tenho no bolso que conhece uma puta coisa fina
>ja tinha desistido de comer alguem
>entao tava contabilizando aqueles trezentão que meu pai me de pra trocar de placa de video
>chegamos na casa dele
>ele para o carro e poe aquela pemba gigante e preta pra fora e fala
>vira o cuzinho
>fudeu.jpg
>travei,sem ter o que fazer
>porra sai de casa pra comer buceta e vou ter meu cu arrombado
>meucu travou
>me preparo pra pular a janela quando ele começa a rir e fala que é brincadeira
>fico aliviado mas ele fala pra eu passar a grana
>ele leva toda minha grana
>leva meu tenis
>ele sai do carro e pula o primeiro muro que apareceu pela frente
>finalmente posso voltar pra casa
>pulo pro banco de motorista e percebo que não tem as chaves
>tento fazer ligação direta varias vezes sem muito sucesso
>ligo pro meu pai chorando e dizendo que me sequestraram e me largaram num bairro barra pesada
>um carro da policia chega e me leva pra casa
>chego em casa corro pros braços da minha mãe e do meu pai
>vou pro meu quarto
>entro no pc e falo com o irmão de caroline
>ele diz que os pais dela estão numa delegacia por suspeita de estupro
>pergunto se as amigas delas estavam com ela na delegacia
>ele diz que fernanda esta no hospital mas está bem
>fico feliz pela gordinha
https://preview.redd.it/j8ycmub8vuw41.png?width=800&format=png&auto=webp&s=a514965e538fe0c73944d27e86900e06bfffc2c9
submitted by CafeComPedro to TextoVerde [link] [comments]


2020.04.24 18:19 HairlessButtcrack Cronologia do Covid-19

Boas malta fiz uma cronologia dos eventos nos estados unidos para entender como é que eles estiveram e quis comparar com a nossa. Decidi postar depois de ver este e este posts.
As conclusões não são boas, os media (americanos) dizem mal da inação do Trump mas nós tivemos uma sorte do Carvalho. Se em movimento de pessoas fossemos iguais a outros países os números eram muito piores, que se formos a olhar bem proporcionalmente em casos estamos ao nível dos estados unidos (mas com metade das mortes). A nossa primeira ação foi a meio de março.
(A minha cronologia certamente que não está completa e estou aberto a adicionar ou retirar coisas dadas fontes, Grande parte veio da Lusa/CM/JN outras coisas vieram da cronologia que fiz dos EUA)
Cronologia:
31 de dezembro de 2019 Organização Mundial de Saúde (OMS) revela haver mais de duas dezenas de casos de pneumonia de origem desconhecida detetados na cidade chinesa de Wuhan, província de Hubei.
1 de janeiro de 2020 É encerrado o mercado de peixe e carne de Wuhan que se pensa estar na origem da contaminação, dado que os doentes tinham todos ligação ao local.
4 de janeiro São 44 os casos de doentes com uma pneumonia de origem desconhecida reportados pelas autoridades chinesas.
5 de janeiro A OMS relatou uma "pneumonia de causa desconhecida" em Wuhan, China. A OMS desaconselhou restrições de viagem ou comércio na época.
8 de janeiro O CDC (EUA) emitiu o primeiro alerta público sobre o coronavírus.
9 de janeiro A OMS emitiu uma declaração nomeando a doença como um novo coronavírus em Wuhan. A China publicou os dados genéticos do novo coronavírus.
10 de janeiro É registado o primeiro morto, um homem de 61 anos, frequentador do mercado de Wuhan. Oficialmente há 41 pessoas infetadas na China. As autoridades chinesas identificam o agente causador das pneumonias como um tipo novo de coronavírus, que foi isolado em sete doentes.
13 de janeiro Primeiro caso confirmado fora da China, na Tailândia.
14 de janeiro A OMS disse que não encontrou provas de transmissão de pessoa para pessoa. https://twitter.com/WHO/status/1217043229427761152 https://nypost.com/2020/03/20/who-haunted-by-old-tweet-saying-china-found-no-human-transmission-of-coronavirus/
O chefe da Comissão Nacional de Saúde da China, Ma Xiaowei, forneceu confidencialmente uma avaliação “sombria” da situação para as principais autoridades de saúde chinesas. O memorando relacionado afirmava que "a transmissão de humano para humano é possível". Uma investigação da AP News indicou que a denúncia de um caso na Tailândia levou à reunião, bem como o risco de se espalhar com o aumento das viagens durante o Ano Novo Chinês e várias considerações políticas. No entanto, o público chinês não é avisado até 20 de janeiro.
15 de janeiro Primeiro caso reportado no Japão do novo coronavírus, entretanto designado como 2019-nCoV. Primeira declaração das autoridades portuguesas sobre o novo coronavírus. A diretora-geral da Saúde estima, com base nas informações provenientes da China, que o surto estará contido e que uma eventual propagação em massa não é "uma hipótese no momento a ser equacionada".
20 de janeiro Autoridades confirmam que há transmissão entre seres humanos. (CM reporta isto mas não consigo confirmar em mais fonte nenhuma, a OMS só confirmou a 23 de Janeiro)
O secretário geral do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping, e o primeiro-ministro do Conselho de Estado, Li Keqiang, emitem o primeiro aviso público sobre o coronavírus aos cidadãos chineses. Uma investigação da AP News alegou que, de 14 a 20 de janeiro, as autoridades chinesas tomaram medidas confidenciais para mobilizar sua resposta à pandemia, mas não alertaram o público. Alertar o público seis dias antes podia ter evitado "o colapso do sistema médico de Wuhan", segundo um epidemiologista.
21 de janeiro Primeiro caso nos Estados Unidos, num doente em Washington regressado de Wuhan.
22 de janeiro Macau confirma o primeiro caso da doença, numa altura em que há mais de 440 infetados. Começa o isolamento da cidade de Wuhan ao mundo. Autoridades de saúde chinesas cancelam voos e saída de comboios. Portugal anuncia que acionou os dispositivos de saúde pública e tem três hospitais em alerta: São João (Porto), Curry Cabral e Estefânia (ambos Lisboa).
23 de janeiro OMS reúne comité de emergência na Suíça para avaliar se o surto constitui uma emergência de saúde pública internacional. Decide não a decretar. Autoridades chinesas proíbem entradas e saídas numa segunda cidade, Huanggan, a 70 km de Wuhan. As duas cidades têm em conjunto mais de 18 milhões de habitantes. Alguns aeroportos no mundo, como no Dubai, nos Estados Unidos e nalguns países africanos, começam a tomar precauções para lidar com o fluxo de turistas chineses que tiram férias no Ano Novo Lunar, que coincide com o surto.
24 de janeiro Confirmados em França os primeiros dois casos na Europa, ambos importados.
25 de janeiro Pequim suspende as viagens organizadas na China e ao estrangeiro. Austrália anuncia primeiro caso. Hong Kong declara estado de emergência. Primeiro caso suspeito em Portugal, mas as análises revelam que é negativo.
27 de janeiro O Centro Europeu de Controlo das Doenças pede aos estados-membros da União Europeia que adotem "medidas rigorosas e oportunas" para controlo do novo coronavírus.
28 de janeiro Mecanismo Europeu de Proteção Civil é ativado, a pedido de França, para repatriamento dos franceses em Wuhan. Confirmados dois casos, um na Alemanha e outro no Japão, de doentes que não estiveram na China, tendo sido infetados nos seus países por pessoas provenientes de Wuhan.
29 de janeiro Pelo menos 17 portugueses pedem para sair da China, quase todos na região de Wuhan. Finlândia confirma primeiro caso. Rússia encerra fronteira terrestre com a China. Estudo genético confirma que o novo coronavírus terá sido transmitido aos humanos através de um animal selvagem, ainda desconhecido, que foi infetado por morcegos.
30 de janeiro OMS declara surto como caso de emergência de saúde pública internacional, mas opõe-se a restrições de viagens e trocas comerciais.
31 de janeiro Estados Unidos decidem proibir a entrada de estrangeiros que tenham estado na China nos últimos 14 dias e impor quarentena a viajantes de qualquer nacionalidade provenientes da província de Hubei. Ministério da Saúde de Portugal anuncia que vai disponibilizar instalações onde os portugueses provenientes de Wuhan possam ficar em isolamento voluntário.
1 de fevereiro Austrália proíbe entrada no país a não residentes vindos da China.
2 de fevereiro Os 18 portugueses e as duas brasileiras retirados da cidade de Wuhan chegam a Lisboa e ficam em isolamento voluntário por 14 dias. Filipinas anunciam o primeiro caso mortal no país. É a primeira morte fora da China.
3 de fevereiro OMS anuncia que está a trabalhar com a Google para travar informações falsas sobre o novo coronavírus. O chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou que não havia necessidade de medidas que "interferissem desnecessariamente com viagens e comércio internacionais" para parar o coronavírus. Elogiou a resposta chinesa e referiu que a propagação do vírus é "mínima e lenta".
11 de fevereiro OMS decide dar oficialmente o nome de Covid-19 à infeção provocada pelo novo coronavírus.
13 de fevereiro Autoridades chinesas mudam a forma de contabilizar e assumir casos de infeção. Passam a contar não apenas os casos com confirmação laboratorial, mas também os que têm confirmação clínica apoiada por exames radiológicos.
14 de fevereiro Segunda morte confirmada fora da China, no Japão.
15 de fevereiro Um turista chinês de 80 anos morre em França. É a primeira morte registada na Europa - o primeiro europeu a morrer no seu continente acontece a 26 de fevereiro.
16 de fevereiro Terceira morte confirmada fora da China, num turista chinês que visitava França.
19 de fevereiro Dois primeiros casos revelados no Irão. No mesmo dia é anunciado que os dois morreram devido ao Covid-19.
20 de fevereiro Autoridades chinesas voltam a alterar a metodologia da contagem de infetados, uma decisão que se reflete numa descida acentuada no número de novos casos. Coreia do Sul regista a primeira morte. Suíça adia uma cimeira internacional sobre saúde devido à epidemia, na qual estaria presente o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) e ministros da Saúde.
21 de fevereiro Autoridades chinesas anunciam que surto está "sob controlo". Itália regista primeira vítima mortal, um italiano de 78 anos.
22 de fevereiro Irão fecha escolas, universidades e centros educativos em duas cidades. País confirma mais de 40 casos de infeção e oito mortes.
23 de fevereiro Autoridade japonesas confirmam que um português, Adriano Maranhão, canalizador no navio Diamond Princess, atracado no porto de Yokohama, deu teste positivo ao vírus da infeção Covid-19. Presidente da China, Xi Jiping, admite que o surto é a mais grave emergência de saúde no país desde a fundação do regime comunista, em 1949. Autoridades italianas ordenam suspensão dos festejos do Carnaval de Veneza. Fundo Monetário Internacional (FMI) considera que epidemia coloca em risco a recuperação económica mundial e manifesta disponibilidade para ajudar financeiramente os países mais pobres e vulneráveis.
24 de fevereiro Comissão Europeia anuncia mobilização de 230 milhões de euros para apoiar a luta global contra o Covid-19. Diretor-geral da OMS avisa que o mundo tem de se preparar para uma "eventual pandemia", considerando "muito preocupante" o "aumento repentino" de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.
25 de fevereiro O português infetado a bordo de um navio de cruzeiros atracado no Japão é enviado para um hospital de referência local. O especialista que liderou a equipa da OMS enviada à China afirma que o mundo "simplesmente não está pronto" para enfrentar a epidemia.
26 de fevereiro Primeiro caso de contágio na América do Sul. É no Brasil, um homem de 61 anos, de São Paulo, regressado do norte de Itália. Vários países confirmam igualmente os primeiros casos: Grécia, Finlândia, Macedónia do Norte, Geórgia e Paquistão. OMS revela que o número de novos casos diários confirmados no resto do mundo ultrapassou pela primeira vez os registados na China.
27 de fevereiro Arábia Saudita suspende temporariamente a entrada de peregrinos que visitam a mesquita do profeta Maomé e os lugares sagrados do Islão em Meca e Medina, bem como turistas de países afetados pelo coronavírus. Segundo português hospitalizado no Japão "por indícios relacionados" com o Covid-19, também tripulante do navio de cruzeiros Diamond Princess. A DGS divulga orientações às empresas, aconselhando-as a definir planos de contingência para casos suspeitos entre os trabalhadores que contemplem zonas de isolamento e regras específicas de higiene, e para portos e viajantes via marítima, que define que qualquer caso suspeito validado deve ser isolado e que apenas um elemento da tripulação deve contactar com o passageiro.
28 de fevereiro Primeiro caso confirmado na África subsariana, na Nigéria, depois de terem sido identificadas infeções no norte do continente, no Egito e na Argélia. Suíça proíbe pelo menos até 15 de março qualquer evento público ou privado que reúna mais de mil pessoas. Comissão Europeia solicita aos Estados-membros da UE que avaliem os impactos económicos do novo coronavírus. OMS aumenta para "muito elevado" o nível de ameaça do novo coronavírus. Responsáveis da Feira Internacional de Turismo de Berlim anunciam a suspensão do evento, considerado o maior do mundo, que se deveria realizar entre 4 e 8 de março. Governo português reforça em 20% o stock de medicamentos em todos os hospitais do país, além de estar a preparar um eventual reforço de recursos humanos.
29 de fevereiro Governo francês anuncia cancelamento de "todas as concentrações com mais de 5.000 pessoas" em espaços fechados e alguns eventos no exterior, como a meia-maratona de Paris. Primeira vítima mortal nos Estados Unidos da América.
1 de março Governo das Astúrias confirma primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na região espanhola, o escritor chileno Luis Sepúlveda, que esteve recentemente na Póvoa de Varzim, em Portugal. Macau com perdas históricas nas receitas do jogo em fevereiro, menos 87,8% em relação a igual período de 2019, num mês em que os casinos fecharam por 15 dias devido ao surto de Covid-19. Adriano Maranhão, primeiro português infetado no Japão, tem alta hospitalar.
2 de março Confirmados dois primeiros casos em Portugal Funcionários públicos em teletrabalho ou isolamento profilático sem perda de salário em Portugal, segundo um despacho do Governo. Governo português divulga um despacho a ordenar aos serviços públicos que elaborarem planos de contingência para o surto de Covid-19.
3 de março Primeira morte em Espanha. Itália confirma 79 mortes. Número de infetados em Portugal sobe para quatro. Mais de três mil mortos e de 91 mil infetados em todos os continentes, segundo dados da OMS. Os países mais afetados são China, Coreia do Sul, Irão e Itália. Hospitais São João e Santo António, no Porto, esgotaram capacidade de resposta a casos suspeitos, novas unidades são ativadas Comissão Nacional de Proteção Civil passa a funcionar em permanência, para fazer face ao novo coronavírus. Governo português dá cinco dias às empresas públicas para elaborarem planos de contingência. Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), que gere a política monetária do país, corta em 50 pontos base as taxas de juro, devido ao novo coronavírus. O presidente da Fed, Jerome Powell, considera inevitável que os efeitos do surto alastrem às economias mundiais e alterem o seu normal funcionamento "durante algum tempo". FMI e Banco Mundial anunciam que reuniões de abril, que se realizam anualmente em Washington, vão ser feitas à distância, em "formato virtual".
4 de março Itália, o país europeu mais afetado, fecha todas as escolas e universidades. Tinha então 3,089 infetados e 107 mortos. Número de infetados em Portugal sobre para seis. Em todo o mundo, há registo de mais de 3.100 mortos e de 93.100 infetados em 77 países de cinco continentes. Mais de 290 milhões de jovens sem aulas em todo o mundo, segundo a UNESCO. Os trabalhadores em quarentena em Portugal por determinação de autoridade de saúde vão receber integralmente o rendimento nos primeiros 14 dias, diz despacho do Diário da República. O primeiro-ministro português anuncia linha de crédito para apoio de tesouraria a empresas afetadas pelo impacto económico do surto do novo coronavírus, caso seja necessário, no valor inicial de 100 milhões de euros. Banco Mundial anuncia 12.000 milhões de dólares (cerca de 10.786 milhões de euros) para ajudar os países que enfrentam impactos económicos e de saúde. O setor dos serviços contraiu pela primeira vez na China desde que há registos. FMI diz que crescimento mundial será inferior em 2020 ao de 2019 devido ao impacto da epidemia do novo coronavírus, mas que é "difícil prever quanto". Surto diminuiu exportações mundiais em 50 mil milhões de dólares em fevereiro, segundo uma análise publicada pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento. A Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, no Porto, suspende aulas por ter havido contactos com o quinto infetado.
5 de março Portugal com nove casos de infeção. O número de pessoas infetadas em todo o mundo aumenta para 97.510, das quais 3.346 morreram, em 85 países e territórios. A China é o país mais afetado (80.409 casos e 3.012 mortes); seguido pela Coreia do Sul (6.088 casos, 35 mortes), Itália (3.858 casos, 148 mortes) e Irão (3.513 casos, 107 mortes). Bolsa de Turismo de Lisboa adiada para 27 a 31 de maio Perdas das companhias aéreas mundiais podem chegar aos 113 mil milhões de dólares (101,1 mil milhões de euros), estima a associação internacional de transporte aéreo (IATA). TAP reduz 1.000 voos em março e abril devido a quebra nas reservas, suspende investimentos e avança com licenças sem vencimento. O Fundo Monetário Internacional disponibiliza 50 mil milhões de dólares (cerca de 46,7 mil milhões de euros) para combater o surto.
6 de março 13 casos infetados em Portugal. Número de casos no mundo ultrapassa os 100 mil, das quais 3.456 morreram, em 92 países e territórios. A China (sem as regiões administrativas de Macau e Hong Kong), o país onde a epidemia foi declarada no final de dezembro, soma 80.552 casos e 3.042 mortes. Preço do barril de Brent cai mais de 6%, para 47 dólares, devido à quebra da procura
7 de março Número de infeções em Portugal sobe para 21 Visitas a hospitais, lares e estabelecimentos prisionais da região Norte suspensas temporariamente. A ministra da Saúde portuguesa, Marta Temido, recomenda também o adiamento de eventos sociais. Uma escola de Idães, em Felgueiras, o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), a Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto e o edifício do curso de História da Universidade do Minho foram encerrados por serem instituições relacionadas com casos de pessoas infetadas em Portugal. Governo italiano proíbe as entradas e saídas da Lombardia e de outras 11 províncias próximas para limitar a disseminação do coronavírus, que já causou 233 mortes e 5.061 infetados em todo o país.
8 março Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa decide entrar em quarentena de 14 dias após receber em Belém uma turma de Felgueiras. Mais quatro casos em Portugal, número de infetados sobe para 25. Reino Unido anuncia um aumento de 64 novos casos, elevando-o a um total de 273 casos. Este país regista três mortos. EUA tem 564 infetados, os mortos são 21. Itália confirma 1.492 casos adicionais e 133 mortes. Números totais: 7.375 infetados e 366 mortos. O primeiro-ministro Giuseppe Conte estendeu o bloqueio de quarentena para cobrir toda a região da Lombardia e outras 14 províncias do norte do país. Registado o primeiro morto em África, que ocorre no Egito - um cidadão alemão hospitalizado a 1 de março e depois sofreu insuficiência respiratória causada por pneumonia aguda. DGS encerra escolas e suspende atividades de lazer e culturais nos concelhos de Lousada e Felgueiras por causa do acumular de casos.
9 março Alemanha regista as duas primeiras mortes no país. Infetados aumentam para 1.176. Universidades de Lisboa e Coimbra suspendem todas as aulas presenciais por duas semanas. Itália estende quarentena a todo o país, onde número de mortos atinge 463. Primeiros casos em Chipre significam que todos os países da União Europeia estão atingidos pelo novo coronavírus. Números da Espanha aumentam para 1.231 casos, com 30 mortes. Itália: 9.172 infetados e 463 mortos. França revela que os deputados Guillaume Vuilletet e Sylvie Tolmont estão infetados, havendo cinco deputados da Assembleia com Covid-19. Também foi confirmado que o ministro da Cultura, Franck Riester, havia testado positivo. O número de casos aumentou para 1.412.
10 março Câmara de Lisboa encerra museus, teatros municipais e suspende atividades desportivas em recintos fechados. Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) decreta fecho de museus, monumentos e palácios na sua dependência. Governo português suspende voos para todas as regiões de Itália por 14 dias. O primeiro-ministro italiano Conte estende o bloqueio de quarentena a toda a Itália, incluindo restrições de viagens e a proibição de reuniões públicas. Número de infetados sobe para 10.149, número de mortos é já 631. Portugal: 41 infetados
11 março Organização Mundial de Saúde passa a considerar o Covid-19 como uma pandemia, isto é um surto de doença com distribuição geográfica internacional muito alargada e simultânea. Itália anuncia que o jogador da Juventus Daniele Rugani, colega de Ronaldo, testa positivo para Covid-19. Total de infetados em Itália: 12.462. Total de mortos: 827. Portugal: 59 infetados. Turquia anuncia primeiro caso num homem regressado da Europa. Mais de mil médicos disponibilizam-se para reforçar a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde.
12 março Portugal decide encerrar todos os estabelecimentos de ensino até ao final das férias da Páscoa a partir de 16 de março, encerramento de discotecas, restrições em restaurantes, centros comerciais, serviços públicos e proibição de desembarque de passageiros de cruzeiros. Portugal tem agora 78 pessoas infetadas e ainda zero mortes relacionadas com Covid-19. Estado de alerta declarado em todo o país, com proteção civil e forças e serviços de segurança em prontidão. Região Autónoma da Madeira suspende atracagem de navios de cruzeiro e impõe medição de temperatura a passageiros nos aeroportos. Governo dos Açores fecha escolas e museus, interdita cinemas e ginásios. Hospital de São João anuncia que uma das primeiras pessoas internadas em Portugal com Covid-19 se curou. Em apenas um dia, Itália regista 2651 novos infetados, elevando o número de doentes com Covid-19 para 15.113. Nas mesmas 24 horas, morreram 189 italianos. O total de mortos em Itália é agora 1.016.
13 março Europa toma o lugar da China como maior epicentro do coronavírus, diz a OMS, numa altura em que o crescimento de casos abranda no país oriental (China tem agora 80.815 infetados e 3.117 mortos) e acelera em Itália e no resto do continente europeu. Portugal: 112 infetados com o Covid-19. 61 países da África, Ásia, Europa, Oriente Médio, América do Norte e América do Sul anunciaram ou implementaram fecho total ou parcial de escolas e universidades. Trinta e nove países fecharam todas as escolas, afetando 421,4 milhões de crianças e jovens. Nesta altura são 11 os países que proíbem a entrada de voos de Portugal (e da Europa): Arábia Saudita, Argentina, El Salvador, EUA, Guatemala, Itália, Jordânia, Kuwait, Nepal, República Checa e Venezuela. Estados Unidos proíbem entrada de voos de passageiros vindos do espaço Schengen na Europa (26 países, incluindo obviamente Portugal) durante 30 dias. Venezuela, país de 32 milhões de habitantes, confirma os dois primeiros casos de infetados: uma pessoa vinda dos EUA e outra de Espanha. O país de Nicolas Maduro também proibiu voos vindos da Europa durante um mês. Eslováquia, Malta e República Checa fecham fronteiras com os países membros da EU. Governo permite a funcionários públicos ficar em casa em regime de teletrabalho sempre que funções o permitam. Madeira suspende voos provenientes da Dinamarca, França, Alemanha, Suíça e Espanha, países de transmissão ativa.
Presidente dos EUA, Donald Trump, declara estado de emergência nacional.
UEFA suspende todos os jogos sob a sua égide, incluindo Liga dos Campeões e Liga Europa. República Checa anuncia fecho total de fronteiras a partir de 16 de março.
14 março Número mundial de infetados: 150.054. Total de mortos: 5.617 Portugal: 169 infetados. Nas últimas 24 horas houve 57 novos casos. Não há ainda mortes em Portugal. Ministra da Saúde, Marta Temido, anuncia que Portugal entrou "numa fase de crescimento exponencial da epidemia", com 169 casos confirmados.
Açores e Madeira decidem quarentena obrigatória para todas as pessoas que cheguem às regiões autónomas. Governo de Espanha, onde há mais de 5.700 casos, impõe "medidas drásticas" no âmbito do estado de alerta, proíbe cidadãos de andar na rua, exceto para irem trabalhar, comprar comida ou à farmácia.
15 de março Número de casos em Portugal atinge 245, em todo mundo há quase 160.000 pessoas infetadas e já morreram mais de 6.000.
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convoca Conselho de Estado por videoconferência para 18 de março, para discutir a "eventual decisão de decretar o estado de emergência" em Portugal.
Sindicato Independente dos Médicos conta mais de 50 clínicos infetados e mais de 150 em quarentena.
Governo proíbe consumo de bebidas alcoólicas na via pública e eventos com mais de cem pessoas, apelando para que deslocações se limitem ao estritamente necessário.
Autoridade Marítima Nacional interdita atividades desportivas ou de lazer que juntem pessoas nas praias do continente, Madeira e Açores.
16 de março Portugal regista a primeira morte devido ao coronavírus. O número de infetados pelo novo coronavírus sobe para 331. Segundo a Direção-Geral da Saúde, há 2.908 casos suspeitos, dos quais 374 aguardam resultado laboratorial.
Governo português anuncia o controlo de fronteiras terrestres com Espanha, passando a existir nove pontos de passagem e exclusivamente destinados para transporte de mercadorias e trabalhadores que tenham de se deslocar por razões profissionais.
Portugal vai também intensificar o controlo sanitário nos aeroportos.
Macau decreta quarentena obrigatória de 14 dias para quem chegar ao território, com exceção da China continental, Taiwan e Hong Kong.
Assembleia da República dispensa funcionários inseridos em grupos de risco e promove o trabalho à distância e rotatividade.
17 de março O número de infetados sobe para 448.
É anunciado que o SNS foi reforçado com mais 1.800 médicos e 900 enfermeiros e que há 30 profissionais de saúde infetados, 18 dos quais médicos. E é também anunciado o nascimento do primeiro bebé filho de uma mulher infetada. O bebé não foi infetado.
O governo regional da Madeira anuncia o primeiro caso na região.
O município de Ovar fica sujeito a "quarentena geográfica" e o Governo declara o estado de calamidade pública para o concelho, que passa a ter entradas e saídas controladas. A circulação de pessoas nas ruas também é controlada.
António Costa anuncia a suspensão das ligações aéreas de fora e para fora da União Europeia.
A CP reduz em 350 as ligações diárias.
18 de março O Presidente da República decreta o estado de emergência por 15 dias, depois de ouvido o Conselho de Estado e de ter obtido o parecer positivo do Governo e da aprovação do decreto pela Assembleia da República.
O estado de emergência vigora até 02 de abril.
António Costa diz que "o país não para" e que o Governo tudo fará para manter a produção e distribuição de bens essenciais.
O estado de emergência contempla o confinamento obrigatório e restrições à circulação na via pública. A desobediência é crime e pode levar à prisão.
No dia em que o Governo revela um conjunto de linhas de crédito para apoio à tesouraria das empresas de 3.000 milhões de euros, é também anunciado que as contribuições das empresas para a Segurança Social são reduzidas a um terço em março, abril e maio, e que as empresas vão ter uma moratória concedida pela banca no pagamento de capital e juros.
O número de infetados sobe para 642 e regista-se uma segunda morte. O Alentejo regista os primeiros dois casos.
19 de março O número de vítimas mortais sobe para três em Portugal, com os casos confirmados a ascenderem a 785. Graça Freitas anuncia que quem apresentar sintomas ligeiros ou moderados da doença é seguido a partir de casa.
O primeiro-ministro anuncia, após a reunião do Conselho de Ministros, as medidas e regras para cumprir o estado de emergência, incluindo o "isolamento obrigatório" para doentes com covid-19 ou que estejam sob vigilância. Os restantes cidadãos devem cumprir "o dever geral de recolhimento domiciliário". A regra é que os estabelecimentos com atendimento público devem encerrar e o teletrabalho é generalizado.
A proposta de lei do Governo com as medidas excecionais é de imediato promulgada pelo Presidente da República.
É também anunciado que o Governo criou um "gabinete de crise" para lidar com a pandemia e que suspendeu o pagamento da Taxa Social Única.
O governo dos Açores determina a suspensão das ligações aéreas da transportadora SATA entre todas as ilhas e a TAP anuncia que vai reduzir a operação até 19 de abril, prevendo cumprir 15 dos cerca de 90 destinos.
20 de março Com o país recolhido começam a destacar-se respostas da sociedade civil e das autarquias para fazer face à pandemia, anunciam-se ações de solidariedade para com os mais necessitados.
O Governo reúne-se em Conselho de Ministros para aprovar um conjunto de medidas de apoio social e económico para a população mais afetada. António Costa anuncia que é adiado para o segundo semestre o pagamento do IVA e do IRC, a prorrogação automática do subsídio de desemprego e do complemento solidário para idosos e do rendimento social de inserção.
É também anunciado que as celebrações religiosas, como funerais, e outros eventos que impliquem concentração de pessoas são proibidos, e que as autoridades de saúde ou de proteção civil podem decretar a requisição civil de bens ou serviços públicos se necessários para o combate à doença.
Portugal tem seis vítimas mortais e 1.020 casos confirmados.
21 de março O número de mortes sobe para 12, o dobro do dia anterior, e os infetados são 1.280.
Marta Temido estima que o pico de casos aconteça em meados de abril, e diz que Portugal vai adotar um novo modelo de tratamento de infetados, que passa pelo aumento do acompanhamento em casa. Graça Freitas estima que a taxa de letalidade é de cerca de 1%, mas avisa que pode mudar.
O Governo anuncia que vai prorrogar os prazos das inspeções automóveis e reduz os leilões nas lotas, criando uma linha de crédito até 20 milhões de euros para o setor da pesca.
Com o país em casa surgem as primeiras notícias de infeções em lares. Na Casa de Saúde da Idanha, em Belas, arredores de Lisboa, é anunciado que 10 utentes estão infetados. Um lar em Vila Nova de Famalicão fica sem funcionários depois de oito terem dado positivo ao covid-19.
O ministro dos Negócios Estrangeiros anuncia que a TAP prevê realizar voos para a Praia e Sal (Cabo Verde), Bissau (Guiné-Bissau) e São Tomé para transportar portugueses para casa.
22 de março O número de mortes associadas à covid-19 sobe para 14 e o de infetados para 1.600 (mais 320).
Num domingo de sol muitas pessoas saem à rua e na Póvoa de Varzim a polícia é chamada devido ao "desrespeito ao estado de emergência" (multidão a passear). Em Coimbra a PSP também é chamada por causa de um aglomerado na Mata Nacional do Choupal.
São detidas sete pessoas no país por crime de desobediência.
Os utentes do lar de Famalicão são transferidos para o Hospital Militar do Porto.
As autoridades iniciam o repatriamento de mais de 1.300 passageiros que chegam a Lisboa num navio de cruzeiro (entre eles estão 27 portugueses).
O Governo assina três despachos, que entram em vigor no dia seguinte, para garantir serviços essenciais de abastecimento de água e energia, recolha de lixo e funcionamento de transportes públicos.
O presidente da Associação Nacional de Freguesias, Jorge Veloso, pede que as pessoas das cidades e os emigrantes evitem ir para o interior.
23 de março Portugal tem 23 mortes e 2.600 infeções.
As queixas sobre a falta de equipamentos para quem mais necessita, como profissionais de saúde ou de segurança, começam a surgir. O Governo anuncia que o Estado vai comprar à China equipamentos de proteção e que espera quatro milhões de máscaras. Cinco polícias e dois técnicos sem funções policiais estão infetados numa esquadra de Vila Nova de Gaia.
O Governo cria uma linha de apoio de emergência de um milhão de euros para artistas e entidades culturais e reforça com 50 milhões de euros os acordos de cooperação com o setor social (responsável pelos lares de idosos ou centros de dia).
Uma residência para idosos na Maia, Porto, coloca em isolamento 46 idosos devido a casos de infeção.
24 de março O número de mortes sobe para 33 e o número de infeções passa a 2.362.
A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, anuncia a ativação do Plano Nacional de Emergência de Proteção Civil, no mesmo dia em que são já 27 as detenções por violação das regras do estado de emergência.
O Presidente da República admite que o pico da pandemia possa ocorrer depois de 14 de abril. No parlamento, o presidente e líder parlamentar do PSD abandona o plenário depois de uma discussão sobre o número excessivo de deputados na bancada social-democrata.
A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) lança uma linha de financiamento de 1,5 milhões de euros para investigação e "implementação rápida" de respostas às necessidades do SNS.
Em Vila Real, o presidente da Câmara alerta para a existência de 20 utentes e funcionários de um lar infetados com covid-19.
O Rali de Portugal é adiado.
25 de março Portugal regista mais 10 mortes chegando às 43, quando são contabilizadas 2.995 infeções.
O secretário de Estado da Saúde diz que o sistema tem capacidade de fazer 8.600 testes diários. A questão de se fazer mais testes ou não divide opiniões.
A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil coloca em alerta laranja, o segundo mais grave, os distritos de Lisboa, Porto e Aveiro.
O ministro de Estado e das Finanças diz que o país "nunca esteve tão bem preparado" para enfrentar uma crise como a causada pelo vírus.(lol) O Banco de Portugal anuncia que é facilitada a concessão de crédito pessoal por parte dos bancos.
A Câmara de Melgaço implementa um cerco sanitário na aldeia de Parada do Monte, com 370 habitantes, após confirmação de três casos de infeção.
A ASAE diz que já fiscalizou 41 operadores económicos por causa de especulação de preços.
26 de março Há 3.544 infeções e morreram 60 pessoas.
Há doentes a ser tratados com medicamentos da malária e do ébola, ainda que sem certezas, diz Graça Freitas.
O Banco de Portugal estima que o Produto Interno Bruto caia este ano 3,7% num cenário base e 5,7% num cenário adverso, devido à pandemia. A taxa de desemprego deve subir acima dos 10%. No dia em que Marcelo Rebelo de Sousa admite prolongar o estado de emergência reúne-se o Governo em Conselho de Ministros e aprova a suspensão até setembro do pagamento dos créditos à habitação e de créditos de empresas. Aprova também medidas excecionais de proteção dos postos de trabalho (como redução temporária de horário ou suspensão do contrato) e uma proposta de lei que prevê um regime de mora no pagamento das rendas, habilitando ainda o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana a conceder empréstimos a inquilinos.
Na Maia um lar de idosos infetado é evacuado, em Vila Real aumentam as infeções num lar de idosos, de 20 para 45.
É anunciado que quem aterrar nos Açores tem confinamento obrigatório de 14 dias.
27 de março No lar da Nossa Senhora das Dores, em Vila Real, são agora 88 os infetados, entre os quais 68 utentes.
Em Portugal o número de mortes chega a 76 e o número de infetados sobe para 4.268.
Graça Freitas diz agora que o pico da pandemia pode afinal ser só em maio.
António Costa anuncia a chegada a Portugal de milhares de equipamentos de proteção individual e o Laboratório Militar também anuncia que começou a fazer testes de diagnóstico. Outras entidades como o Instituto de Medicina Molecular também começam a fazer testes.
Mil e quinhentos enfermeiros voluntariam-se para reforçar o apoio à linha telefónica SNS24, segundo a bastonária da Ordem.
As forças de segurança detiveram, desde o início do estado de emergência, 64 pessoas por crime de desobediência, e mandaram encerrar 1.449 estabelecimentos. O balanço é do MAI, segundo o qual também foram impedidas de entrar em Portugal 850 pessoas e uma delas foi detida. A detida, viria a confirmar-se depois, estava infetada com covid-19.
No Algarve, quando se aproxima o período da Páscoa, que costuma encher os hotéis, a associação empresarial do setor diz que a hotelaria está praticamente encerrada.
28 de março O número de mortes ascende à centena e os infetados são 5.170. Marta Temido também diz que o pico da epidemia só deve acontecer no final de maio e que as medidas de contenção social estão a abrandar a curva de infeções.
O Presidente da República pede aos portugueses para que, no período da Páscoa, continuem a respeitar as regras de contenção. A PSP interpela todas as pessoas que atravessam a Ponte 25 de Abril, no sentido norte-sul, e são divulgadas imagens de grandes filas de carros, alguns deles, diz a PSP, em incumprimento do estado de emergência.
É publicada uma retificação do diploma inicial do "lay-off" simplificado, acautelando que nenhum trabalhador de empresas que recorram e esse apoio pode ser despedido.
O Governo anuncia que vai organizar uma operação de transporte aéreo para o regresso temporário a Portugal de professores portugueses que estão em Timor-Leste.
29 de março Portugal contabiliza 119 mortes e 5.962 casos de infeções p. O número de pessoas internadas nos cuidados intensivos é de 138 doentes, um aumento para o dobro em relação ao dia anterior.
As notícias sobre infeções em lares continuam, como em Foz Côa, Guarda, onde o lar tem 47 infetados num universo de 62 idosos, segundo o provedor.
Em Ovar, onde foi declarado o estado de calamidade pública, são cinco as mortes, uma delas uma jovem de 14 anos, diz o vice-presidente da Câmara.
Nos Açores, o concelho de Povoação, na ilha de S. Miguel, é também submetido a um cordão sanitário.
Surgem notícias, através de sindicatos, de que há pelo menos um guarda prisional infetado do estabelecimento de Custoias e de uma auxiliar de ação médica no hospital prisional de Caxias. O Governo diz que vai ponderar criteriosamente a recomendação das Nações Unidas para libertação imediata de alguns presos mais vulneráveis.
30 de março António Costa avisa que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia", no dia em que os números da DGS indicam que há 140 mortes e 6.408 infetados.
Segundo o primeiro-ministro, com ou sem estado de emergência vai ser preciso prolongar as medidas que têm sido adotadas. E, diz também, que na próxima semana pretende cobrir o país com despistes de covid-19 em lares.
O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirma que o número de profissionais de saúde infetados chegou aos 853, e Graça Freitas admite impor-se uma cerca sanitária na região do Porto, motivando fortes críticas.
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, diz que a segurança social recebeu 1.400 pedidos de empresas que pretendem aderir ao "lay-off" simplificado.
(Continua nos comentários)
O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, admite nacionalizações e diz que seria "um erro trágico" reagir com medidas de austeridade à crise provocada pela pandemia, defendendo antes o apoio ao crescimento da economia.
O Governo pede a abertura de "forma condicionada" das juntas de freguesia onde estão instalados postos dos CTT, lembrando que esses serviços garantem a entrega de pensões. A empresa anunciou que ia antecipar a emissão e pagamento de vales em dois dias úteis.
Marcelo Rebelo de Sousa diz que se impõe manter as medidas de contenção que vigoram em Portugal.
A TAP avança para um processo de "lay-off" para 90% dos trabalhadores.
O governo dos Açores prolonga a situação de contingência no arquipélago até 30 de abril.
(Limite de Caracteres continua nos Comentários)
submitted by HairlessButtcrack to portugal [link] [comments]


2020.04.08 19:19 davidbenehail Cientistas publicam carta aberta ao Ministro da Saúde

O coronavírus e a cloroquina: quando exigir consenso é um tremendo contrassenso

Fonte: https://brasilsemmedo.com/cientistas-publicam-carta-aberta-ao-ministro-da-saude/
Especial para o BSM
O BSM publica em primeira mão um documento redigido pelo professor Marcos Eberlin e coassinado por 30 cientistas de diversas áreas em defesa do uso da hidroxicloroquina em pacientes não-graves de Covid-19. Os signatários da carta, todos ligados ao movimento Docentes Pela Liberdade (DPL), somam mais de 60 mil citações em publicações científicas internacionais. Segue a íntegra do texto:
Por Marcos Eberlin, PhD
O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, desaconselha o uso da (hidroxi)cloroquina ou sua associação com azitromicina (HCQ + AZT) para doentes não-graves, e justifica sua decisão pela “falta de consenso científico”. “Ciência, ciência, ciência, seguimos a ciência!”, proclama o Senhor Ministro, soando, para muitos, como culto e prudente. Porém, ele está equivocado!
Pois o que seria essa ciência que o Ministro afirma seguir? E haveria tempo suficiente para esperar por uma resposta, definitiva e consensual, de uma comunidade científica? E quem falaria, de fato, em nome dessa ciência consensual, para anunciar o seu veredito?
Sou um cientista, químico e bioquímico, e já atuei em várias áreas da medicina e de análises clínicas. Meu grupo desenvolveu um método inovador e rápido de diagnóstico de zika. Minha filha — Lívia Eberlin — desenvolveu uma caneta para diagnóstico seguro de câncer e, juntos, trabalhamos em um método rápido de diagnóstico para o coronavírus. São dados obtidos nesta semana, e, se tais dados forem confirmados, teremos algo muito inovador a oferecer pela ciência. Atuo em ciência há mais de 40 anos, coordenei um grupo de pesquisas com mais de 55 doutores e pós-doutores, já orientei mais de 200 deles, e publiquei mais de 1.000 artigos científicos com quase 25 mil citações. Desculpe a falta de modéstia, mas se ciência é a questão aqui, tenho que dizer que sou um dos cientistas brasileiros mais produtivos da ciência brasileira contemporânea. Atuo, também, em uma área da ciência que estuda nossas origens, na qual uma teoria é apresentada como pleno consenso científico; entretanto, mesmo em meio a este “consenso”, ainda reinam mais dúvidas do que certezas. No fundo, nós cientistas só sabemos que quase nada sabemos! Mas se um pouco sabemos, que usemos este conhecimento já, aqui e agora!
Com a autoridade científica que meus feitos me outorgam, não tenho dúvidas em declarar que o Senhor Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, equivoca-se tremendamente ao clamar por consenso científico nas atuais circunstâncias.
Consenso, não raro, diz respeito a políticos. Mas como afirma Richard Feynman, um dos maiores físicos e filósofos da atualidade: “A ciência é a cultura da dúvida”. Jamais teremos certeza consensual em ciência! É evidente que o acúmulo de muitos dados ao longo de vários anos de pesquisas pode certificar algumas hipóteses e derrubar outras, provisoriamente. Mas a dúvida sempre persistirá. E é preciso que persista a fim de que a própria ciência avance e se aperfeiçoe.
Portanto, exigir consenso científico e que cientistas em suas sociedades científicas se reúnam e cheguem em uma posição consensual, em meio a uma pandemia, é revelar temor em agir num momento premente como o que vivemos. Para a cloroquina no tratamento do Covid-19, pedir consenso de seres por natureza céticos e questionadores é solicitar o impossível, para justificar uma omissão. É ignorar as evidências que já temos em nome de muitas evidências que até poderão surgir, porém, tarde demais; quem sabe depois da morte de muitos. É se negar a desviar o Titanic, enquanto se espera um consenso sobre se a mancha no radar é mesmo um iceberg à frente.
Em Portugal, por exemplo, médicos do Ministério da Saúde adotaram o HCQ + AZT para tratar o Covid-19, tomando essa decisão com pouco mas expressivo embasamento científico, frente aos resultados do primeiro estudo do professor Didier Raoult e seu numeroso grupo de pesquisadores e de especialistas do Instituto Ricardo Jorge (onde há pesquisadores com elevada produção científica que estudam a malária e outras doenças tropicais), e do Instituto de Medicina e Higiene Tropical da Universidade Nova de Lisboa.
Os portugueses esperaram por consenso científico? De duas sociedades científicas? Pediram estudos clínicos multicêntricos com duplo cego envolvendo um número de casos cientificamente válido? Evidentemente que não! Seria um contrassenso imenso insistir em exigir coisas assim numa hora como esta! Pois estudos desta natureza seriam demorados demais (pelo menos 12 meses), e o vírus que enfrentamos não tem clemência por temerosos e retardatários. Pior, estudos com esta metodologia são difíceis de serem aplicados em doenças infecciosas, pois colocariam em risco a vida dos participantes nos grupos de controle e/ ou de placebo. Na verdade, nem sequer seriam aprovados em muitos Comitês Científicos de Ética.
Os portugueses, caro Ministro Mandetta, foram bravos, corajosos e plenamente científicos. Usaram as evidências empírico-científicas de que dispunham e não hesitaram: agiram, rapidamente, pois era hora. Siga esse protocolo de sucesso!
Descartar um tratamento com baixo risco e com potencial para salvar muitas vidas, mesmo que possa até não funcionar, dar empate, é uma atitude moralmente inadmissível! E, por que não, cruel.
Argumentos sobre a não cientificidade do uso de HCQ + AZT, ou, que devemos usá-las somente após ser declarado esse um consenso científico ignoram o que é ciência, como se constroem consensos científicos, sua efetividade em muitos casos, é verdade, mas, outrossim, suas inegáveis limitações, em outros.
Seria muito bom conhecer mais, se tempo tivéssemos, mas os dados disponíveis atualmente clamam com veemência pelo uso da cloroquina, e já!
E quais seriam estes dados?
A favor da HCQ + AZT temos:

  1. A cloroquina já é usada há décadas, conhecemos as dosagens, as suas contraindicações.
  2. Africanos a tomam todos os dias, e missionários na África são aconselhados a tomar doses diárias. Muitas vidas na África talvez sejam salvas por essa “feliz coincidência”.
  3. Não há relatos científicos de muitas mortes ou sérios efeitos colaterais pelo uso da HCT.
  4. Vários estudos fervilham no Brasil e no mundo mostrando sua eficácia. A Prevent os tem aplicado preventivamente em centenas de seus pacientes idosos, com muito sucesso.Uma pesquisa na literatura científica (sciFinder e outros) sobre a HCT retorna muitos registros de seu efeito antiviral, inclusive no tratamento de zika.
  5. Um dos maiores especialistas em epidemias no Brasil, entre eles um pesquisador sênior e altamente produtivo e respeitado, o Dr. Paolo Zanotto, aconselha fortemente seu uso.
  6. O pior efeito colateral é a morte, e este efeito colateral ronda milhares no Brasil pelo não uso da HCQ+ AZT!
  7. Vários médicos têm feito uso próprio da HCQ + AZT, em casos “brandos”, inclusive o coordenador da equipe de Governador Dória em SP, o Dr. David Uip. Por que para ele pode, e para o povo, não pode? Um amigo meu, biólogo e cientista, consultou seu médico, tomou e sarou, em poucos dias.
Contra temos:

  1. A falta de consenso científico.
Ou seja: é uma goleada cientifica de 7 x 1 a favor da cloroquina ou da dupla HCQ+ AZT.
Caro Ministro, ciência é o pesar das evidências que temos, aqui e agora. É agir hoje, com coragem e esperança.
Errar é humano, mas errar por esperar consenso científico é isenção hedionda, pois o inimigo já derrubou as nossas muralhas e está a ceifar as vidas de nossas mulheres e filhos.
Há relatos de pobres morrendo clamando pela cloroquina! Pois os ricos e poderosos, como o Dr. Uip, estão sendo todos tratados por seus médicos particulares com HCQ + AZT, e, por um motivo qualquer que ainda me é obscuro, negando-se a revelar a receita da cura. Médicos não abandonam seus pacientes, e também não lhes negam a receita!
Mas ainda há tempo e esperança. E, Senhor Ministro, estou certo de que tomará a decisão correta.
Não corra o risco de ter sobre vossa consciência o peso da morte de centenas ou milhares de pessoas que poderão morrer sem sequer ter a chance de testar a terapia. Seja corajoso, seja científico! Autorize o uso da ciência que temos aqui e agora, a ciência de hoje!
Ministro: se errar, erre tentando, empatando! Mas se acertar, acerte ganhando, salvando vidas!
*******
Coassinam esta carta os seguintes cientistas:Nome, instituição, citaçõesMarcelo Hermes Lima, Universidade de Brasília, 6365Aguimon Alves da Costa, Universidade Cândido Mendes,Alexandre Barbosa Andrade, Universidade Federal de Ouro PretoAmilcar Baiardi, Universidade Católica de Salvador, 2483Bruno Lima Pessoa, Universidade Federal Fluminense, 50Carlos Adriano Ferraz, Universidade Federal de Pelotas, 8700Carlos Prudêncio, Instituto Adolfo Lutz, 228Cesar Gordon, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 754Cláudio Antônio Sorodo Días, Universidade Federal da Grande Dourados,Eduardo Gonçalves Paterson Fox, sem filiação, 418Elvis Böes, Instituto Federal de Brasília, 685José Carlos Campos Torres, Universidade Estadual de Campinas, 115Laércio Fidelis Dias, Universidade Estadual Paulista, 121Leonardo Vizeu Figueiredo, Escola da Advocacia-Geral da União, 288Maira Regina Rodrigues Magini, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 177Marcio Magini, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 207Milton Gustavo Vasconcelos Barbosa, Universidade Estadual do Piauí,Ney Rômulo de Oliveira Paula, Universidade Federal do Piauí,Pablo Christiano Barboza Lollo, Universidade Federal da Grande Dourados, 1116Pedro Jorge Zany P. M. Caldeira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, 65Rodrigo Caiado de Lamare, PUC-RJ e University of York, 11341Ronaldo Angelini, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 664Rosevaldo de Oliveira, Universidade Federal de Rondonópolis, 17Rui Seabra Ferreira Junior, Universidade Estadual Paulista, 1318Luís Fabiano Farias Borges, CAPES,Jane Adriana Ramos Ottoni de Castro, Universidade de Brasília,Martinho Dinoá Medeiros Júnior, Universidades Federal de Pernambuco,Marcos N. Eberlin, Universidade Presbiteriana Mackenzie, 24941Marcus Vinicius Carvalho Guelpeli, Universidade Federal dos Vales do Jequitnhonha e Mucuri, 95Leonardo de Azevedo Calderon, Fundação Oswaldo Cruz, 1230José Roberto Gomes Rodrigues, Universidade do Estado da Bahia, total de citações, 61378
submitted by davidbenehail to brasilivre [link] [comments]


2020.03.23 04:32 silveringking O Africano

Existiu no século 19, e inícios do século 20, um homem chamado António Joaquim de Barros, António era um homem pobre, não tenho a certeza se alguma vez soube das suas origens nobres, mas viveu como a sua vida como traficante. Na verdade a sua vida era uma incógnita, uns diziam que ele traficava diamantes, outros diziam que ele forjava moedas. A única certeza que temos é que ele era considerado um criminoso, e como a maior parte deles, foi apanhado, tendo sido posto perante um juiz foi desterrado para Angola, onde viveu entre 7 a 12 anos, tendo sido apenas liberto por altura da Primeira Republica. Não se enganem, António não era um idealista, pelo contrário, ele era um homem de negócios, era um homem, pelo que me dão a entender que fazia a sua arte pelo valor correto, tanto que quando morreu, já tinha duas casas. Quando foi para Angola, António deixou em Portugal 3 filhos, deve ter com certeza perfilhado bastante por lá, nunca teremos a certeza, mas sabemos que fez mais uns 7 ou 8 quando voltou...
António morreu aos 40 e poucos anos, tendo deixado a mulher grávida do seu último filho antes de morrer. António era o meu bisavô, e essa criança que nunca chegou a conhecer o pai, foi o meu avô. Nunca o cheguei a conhecer também, sei no entanto que António deixou um legado, um legado enquanto homem, um legado enquanto traficante, e um legado enquanto homem de negócios. Sem António eu não estaria aqui, devo lhe pelo menos isso... Não gosto de ser um "Africano", mas não posso negar que sem ele eu nunca existiria...
submitted by silveringking to leituradequarentena [link] [comments]


2020.03.12 15:45 francisco_louca Portugal já começa a exportar casos, sugerindo que haverá muito mais do que aqueles reportados

Expresso:
Duas turistas portuguesas entre três casos suspeitos em Cabo Verde
As autoridades cabo-verdianas estão a investigar três casos suspeitos do novo coronavírus no território, dos quais dois são turistas portugueses, anunciou o Diretor Nacional de Saúde de Cabo Verde, Artur Correia.
"O nosso sistema de vigilância acabou de identificar três casos suspeitos. Dois desses casos são aqui no concelho da Praia e referem-se a duas turistas provenientes de Portugal, da zona do Porto, uma com 32 anos e outra com 26 anos", divulgou Artur Correia.
Um terceiro caso é um cidadão cabo-verdiano de 49 anos, na ilha de São Vicente, que chegou a Cabo Verde, proveniente de Roma, Itália, na terça-feira, também na terça-feira.
"Entraram no país assintomáticos", afirmou o Diretor Nacional de Saúde de Cabo Verde.
Os três suspeitos estão em isolamento nos hospitais Agostinho Neto (Praia, ilha de Santiago) e Batista de Sousa (Mindelo, São Vicente), esclareceu.
Em conferência de imprensa, no Palácio do Governo, na cidade da Praia, o Diretor Nacional de Saúde esclareceu que os três casos estão em internamento desde quarta-feira.
No caso das duas portuguesas, as amostras recolhidas e enviadas para análise no Instituto Nacional de Saúde Pública Doutor Ricardo Jorge, em Lisboa, deverão apresentar resultados até à manhã de sexta-feira. As análises recolhidas ao caso suspeito na ilha de São Vicente devem seguir ainda hoje para Lisboa.
"As duas de Portugal vieram no domingo e só apresentaram sintomas antes de ontem [terça-feira] e comunicaram ontem [quarta-feira] às autoridades. E ontem mesmo foram transferidas para isolamento", disse ainda Artur Correia.
Acrescentou que foi ativado o estado de "risco iminente", estando em curso um levantamento das pessoas com quem estes três casos suspeitos contactaram em Cabo Verde.
Até ao momento, Cabo Verde não registou qualquer caso confirmado da epidemia de Covid-19, provocada por um novo coronavírus e que foi elevada à classificação de pandemia, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), na quarta-feira.
O primeiro-ministro cabo-verdiano anunciou na terça-feira o alargamento da interdição dos voos de Itália para Cabo Verde até 30 de abril e "vigilância apertada" nas viagens provenientes de França, Portugal e Espanha, devido ao Covid-19.

Público:
Coronavírus: Homem que visitou Portugal entre os 13 casos na África do Sul
Homem de 40 anos, que passou por Portugal, é caso confirmado na África do Sul.
O número de casos de covid-19 na África do Sul subiu para 13, entre eles um homem de 40 anos que regressou de Portugal, anunciou esta quarta-feira em comunicado o ministro da Saúde, Zweli Mhize. O ministro indicou que as autoridades de saúde sul-africanas identificaram nos últimos dias seis novos casos de coronavírus no país, que foi atingido pela epidemia em 5 de Março, através de um grupo de dez pessoas que visitou Itália.
Dos primeiros sete que testaram positivos, uma já recuperou da infecção, disse o governante.
Os novos casos de covid-19 na África do Sul localizam-se em Gauteng (quatro casos), província envolvente a Joanesburgo e Pretória; no KwaZulu-Natal (um) e no Cabo Ocidental (um), indica a nota divulgada na rede social Twitter.
O comunicado refere que o homem de 40 anos que visitou Portugal, regressou à África do Sul no passado sábado, 7 de Março, sem especificar a sua nacionalidade.
Entre os novos casos confirmados na África do Sul, refere a mesma fonte, estão ainda uma mulher de 33 anos que esteve em Itália e voltou a 1 de Março; um casal de 34 (homem) e 33 anos (mulher) que regressou da Alemanha na passada segunda-feira, 9 de Março; um homem de 57 anos que viajou pela Áustria e Itália tendo regressado à África do Sul também em 9 de Março e outro de 36 anos que visitou vários países, nomeadamente a Alemanha, Áustria, Suíça e Turquia antes de regressar em 9 de Março à África do Sul.
As autoridades de Saúde realizaram até esta quarta-feira 3642 testes de covid-19, salienta-se na nota do Ministério de Saúde sul-africano.
Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 631 mortos e mais de 10100 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infecções respiratórias como pneumonia. Portugal regista 41 casos confirmados de infecção, segundo as últimas informações da Direcção-Geral da Saúde (DGS), divulgadas na terça-feira.
submitted by francisco_louca to covid19portugal [link] [comments]


2020.03.10 12:50 pica_foices A análise e debate da atualidade internacional (semana #10 de 2020) pela rádio/TV portuguesa

submitted by pica_foices to portugal [link] [comments]


2020.02.18 11:35 pica_foices A análise e debate da atualidade internacional (semana #07 de 2020) pela rádio/TV portuguesa

submitted by pica_foices to portugal [link] [comments]


2020.02.07 03:24 AgeuDark THOMAS SANKARA - O "Che Africano"

Texto de 2018 - Extraído da página Bonde do Che integrantes da Torcida Tricolor Independente!
69º ANIVERSÁRIO DE THOMAS SANKARA
Hoje completaria 69 anos o revolucionário Thomas Isidore Noël Sankara, nascido a 21 de dezembro de 1949 em Yako, Norte de Burkina Faso.
Sankara foi um militar, revolucionário marxista, pan-africanista e líder político, além de um popular capitão e o primeiro-ministro quando o país ainda se chamava República do Alto Volta. Logo depois, tornou-se o quinto presidente voltense desde a libertação do jugo francês e o primeiro de Burkina Faso.
Considerado o "Che africano", por suas semelhanças com o guerrilheiro argentino (desde a boina até o fato de falar Francês e a amizade com Fidel), comandou o pequeno país africano por menos de uma década, mas o fez progredir de forma extremamente rápida.
Nos conta Sahara Boreas:
"Quando eu tinha 14 anos, o professor de Geografia (que muito apropriadamente se chamava Mr. Mount) decidiu que tínhamos que saber de cor todos os países africanos e suas capitais. Desde então mais de dez anos se passaram e apesar de ter feito viagens ao norte de África, ter feito amigos de vários países Africanos nunca mais me esqueci que a capital de Burkina Faso é Ouagadougou. Na altura lembro de ter achado a sonoridade da capital algo muito memorável.
Este ano (que passa) fui convidada a assistir um filme da mostra de filmes Africanos que estavam sendo exibidos no Instituto Moreira Salles, e qual não foi a minha surpresa quando já atrasada chego na sala e descubro que o filme é sobre Burkina Faso, mais especificamente sobre Thomas Sankara. Talvez uma das pessoas mais interessantes do continente Africano, que eu nunca tinha ouvido falar.
Burkina Faso é um país sem acesso ao mar que tem como fronteiras seis países; Mali, Níger, Benin, Togo, Gana e Costa de Marfim. Em 1983, o ano em que Thomas Sankara, por meio de um golpe de estado se tornou presidente, o país era um dos mais pobres do mundo e tinha parado o seu desenvolvimento desde a sua independência em 1960. Thomas Sankara de 33 anos que era um jovem idealista, impaciente, com ideias muito progressistas e uma veia marxista, decidiu rebatizar o seu pais (que se chamava Alto Volta) de Burkina Faso – Terra dos Homens Íntegros.
Thomas é ainda hoje conhecido pela juventude local como o “Che Africano”. As suas ideias tiveram repercussão por todo o continente, o que assustou vários lideres de outros países. Em especifico da França e da Costa do Marfim. A Costa do Marfim utilizava mão de obra barata de Burkina, e a França retirava grande parte da riqueza da Costa do Marfim (e de outras de suas ex-colonias) por meio de contratos que mantinham o espirito neocolonialista.
Sankara era avidamente anti-imperialismo e anti-neocolonialismo, para isso ele sentia que era necessário autonomia em todos os sentidos (principalmente não depender de importações). Ele era também muito a favor de uma África Unida, “produire en Afrique, transformer en Afrique et consumire en Afrique”, produzir e consumir produtos africanos. Ele era a grande antítese do que se chama de afro-pessimismo: “Devemos aceitar o modo de viver Africano, que é a única maneira de viver livre e dignamente”.
Como presidente ele tomou várias decisões e medidas inéditas a um chefe de estado Africano. Começou por diminuir o seu salario, dos ministros e de outros altos funcionários do governo. Vendeu os Mercedes (carros oficiais do estado) e comprou Renault 5s (na altura o carro mais barato em Burkina Faso). Anulou todos os privilégios dos membros do governo, incluindo que ninguém voava em 1ª classe. Julgou os ex-membros do governo por desvio de verbas e corrupção. Pôs fim ao imposto colonial, e acabou com a distribuição feudal de terras (distribuindo a terra aos camponeses).
Um dos seus feitos mais impressionantes foi ter atingido a autonomia alimentar de Burkina em apenas 4 anos (a produção de trigo aumentou de 1700kg/ha para 3800kg/ha). Na sua ânsia de alojar, alimentar e cuidar da população, vacinou 2.5milhões de Burkinabés em apenas uma semana, começou vários programas de alojamento social, e construção de estradas e ferrovias – tudo sem dinheiro, e sem apoio de grandes empresas ou outros países. Ele via estes projetos como oportunidades do povo fazer parte da construção de Burkina Faso.
Ele foi o primeiro chefe de estado Africano a reconhecer os direitos das mulheres, e de ativamente tentar mudar a cultura Burkinense (onde a mulher era vista como inferior). Ele foi o grande catalizador da emancipação feminina no seu pais, criando trabalhos, introduzindo mulheres na formação militar e elegendo varias mulheres como suas Ministras.
Muito preocupado com a educação do seu país, ele educava a população com slogans e inseria-os na construção do pais, criando assembleias gerais, tribunais populares da revolução, e o movimento pioneiro – onde crianças até aos 12 eram formadas ideologicamente e politicamente contra a voracidade, egoísmo e egocentrismo. Ele acreditava também na formação politica dos militares “um militar sem formação politica e ideológica, é um criminoso em potencial.”
Ele começou programas de esporte coletivos, onde ele e o seu número dois (Blaise Comparoe) participavam assim como ministros, cidadãos e camponeses. E começou também os bailes populares, onde se encontrava todo tipo de gente de todos os extratos sociais, incluindo o Thomas em pessoa. Mas como guitarrista exímio, ele ia só para tocar na banda.
Mas nem tudo era tão cor-de-rosa, os sindicatos e oposição não tinham efeito no seu governo, e durante uma greve de professores, ele prendeu 1400 professores. (As greves eram vistas como movimentos contra a revolução porque quem era a favor da revolução resolvia-se nas assembleias).
Sankara tinha muito carisma, algo muito evidente nas suas entrevistas e seus discursos, (que se encontram facilmente no youtube). As suas ideias progressistas como acabar com o dever de pagar a divida fizerem com que tivesse apoio de vários (Fidel Castro, Jerry John Rawlings, a juventude Africana) mas também que se tornasse inimigo de outros, principalmente lideres de países africanos com conexões fortes com os seus ex-colonizadores. Os mais preocupados eram François Mitterrand (o então presidente da França), e o presidente da Costa do Marfim.
A 15 de Outubro de 1987, o número 2 e melhor amigo de Sankara, Blaise Comparoe (com o apoio do presidente da Costa do Marfim) assassinou Thomas e se elegeu presidente. Apesar da população chorar a sua morte, traços do seu governo foram apagados e acusaram Thomas de ter enriquecido a custa da população. Ao invadirem a sua casa a procura de provas não encontraram nada a não ser suas guitarras e bicicletas. Blaise começou a partir de então uma politica de cooperação e se manteve no poder 27 anos. Em novembro deste ano devido a uma revolta dos jovens Burkinabés, ele renunciou do poder e fugiu para a Costa do Marfim.
Thomas que nas suas próprias palavras se sentia “mal amado e mal compreendido” em África acabou por aceitar morrer (ele foi avisado que Blaise preparava um golpe, mas insistiu que a amizade não se trai), mas vive ainda hoje na memória de todos os Burkinabés como símbolo de esperança.
Respeitou o seu lema até ao fim. A pátria ou A morte. Venceremos."
submitted by AgeuDark to BrasildoB [link] [comments]


2020.01.21 00:59 pica_foices A análise e debate da atualidade internacional (semana #03 de 2020) pela rádio/TV portuguesa

submitted by pica_foices to portugal [link] [comments]


2020.01.17 03:51 livrosetal Trilogia 'As Areias do Imperador', de Mia Couto

Sinopse
Mulheres de Cinza é o primeiro livro de uma trilogia sobre os derradeiros dias do chamado Estado de Gaza, o segundo maior império em África dirigido por um africano. Ngungunyane (ou Gungunhane, como ficou conhecido pelos portugueses) foi o último de uma série de imperadores que governou metade do território de Moçambique. Derrotado em 1895 pelas forças portuguesas comandadas por Mouzinho de Albuquerque, Ngungunyane foi deportado para os Açores onde veio a morrer em 1906. Os seus restos mortais terão sido trasladados para Moçambique em 1985.
Existem, no entanto, versões que sugerem que não foram as ossadas do imperador que voltaram dentro da urna. Foram torrões de areia. Do grande adversário de Portugal restam areias recolhidas em solo português. Esta narrativa é uma recreação ficcional inspirada em factos e personagens reais.
Serviram de fonte de informação uma extensa documentação produzida em Moçambique e em Portugal e, mais importante ainda, diversas entrevistas efectuadas em Maputo e Inhambane.
submitted by livrosetal to Biblioteca [link] [comments]


2020.01.14 00:52 pica_foices A análise e debate da atualidade internacional (semana #02 de 2020) pela rádio/TV portuguesa

submitted by pica_foices to portugal [link] [comments]


2020.01.02 16:31 kingAnselmo Influência dos países desenvolvidos no meu país.

Sou Africano e vivi no país chamado Moçambique. Bem aqui na África Austral. Somos (nós moçambicanos) e africanos (da África negra) influenciados pela cultura dos países desenvolvidos. De alguns anos para cá, especificamente desde o ano de 2017 até hoje, o uso de cabelos compridos e lisos, vulgo extensões têm sido usados veemente pelas mulheres africanas. É usam de jeito tal que virou obrigatório. Mulher sem esses cabelos importados da Índia, China, etc, é já uma obsessão. As nossas manas cá, se não têm essas perucas ou cabelos amarrados nas suas cabecas não se sentem realizadas ou completas.
Foram-se os tempos em que ver uma mulher africana de cabelos encaracolados, com tranças e trajes africanos a condizer significação o mundo para elas.
Hoje se elas não têm esses cabelos que nem dá Jennifer Lopez ou Beyoncé, não se sentem lindas ou satisfeitas. Mas porquê essa falta de autos estima e de identidade?
Porque é que as nossas manas (mulheres) querem copiar tudo que vêm na TV? Porquê esse desprezo pela cultura delas, nossa? Fico triste.
Elas são capazes de vender até a própria alma só para poder comprar esses cabelos de pessoas mortas e digo que não são baratos.
É triste. Obrigado para os que leram.
submitted by kingAnselmo to desabafos [link] [comments]


2019.11.11 22:11 JairBolsogato Jovens Ignorantes em História

Uma pesquisa recente realizada pelas vítimas do comunismo e pesquisada pela YouGov, uma empresa de pesquisa e dados, descobriu que 70% dos millennials provavelmente votam em socialistas e que um em cada três millennials via o comunismo como "favorável".
Vamos examinar essa visão trágica à luz do estudo anual recentemente lançado pelo Fraser Institute "Liberdade Econômica do Mundo", preparado pelos professores James Gwartney, Florida State University; Robert A. Lawson e Ryan Murphy, da Universidade Metodista do Sul; e Joshua Hall, West Virginia University, em cooperação com a Economic Freedom Network.
Hong Kong e Cingapura mantiveram sua liderança como os países economicamente mais livres do mundo - embora a mão pesada da China ameace a posição mais alta de Hong Kong. Completando o top 10 estão Nova Zelândia, Suíça, Estados Unidos, Irlanda, Reino Unido, Canadá, Austrália e Maurício. A propósito, depois de ter caído para o 16º em 2016, os EUA voltaram a estar entre os cinco principais países economicamente livres do mundo.
Quais estatísticas entram no cálculo da liberdade econômica do Instituto Fraser? O relatório mede a capacidade dos indivíduos de tomar suas próprias decisões econômicas analisando as políticas e instituições de 162 países e territórios. Isso inclui regulamentação, liberdade de comércio internacional, tamanho do governo, sistema legal sólido, direitos de propriedade privada e gastos e impostos do governo.
O estudioso do Fraser Institute, Fred McMahon, diz: "Onde as pessoas são livres para buscar suas próprias oportunidades e fazer suas próprias escolhas, elas levam uma vida mais próspera, feliz e saudável". A evidência para sua avaliação é: os países no quartil superior da liberdade econômica tinham um PIB médio per capita de US $ 36.770 em 2017, em comparação com os US $ 6.140 dos países do quartil inferior.
As taxas de pobreza são mais baixas. No quartil superior, 1,8% da população experimentou extrema pobreza (US $ 1,90 por dia), em comparação com 27,2% no quartil mais baixo. A expectativa de vida é de 79,5 anos no quartil superior dos países economicamente livres, em comparação com 64,4 anos no quartil inferior.
Os rankings do Fraser Institute de outros países importantes incluem Japão (17), Alemanha (20), Itália (46), França (50), México (76), Índia (79), Rússia (85), China (113) e Brasil. (120). Os países menos livres são Venezuela, Argentina, Ucrânia e quase todos os países africanos, com a exceção mais notável das Maurícias. A propósito, Argentina e Venezuela costumavam ser ricos até comprarem o socialismo.
Durante a Guerra Fria, os esquerdistas fizeram uma equivalência moral entre o totalitarismo comunista e a democracia. W. E. B. Du Bois, escrevendo no National Guardian (1953), disse: "Joseph Stalin era um grande homem; poucos outros homens do século XX se aproximam de sua estatura". Walter Duranty chamou Stalin de "o maior estadista vivo ... um homem quieto e discreto". George Bernard Shaw expressou admiração por Mussolini, Hitler e Stalin. O economista John Kenneth Galbraith visitou a China de Mao e elogiou Mao Zedong e o sistema econômico chinês. Gunther Stein, do Christian Science Monitor, também admirou Mao e declarou em êxtase que "os homens e mulheres pioneiros de Yenan são verdadeiramente novos humanos em espírito, pensamento e ação". Michel Oksenberg, especialista em China do presidente Jimmy Carter na China, reclamou que "a América está fadada a decair até que mudanças radicais, mesmo revolucionárias, alterem fundamentalmente as instituições e os valores", e nos instou a "emprestar idéias e soluções" da China.
Os esquerdistas isentavam os líderes comunistas das duras críticas dirigidas a Adolf Hitler, embora os crimes comunistas contra a humanidade fizessem com que o assassinato de 11 milhões de não-combatentes parecesse quase amador. De acordo com o professor R.J. Rummel na pesquisa "Morte pelo governo", de 1917 até seu colapso, a União Soviética assassinou ou causou a morte de 61 milhões de pessoas, principalmente seus próprios cidadãos. De 1949 a 1976, o regime comunista de Mao foi responsável pela morte de 76 milhões de cidadãos chineses.
Os esquerdistas de hoje, socialistas e progressistas se irritariam com a sugestão de que sua agenda difere pouco da dos tiranos anteriores. Eles devem ter em mente que as origens dos horrores indescritíveis do nazismo, stalinismo e maoísmo não começaram nos anos 20, 30 e 40. Esses horrores foram simplesmente o resultado de uma longa evolução de idéias que levou à consolidação do poder no governo central na busca pela "justiça social".
Por Walter E.Williams, professor de economia na Universidade George Mason, 12 de novembro de 2019
submitted by JairBolsogato to brasilivre [link] [comments]


2019.09.11 02:39 srtatesoura Seria o gênero o maior terraplanismo já criado?

Não existem características tipicamente masculinas ou femininas, a não ser as características sexuais primárias ou secundárias. Mas até isso vem sendo questionado principalmente com a ascensão do ativismo trans. Mas o gênero não existe a não ser para humanos, quando olhamos para animais separamos em macho e fêmeas, mas apenas pelas características sexuais primárias ou secundárias, as diferenças comportamentais são dadas em função destas e nada mais. Mas veja, creio que até mesmo a diferença de força física em função do sexo seja cultural, penso nisso uma vez que os escravos africanos trabalhavam em pé de igualdade nas lavouras (um trabalho extremamente pesado). E falando nos escravos africanos, gênero tem se apresentado semelhante ao racismo científico, onde se formavam dados para diferenciar e defender uma suposta hierarquia de raças. É só pensar nas pesquisas de "pipipopo homens tem tendência a trair", "mulheres tem tendência à x transtorno", tudo isso é diretamente ligado à condições culturais, e tudo que é cultural pode ser historicizado e portanto nem sempre existiu.
É isto amigos, na minha opinião gênero é uma farsa.
PS: Postei aqui porque no facebook tudo vira uma baixaria, incrível.
submitted by srtatesoura to arco_iris [link] [comments]


2019.07.10 21:09 hugorpds Trilogia Langani de Barbara & Stephanie Keating [EPUB + MOBI]

Livros: "Irmãs de Sangue", "Um Fogo Eterno" e "Luz Efémera"

Uma saga apaixonante...
Existem livros que criam laços imaginários, de cores profundas e marcantes, que nos abraçam e não nos largam até que a magia deste abraço se dissolva pelo virar das últimas páginas. Existem histórias que nos emocionam. A Trilogia Langani é uma dessas histórias.

SINOPSE livro 1 "Irmãs de Sangue"
Quénia, 1957. Durante a infância, três meninas de meios sociais muito diferentes tornam-se irmãs de sangue: a irlandesa Sara Mackay, a africânder Hanna van der Beer e a britânica Camilla Broughton Smith juram que nada nem ninguém quebrará o laço que as une. Mas o que o futuro lhes reserva vai pôr à prova os seus sonhos e certezas. Separadas pela distância e pelas obrigações familiares, as três jovens são atiradas para um mundo de interesses em conflito. Camilla alcança o sucesso como modelo na animada Londres da década de 1960; Sarah Mackay é enviada para a universidade na sua Irlanda natal, uma experiência penosa que apenas fortalece a sua determinação de voltar para África; e a família de Hannah Van der Beer esforça-se para manter a fazenda que os seus antepassados africânderes erigiram na viragem do século. Os seus laços serão constantemente postos à prova e, a par do exotismo de África, a sua amizade será pano de fundo para interesses amorosos cruzados e promessas quebradas.

https://preview.redd.it/r5aiz2dnnh931.jpg?width=500&format=pjpg&auto=webp&s=b891b90ec9cb9130f1aa2cc841d899c3548e74f6

SINOPSE livro 2 "Um Fogo Eterno"
Três mulheres em busca de amor e redenção, na apaixonante sequela de Irmãs de Sangue
Hannah, Sarah e Camilla partilharam uma infância mágica e feliz no Quénia. Anos depois, as três jovens mulheres regressam às terras altas da África Oriental e àquele que é agora um país independente.
Hannah luta para preservar a sua memória na fazenda Langani, alvo de uma série de ataques violentos que ameaçam a sua segurança e casamento. Sarah está a estudar o comportamento dos elefantes numa zona perigosa devido à acção de caçadores furtivos, refugiando-se no trabalho para superar a morte do seu amor de infância. Camilla, um ícone mundial da moda, abandona a sua carreira em Londres e regressa ao Quénia por amor a um carismático caçador e guia de safáris. Mas um segredo paira sobre elas. Com a ajuda de um ambicioso jornalista indiano, elas vão desvendar a verdade por detrás da morte do noivo de Sarah e dos constantes ataques à fazenda e às suas vidas. As paixões e provações por que passam estas inesquecíveis heroínas, unidas uma vez mais pela amizade e pelo amor ao país das suas infâncias, fazem de Um Fogo Eterno um romance épico e magnífico.


https://preview.redd.it/xg8s3zeonh931.jpg?width=500&format=pjpg&auto=webp&s=f5cf82c39e082059f22798301955597222d65cba

SINOPSE livro 3"Luz Efémera"
Hannah e o marido são donos da fazenda Langani e do Safari Lodge. Juntos, lutam para preservar a vida selvagem e as suas terras, ameaçadas por caçadores furtivos e funcionários governamentais corruptos. Contudo, vai ser a relação entre a filha de ambos e um rapaz africano a constituir o verdadeiro teste à união familiar. Por seu lado, Sarah é uma reputada fotógrafa e investigadora da vida animal. A morte do seu amor de infância marcou com violência a sua entrada na idade adulta; tantos anos depois, procura ainda recuperar a inocência perdida. Camilla conseguiu vingar no exigente mundo da moda e parece estar prestes a viver plenamente o seu grande amor ao lado do carismático guia de safáris Anthony Chapman. Mas uma triste reviravolta ensombra a vida de ambos e ameaça agora estilhaçar os sonhos que em tempos partilharam.


https://preview.redd.it/xvwiy0upnh931.jpg?width=500&format=pjpg&auto=webp&s=94fed41e026f5e55f1fab0975247daadbfca1812

LINK
submitted by hugorpds to Biblioteca [link] [comments]


2019.02.13 12:29 guerrilheiro_urbano Editores e racismos. Por Dodô Azevedo

Sou negro e cometo racismo contra negros. Sou como todos os brasileiros são. Fomos todos estruturados para sermos racistas com negros.
Como todos os brasileiros, tenho dificuldades para perceber o meu racismo contra negros.
Como todos os brasileiros, costumo rebater e argumentar quando alguém nota que tive alguma atitude racista contra negros. Digo que eu sou negro, que minha família é negra, como pode, então eu mesmo ser racista com negros?
Depois, como a minoria do brasileiros, penso melhor. Como a minoria dos brasileiros, faço autocrítica. Como a minoria dos brasileiros, detecto em mim o racista com negros que sou quando relaxo. Como a minoria dos brasileiros, me torno menos racista a cada dia.
Em 1993, participamos, eu e o editor do jornal onde escrevia, um sujeito culto, militante, negro como eu, mas como eu visto por todos como "moreno", de uma festa em homenagem ao grande filósofo francês Jean Baurdrillard, em São Cristóvão, bairro da zona norte do Rio de Janeiro. O tema da festa era "religiões afro-brasileiras".
Todos de branco. Comidas típicas. Mas escolhidos a dedo, negros e negras vestidos em trajes típicos para nos servir. Fazíamos fotos com os negros que objetificados, decoravam o lugar em trajes típicos. Ninguém, nem meu editor, nem mesmo Baudrillard, percebeu que ali estávamos todos praticando racismo recreativo. Um dos muitos tipos de racismos que perseveram no Brasil ainda hoje. Se alguém, em 1993, nos alertasse, ficaríamos chocados e refutaríamos. Diríamos que nós mesmos somos negros, estudados, anti-racismo, temos pais e filhos negros, maridos e esposas negras. Como poderíamos estar praticando alguma forma de racismo, e justamente contra negros?
Não percebemos, em 1993, como não percebia-se, no século 19, que a prática teatral chamada black face era evidentemente racista com negros. Que os programas humorísticos brasileiros de TV até a década passada eram racistas com negros. Tempo, tempo, tempo, tempo, escreveu uma vez Caetano Veloso. Alguns de nós desenvolvemos uma melhor sensibilidade para o racismo contra negros. Alguns de nós sabemos detectar melhor. Alguns conseguimos enxergar nossas próprias estruturas. Alguns de nós se tornaram melhores editores de si próprios.
Tempo, tempo, tempo, tempo: eu mesmo escrevi, anos atrás, aqui neste blog, estar preocupado com a geração de intelectuais brasileiros ativos daqui há 50 anos. Quem substituiria, por exemplo, a atenta e ativa geração de Caetano?
Uma geração ainda mais atenta e ativa. Hoje, Djamila Ribeiro, mulher e negra, tem o seu livro mais recente "Quem tem medo do feminismo negro?", na lista dos mais vendidos no país. Trata-se de uma obra ainda mais abrangente que o fundamental "Verdade Tropical", livro de Caetano que recentemente completou 20 anos de lançamento.
Mal sabia eu que tudo melhoraria. E que, por melhorar, a atenção com nosso próprio preconceito contra negros começaria a ser finalmente considerada um movimento fundamental. Djamila andou puxando a orelha de quem não percebeu o racismo recreativo praticado na festa de aniversário da diretora da revista Vogue. Onde estava Caetano. Onde estavam grandes editores cultos.
Também anos atrás o editor da publicação de cultura impressa mais lida e conceituada do país me pediu um texto sobre um determinado assunto. Quando entreguei, o editor leu tudo e entendeu quase tudo: das referências à filosofia eslava à pintura japonesa do século V passando por citações dos princípios de causalidade e acaso na física moderna.
Mas, quando se deparou com referências que fiz à cosmogonia africana, o editor culto me escreveu explicando que não conhecia os termos e conceitos africanos. Mas, como um grande editor, resolveu ouvir: pediu referências de livros sobre o assunto e depois que eu pudesse conversar com ele ao vivo. Mesmo culto, queria aprender. Queria escutar. Queria editar a si próprio. E assim, tornar-se um melhor editor.
O mundo melhora, reedita-se. Mas, como consequência, torna-se mais exigente. Precisamos, todos nós, sermos a cada dia melhores editores.
Com humildade e coragem, reeditarmo-nos.

FONTE: https://g1.globo.com/pop-arte/blog/dodo-azevedo/post/2019/02/12/editores-e-racismos.ghtml
submitted by guerrilheiro_urbano to BrasildoB [link] [comments]


A Beleza da Mulher Africana ALS - Mulher Africana A beleza de mulher africana As mais belas mulheres africanas. As 10 Mulheres Africanas mais bonitas do mundo - YouTube MULHER AFRICANA O papel da Mulher Africana na Sociedade Atual Mulheres Africanas

A mulher africana - O Berço do Mundo

  1. A Beleza da Mulher Africana
  2. ALS - Mulher Africana
  3. A beleza de mulher africana
  4. As mais belas mulheres africanas.
  5. As 10 Mulheres Africanas mais bonitas do mundo - YouTube
  6. MULHER AFRICANA
  7. O papel da Mulher Africana na Sociedade Atual
  8. Mulheres Africanas

As mais belas mulheres africanas. - Duration: 2:29. Gian Hilario 2,994 views. 2:29. 10 Definições de SEXY Em Outros Países - Duration: 5:57. Fábrica de Fatos Recommended for you. Mulheres africanas - A rede invisivel Trailer - Duration: 5:26. Premios PLATINO Xcaret 1,132 views. 5:26. Casamento Africano, Coisa de Louco; As 8 Cerimónias do meu Casamento; quanto foi meu ... Documentário Histórias, opiniões, questionamentos, lutas e conquistas de cinco mulheres africanas são o tema deste documentário. Com depoimentos de líderes c... Página no Facebook: https://m.facebook.com/garotootimista/?ref=bookmarks Instagram: https://www.instagram.com/carlos_gut0 Twitter: https://twitter.com/g... O QUE AS MULHERES AFRICANAS dizem do Brasil ? - Duration: 3:59. OS PRIMOS /MZ Recommended for you. 3:59. Mulheres-girafa são atração na Tailândia - Fantástico Ano 2002 - Duration: 6:45. Cada vez mais a mulher africana tem ganho notoriedade na sociedade atual. A entrevista que se segue é baseado em testemunhos e experiências de cada entrevistadas. Fale connosco: Facebook: https ... Qual é o VERDADEIRO SIGNIFICADO DO TURBANTE, para a mulher africana - Angolana; Homens podem usar? - Duration: 9:44. Pastora Ruth Catala Recommended for you 50+ videos Play all Mix - ALS - Mulher Africana YouTube; ALS - Ninguém É Perfeito - Duration: 3:57. ANGOLANO LISBOA Santos 8,082 views. 3:57. Os Bem ...